espacojames



Página Inicial
Listar Artigos Site Aarão




Artigo N.º 5266 - CAIRÃO AS TORRES
Artigo visto 3408




Visto: 3408
Postado em: 25/05/10 às 10:18:08 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=5266
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão


Está em Sofonias 1, 14 Eis que se aproxima o grande dia do Senhor! Ele se aproxima rapidamente. Terrível é o ruído que faz o dia do Senhor; o mais forte soltará gritos de amargura nesse dia. 15 Esse dia será um dia de ira, dia de angústia e de aflição, dia de ruína e de devastação; dia de trevas e escuridão, dia de nuvens e de névoas espessas, 16 dia de trombeta e de alarme, contra as cidades fortes e as torres elevadas.

Naquele dia, 17 Mergulharei os homens na aflição, e eles andarão como cegos porque pecaram contra o Senhor. Seu sangue será derramado como o pó, e suas entranhas como o lixo. 18 Nem sua prata, nem seu ouro poderão salvá-los no dia da cólera do Senhor. Toda a terra será devorada pelo fogo de seu zelo, porque ele aniquilará de repente toda a população da terra.
 
Também está dito assim em Gênesis 11, 4 Depois os homens disseram: "Vamos, façamos para nós uma cidade e uma torre cujo cimo atinja os céus. Tornemos assim célebre o nosso nome, para que não sejamos dispersos pela face de toda a terra." 5 Mas o senhor desceu para ver a cidade e a torre que construíram os filhos dos homens... Isso foi penso que há uns 4 mil anos atrás, um tempo em que o desvario havia atingido a humanidade de tal forma, que tinha perdido completamente o sentimento de Deus. Não vos parece que hoje estamos chegando novamente a um tempo igual? Ou será que Deus não nos vê?
 
Existe um programa na TV a cabo, que é de um ufanismo ímpar. Ele mostra, em todo mundo, o gigantismo das torres que se elevam aos céus do planeta, cada uma querendo ser mais alta, e, portanto, mais desafiadora. Novas tecnologias, novos materiais, e é cada vez mais rápida a elevação delas. As nações ricas – nem tão ricas – competem entre si, e mal um projeto assoma das planilhas, já outro maior e desenha. Arquitetos e grandes construtoras do mundo inteiro se digladiam num frenesi de edificação, cada um querendo suplantar o outro, em desenho, em forma, em altura, em luxo, e até em custo, buscando sempre deter o título de maior, mais alta, mais bonita, mais segura!
 
Por décadas inteiras o edifício Empire States Bulding de Nova York foi sinônimo de status e fonte alimentadora do orgulho americano. Até que veio a Torre da Sears em Chicago, e apenas isso fez cair o preço do Empire, seu prestígio e seu símbolo. A primeira torre era antiga, a segunda moderna. E a partir dali o mundo deu de copiar este absurdo, criando cada país seu projeto, sua fonte de orgulho nacional. Agora mesmo em Dubai se projeta algo para próximo de um Km de altura, certamente bem mais alto do que a Torre de Babel antiga, esta nada mais que um amontoado de tijolos de argila.
 
Onde iremos parar? Quando cessará a loucura humana? Quando cessará o homem de desafiar ao seu Deus e Criador? E mais: até quando este mesmo Deus Criador irá suportar o desvario humano, sem que a Sua Santa e Justa ira se acenda contra nós, os habitantes da terra? Como aconteceu na Babel antiga, também agora o Senhor já desceu para ver as torres que os homens edificaram e naturalmente que já deu seu veredicto, e ele está em Eclo 40, 12 Todo presente e todo bem mal adquirido perecerão... As riquezas dos injustos secarão como uma torrente; elas assemelham-se a uma trovoada que estala na chuva. 14 ... no fim os prevaricadores serão aniquilados.
 
Ontem eu lia um artigo sobre um arrogante americano, que vivia enfastiado porque não encontrava nenhum investimento capaz de fazer jus ao montante de seu capital líquido. Então, entre um bocejo e outro, ele resolveu gastar 5 bilhões de dólares em algo que lhe pareceu condizente, com sua grandeza pessoal. Bem eu duvido que seu capital foi “bem adquirido, e de forma justa”, portanto, antes que este senhor tenha condições de sentar seu traseiro sobre o comando do investimento, já a trovoada do caos o aniquilará. O sopro de Deus fará ruir seu investimento, até que dele não reste um só dólar. Afinal, não passa de papel, e este o fogo – da justiça divina – queima fácil, fácil! Sua torre de dólares queimará junto com Babilônia, e bem diante de seus olhos... Enfastiados!
 
Nós agora continuamos a rezar pela queda da Torre de Marfim – que, aliás, é bíblica e está mencionada no Cântico dos Cânticos – entretanto meu amigo Antonio me observava com sabedoria, que podemos estar rezando não somente pela queda da torre de Marfim, mas pela queda de todas as torres orgulhosas que se erguem contra Deus, e que precisam também ruir. Jesus não virá jamais num mundo cheio de torres erguidas contra Ele, somente quando todas estiverem reduzidas a pó ou destroços. Claro, não digo se estas caiam ainda neste ano!
 
De fato, as torres sempre são sinônimas de orgulho desafiador, também de pujança, poder e de força, porque necessitam de vultosos capitais e rara inteligência para projetá-las. Torres são vistas de longe, e fazem sombra sobre concorrentes. Aliás, o alcance da sombra, parece orgulhar mais seus donos do que a altura em si do empreendimento. Porque ela significa sujeição, esmagamento. Significa domínio, e poder!
 
Nunca, como agora, os homens se empenharam tanto em quererem ser mais, maiores, mais, mais, mais do que os outros. Um espírito de competição e de consumo atiça todos uns contra os outros, de modo que já nem se importam se gastam fortunas em bobagens, até porque a máquina de sugar os pequenos montadas por certos homens, já se fez legal. O mundo aprece aprovar quem enriquece, mesmo que a custa do sangue dos outros e é ridicularizado quem se pauta pela moral, e pelos princípios da Lei de Deus. Todos estes são TORRES de orgulho. E todos serão rebaixados, não demora! Eu disse: TODOS!
 
No artigo anterior, “Falência das Elites” coloquei em rápidas pinceladas alguns detalhes da imensa conspiração mundial desde séculos em curso. Interessante é que forças das trevas, com fúria inaudita, tratam de desmentir que isso exista, exatamente como fazem os ajudantes do diabo, quando dizem que ele não existe. Porém basta uma mínima inteligência para identificar com nitidez a execução do projeto, que no fundo visa fazer os homens adorarem ao demônio. Tal projeto segue a passos largos, e já prepara os homens de hoje, criados na devassidão, no sexo exacerbado e no niilismo para formar o exército que acolherá no fim o filho de satanás – o anticristo – que por algum tempo reinará.
 
Tudo que eles querem é fazer cumprir o desejo de satã, que jamais aceitou que os homens pudessem ser governados pelo amor – como Deus quer – pois seu projeto implica no despotismo violento, na escravidão negra e absoluta, na tirania, na tortura permanente, e no sangue vertendo constantemente. É quase impossível entender como é que algumas pessoas tenham se deixado levar tão longe na revolta contra Deus, pois agem de forma consciente e decidida. Eles sabem muito bem que o demônio não é Deus, que é apenas uma criatura, e sabem que herdarão o inferno para sempre, onde serão torturados pelos séculos dos séculos. Acho mesmo que, quanto maior o nível de poder que uma pessoa adquire neste projeto, maior a consciência que ela tem de que está errada.
 
De fato, a maior torre jamais erguida no planeta é a do orgulho, que tem no topo Lúcifer. Com base nela se elevam todas as outras, seja no sentido material, seja no espiritual. E somente a posse de recursos astronômicos é que permite a alguém erguer uma torre física. Mas como já mostrei no artigo anterior, também milhares de investidores pequenos e médios são levados ao extremo da alucinação, na tentativa de enriquecer rápido e com pouco investimento. Erguendo assim sua torre! Isso fez, com o passar dos anos, que acontecesse este inchaço absurdo nos papéis, de modo a se tornarem apenas vento, sem base monetária. Claro que isso é uma loucura ímpar, e somente um cego não percebe.
 
Entre os textos que me enviaram pela internet, encontrei um que descreveu com clareza o que aconteceu com o mercado financeiro mundial, na quebradeira de 1929. Lendo com atenção é possível perceber que hoje acontece exatamente a mesma coisa. Os sinais que anteciparam o caos naquela época são hoje visíveis. Todos têm observado que a oscilação dos papéis é cíclica, e vez por outra acontecem estes espirros e tosses do mercado. Acontece então uma alucinada fuga de investidores, de um ativo para outro, de um país para outro, cada um tentando salvar a própria pele. Mas tudo isso é como um diapasão: quanto mais para aponta, maior o sofrimento. De quem? Do pequeno investidor! Porque os grandes, que comandam tudo, até o boato, sempre se antecipam! Nunca perdem!
 
Hoje vemos os governos dos países tentando socorrer os bancos e empresas que falem, para que seja evitada a mesma correria que aconteceu naquela época. Mas há um ou dois meses atrás, já assistimos a um destes engasgos das Bolsas de Valores, onde os governos dos países enterraram burramente trilhões de dólares. Coisa que agora aconteceu de novo. Ora, qualquer pessoa inteligente irá tirar daqui pelo mínimo, duas lições: 1 – Não existe nação na terra capaz de suportar sucessivas sangrias destas, sem falir; 2 – Deve ter alguém por trás, querendo exatamente isso, e lucrando alucinadamente com isso. Você entendeu bem: os sequazes do anticristo, que já vive em nosso meio!
 
Ora, todos os números mostram claramente que o gigante americano está falido. Por quase um século, especialmente depois da primeira guerra mundial, os Estados Unidos comandaram o mundo econômico, formalizando esta Babilônia apocalíptica, tamanho o poder que acumularam, por força de sua economia, especialmente pela tirania de sua moeda, o dólar. Que por sinal tem o olho do demônio em uma de suas notas! E diz assim? In God we trust! Sim, em Lúcifer eles – os atais – acreditam! É isso que Roosevelt quis dizer quando cometeu este gesto tresloucado. Que o povo americano cego, não vê!
 
O certo é que os EUA romperam já há um ano o limite máximo de endividamento de 8,5 trilhões de dólares, e neste momento surge um impasse brutal, quando o Congresso dá sinais de não mais autorizar a queima de recursos, para socorrer bancos falidos. No que está certo de um lado! Mas sem dúvida abrirá a sangria do outro lado. Ou seja: eles não têm mais para onde correr. Precisam queimar as gorduras – e isso inclui a gordura do povo – mas não encontram nenhuma disposição para isso nos cidadãos. Ainda mais agora, em tempos de eleição. Trata-se de uma nação voltada apenas para os negócios, cegamente voltada para o dinheiro, que jamais olhou para baixo e viu os rios de sangue, e os mares de suor que sugou das nações pobres, para montar suas torres elevadas, sua riqueza colossal. E sua dívida brutal! Não tenho calculadora para os trilhões, mas penso que cada americano hoje tem uma dívida contraída de mais de 3,2 milhões de dólares.
 
E a verdade é uma só: caindo o gigante americano, como torre elevada que é, com toda certeza ela desabará sobre o mundo. Ora, eles não percebem que como o a estátua do sonho do Rei Nabucodonosor (Dn 2), também os EUA têm pés de barro! Pés que estão firmados na terra, portanto fragilmente erigido, e não na rocha perene que é Deus. Deste modo, e como a imagem daquele sonho, também as grandes nações serão esmagadas, porque não suportarão o peso da Cruz que cairá sobre elas. Será a cruz quem derrubará todas as torres do mundo, sejam edifícios físicos, sejam torres de orgulho. Porque por mais que elevem torres, nunca chagarão ao Céu. Mas a Cruz de Cristo chegou lá sim! E de lá virá como um malho para exterminar as obras do demônio!
 
As bolsas de valores, por exemplo, são nada mais que torres de orgulho. Elas tentam vender a imagem de pujança de uma nação – pelo volume diário de negócios – quando de fato escondem a insânia de um povo. Qualquer investidor de inteligência mediana, ao saber que o papel que ele comprou não tem base no patrimônio da tal empresa, tratará de cair fora. Nos tempos que eu também me alucinava nas bolsas, certa vez adquiri um papel que em 33 dias subiu mais de 1.300%. Quando o vendi, quatro dias antes de seu despenhadeiro, meu corretor queria me esganar. Depois daquilo, meus amigos, nunca mais. A inteligência diz: quando alguém ganha demais, outro perde demais! E caí fora!
 
O problema então, é que se houver uma nova quebradeira mundial – e haverá, e será bem pior que a depressão de 1929 – embora tenhamos milhares de empresas saneadas e até com capitais excedentes, todas acabarão por cair junto por um colossal efeito cascata. As comerciais falirão por falta da reposição industrial, e as industriais por conseqüência da quebra dos bancos e financeiras. Na torrente deles vão os governos e instituições, e a seguir os povos. Depois disso é a guerra, civil em algumas nações e depois mundial! Tudo isso está gravado nas Sagradas Escrituras, e é para nosso tempo.
 
Quando uma nação fala em superávits astronômicos, em excedentes de capital vultoso, na verdade ergue uma torre diante do mundo. Torre de dinheiro! Nunca esqueçamos de que a besta está usando agora a gigantesca China como aríete que deverá abater o gigante americano, pois nestas duas últimas crises das bolsas este país injetou alguns trilhões de dólares na economia dos EUA. E qualquer pessoa sabe que todo aquele que pede emprestado, se torna refém de quem emprestou. Torna-se dependente dele. E hoje, sem sombra de dúvida, o povo norte americano simplesmente não tem mais condições de pagar a conta que deve, à China e ao Japão em especial.
 
A esta altura o leitor poderá perguntar assim: mas que temos a ver com isso? Tal coisa é lá com eles! Nosso presidente e nosso ministro da economia têm repetido que o Brasil está ao largo da crise, e que ela é passageira. Diz a Dilma que nossa economia está forte, que agora descobrimos muito petróleo, e que temos condições de em breve nos tornar uma nação livre de terremotos financeiros. Não vá atrás disso meu amigo. Ele mente mais que o seu chefe! Na realidade a economia do nosso querido Brasil é insignificante, e tão logo o gigante americano espirre lá, nós aqui já estaremos a nocaute. Afinal é isso que significa globalização: fazer com que uma nação dependa da outra, uma empresa da outra, até que o comando central esteja nas mãos de uma só pessoa. Do anticristo. Leia-se: satanás!
 
E acaso no Brasil tem torres? Têm, a começar pelo nosso ufano presidente, que se acha um Deus quando fala, quando sempre mente! Ele e seus assistentes! Temos centenas de torres eclesiásticas, que já não obedecem mais ao Santo Padre, não se vergam mais, e que precisam ser abatidas! Temos as torres financeiras dos bancos ladrões, e os mais ladrões do planeta! Temos as torres da falsa teologia libertadora, quando, sendo comunista é escravisante. Temos os milhares de torres de TV imunda, semeadores de licenciosidade, de perversão dos costumes, com suas novelas podres, nojentas! Por toda parte vemos espetos apontados contra o Céu, que mais parecem estacas de uma paliçada. Querem parecer efetivamente barricadas contra o Deus Altíssimo. E elas precisam cair, e cairão!
 
O fato é que a simples leitura dos últimos noticiários econômicos independentes nos leva a prever para muito proximamente o advento da loucura. Sempre temos afirmado que o nosso Papa é o sinal a ser observado, e a Igreja Católica aquela que não devemos perder de vista. Porque depende dela os rumos do mundo, é ali que residem os filhos de Deus, e somente estes são alvo de seus olhares. E é Ele quem domina todos os acontecimentos mundiais, não permitindo que nada aconteça para estragar, antes que todos os pontos chave estejam alinhados. Ele quer dar todas, absolutamente todas as chances ao inimigo para vencê-lO. Quando o maligno será derrotado mesmo é pelo homem!
 
Sei que a maioria das pessoas não tem condições de acompanhar os noticiários mundiais para poder entender melhor o que agora acontece. Mas nos últimos dias, financistas de peso, governantes de ricas nações, e economistas não cegos, têm apontado um cenário extremamente para um futuro próximo. Alguns acham que o ano de 2009 será um ano negro para a economia mundial. Embora que tantas vezes temos visto que muitas destas notícias são espertamente plantadas na mídia exatamente para confundir a opinião pública e exacerbar os investidores não esqueçamos de que onde tem fumaça tem brasas.
 
No momento em que escrevo este artigo, percebo que o “otimismo” tomou conta mais uma vez dos “investidores” americanos, e pode até que as coisas se estabilizem por uns dias. Mas devo dizer que isso também se deu no caso da quebra mundial de 1929: havia por horas certo otimismo, porém a tensão e a desconfiança logo retornavam. E aconteceu que todos os grandes bancos, corretoras e financeiras, num determinado momento não mais tiveram cacife de bancar as apostas, e a queda foi vertiginosa, durante dias seguidos.
 
O que se viu a seguir foi muitos suicídios. E novamente isso acontecerá, e podem ser de fato milhares, quando estas pessoas que sempre viveram de sugar, sem nunca dar duro, se virem insolventes ou quando perceberem que seus papéis de nada valem. Esta gente não está acostumada a viver mal, e jamais aceitará reduzir a zero seu alto padrão de vida. Pois cada um é uma torre orgulhosa, erguida sobre o martírio dos pobres. Todo orgulho será rebaixado, toda árvore alta será abatida. No mundo que vem a seguir, nunca mais haverá lugar para torres, nem donos de torres, nem para seus edificadores.
 
Porque está escrito em Isaias 2, 17 A pretensão dos mortais será humilhada, o orgulho dos homens será abatido. Só o Senhor será exaltado naquele tempo, 18 e todos os ídolos desaparecerão. 19 Refugiai-vos nas cavernas dos rochedos, e nos antros da terra, sob o impulso do terror do Senhor, e do esplendor de sua majestade, quando ele se levantar para aterrorizar a terra. 20 Naquele tempo o homem lançará aos ratos e aos morcegos os ídolos de prata e os ídolos de ouro, que para si tinha feito a fim de adorá-los...
 
Enfim, para as pessoas que duvidavam dos sinais de setembro, já anunciados por Nossa Mãezinha, têm aí nos noticiários um prato cheio, basta ter olhos abertos e ver. Hoje é dia  26, e são agora 9:37 da manhã. Quem ontem viu uma pequena recuperação das bolsas nos EUA devido ao “pacote” de 700 bilhões de dólares do governo para salvar bancos falidos – e bandidos – agora vê as bolas asiáticas despencarem, porque não gostaram do “pacote”, que vem a “longo prazo”. Bem, que se acostumem a estes trancos, porque eles serão cada vez mais violentos. Um alerta: se algum dos nossos leitores tem dinheiro aplicado em bolsas, caia fora enquanto é tempo. Mas acho que não temos malucos aqui.
 
Quanto às outras notícias, o leitor pode escolher: 1 – Que tal a proposta de Putin para Hugo Chaves construir sua bomba atômica? Está nos jornais de hoje! Querem outra? Israel pede sinal verde dos Estados Unidos para bombardear o Irã! Proposta negada por Bush! Ufa, ainda bem! Mas é só por hora! De fato, se vier a se cumprir a profecia de Nossa Senhora, passada em Lourdes, será um dia lançada uma bomba sobre uma cidade do Irã, que matará mais de 5,3 milhões de pessoas. Duvidam de Israel?
 
Óbvio que também o Irã desejaria lançar esta bomba sobre Israel, e até quem sabe já tenha condições. O grande dilema dos inimigos de Israel é que se lançarem uma bomba atômica ali, matarão junto milhões de palestinos, e atingirão também os vizinhos, como o Líbano, a Síria, a Jordânia e a faixa de Gaza. É por isso que no futuro sim, todos estes povos tentarão destruir Israel, mas por terra, em guerra convencional. Claro que eles levarão uma surra, mas são teimosos demais. Seu ódio os cega e todo aquele que age com ódio cego, acaba atirando contra si mesmo. É o que acontecerá, está nas Escrituras!
 
Enfim, Jesus falou assim em Mateus 23, 12 Aquele que se exaltar será humilhado, e aquele que se humilhar será exaltado. Todo aquele, pois, que erguer alguma torre de orgulho sobre os demais, quer sejam as nações umas contra as outras, quer sejam os orgulhosos governantes delas sobre os demais, TODOS eles, sem exceção serão postos abaixo. E junto com eles irão cair também as pessoas que se exaltam, que se orgulham de seus bens, de suas fortunas e se imaginam superiores. Todo aquele que elevar a crista por sobre a multidão, será decepado pelo sopro do Espírito Santo.
 
E como está dito também em Isaías 2, 9 Os mortais serão abatidos e o homem será humilhado; vós não os perdoareis de maneira nenhuma. 10 Refugiai-vos nos rochedos, escondei-vos debaixo da terra, sob o impulso do terror do Senhor, e do esplendor de sua majestade, quando ele se levantar para aterrorizar a terra. Tudo o que posso dizer, encerrando este texto é que, nos dias que faltam para se completar os 1260 anunciados, poderá correr mais sangue humano na terra, do que já correu desde Jesus até hoje. Acima Deus nos fala em um dia de punição, penso que isso se pode traduzir em UM ANO, passado o qual, em toda a terra não restará mais que escombros, destruição e morte.
 
Eis o grito de alerta do profeta Sofonias, quando diz em 1, 14 Eis que se aproxima o grande dia do Senhor! Ele se aproxima rapidamente. Terrível é o ruído que faz o dia do Senhor; o mais forte soltará gritos de amargura nesse dia. 15 Esse dia será um dia de ira, dia de angústia e de aflição, dia de ruína e de devastação; dia de trevas e escuridão, dia de nuvens e de névoas espessas, 16 dia de trombeta e de alarme, contra as cidades fortes e as torres elevadas. 17 Mergulharei os homens na aflição, e eles andarão como cegos porque pecaram contra o Senhor. Seu sangue será derramado como o pó, e suas entranhas como o lixo. 18 Nem sua prata, nem seu ouro poderão salvá-los no dia da cólera do Senhor. Toda a terra será devorada pelo fogo de seu zelo, porque ele aniquilará de repente toda a população da terra.
 
O “Dia do Senhor” centenas de vezes anunciado nas escrituras, nada mais é que o “ano” da justiça, que se aproxima rapidamente. Dia de derrubar torres, de orgulho, de mentira, de ganância, de poder, de usura, de corrupção, de prostituição, de adultério, de roubo e de todo tipo desafio contra Deus, contra sua lei e seus mandamentos. Eis porque assim fala o profeta Sofonias: 2, 1 Curvai-vos, curvai-vos, gente sem pudor, 2 antes que nasça a sentença e o dia passe como a palha; antes que caia sobre vós o ardor da ira do Senhor; antes que caia sobre vós o dia da indignação do Senhor! 3 Buscai o Senhor, vós todos, humildes da terra, que observais a sua lei; buscai a justiça e a humildade: talvez assim estareis ao abrigo no dia da cólera do Senhor.
 
E completa dizendo: 10 Tal será o preço do seu orgulho, por terem alardeado grandeza e insolência com o povo do Senhor dos exércitos. 11 O Senhor lhes será um objeto de terror, porque aniquilará todos os deuses da terra, e virão prostrar-se diante dele - cada um na sua terra - todos os habitantes das ilhas das nações. O mundo, com seus escândalos, não perde por esperar. De fato, depois que o Senhor tiver descido aqui, e passado com seu carro de fogo em nosso meio, será como está dito em Joel 2, 3 Diante dele um fogo devorador; atrás, uma chama abrasadora. Diante dele a terra é um paraíso; atrás, é um deserto desolador; nada lhe escapa.
 
Como está no Salmo 49: 3 nosso Deus vem vindo e não se calará. Um fogo abrasador o precede; ao seu redor, furiosa tempestade. 4 Do alto ele convoca os céus e a terra para julgar seu povo: 5 Reuni os meus fiéis, que selaram comigo aliança pelo sacrifício. Está na hora então de baixar a cabeça e rezar, porque os humildes herdarão a terra! As torres todas, de orgulho, de vaidade, de arrogância, sem exceção serão sepultadas no abismo.
 
Quanto a nós, nada a temer porque assim diz Sofonias 3, 11 Naquele dia, não serás mais confundido por causa de todos os pecados que cometeste contra mim, porque então tirarei do meio de ti teus fanfarrões arrogantes; não te orgulharás mais no meu santo monte. 12 Deixarei subsistir no meio de ti um povo humilde e modesto, que porá sua confiança no nome do Senhor. 13 Os que restarem de Israel se absterão do mal, e não proferirão a mentira; não se achará mais em sua boca língua enganosa, porque serão apascentados e repousarão, sem haver quem os inquiete. Sim, das outras casas, não restará um só.
 
(Aarão)


www.recadosaarao.com.br



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!




Total Visitas Únicas: 9.983.634
Visitas Únicas Hoje: 814
Usuários Online: 183