Wicca, a eclosão deliberada da feitiçaria e do neo-paganismo


LISTAR ARTIGOS DESTA CATEGORIA
Artigos




Artigo visto 5246 vezes




Visto: 5246 - Impresso: 1648 - Enviado: 31 - Salvo em Word: 1207
Postado em: 31/07/10 às 10:25:41 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=5810
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

“Em pleno dia encontram as trevas, e andam às apalpadelas ao meio-dia como se fosse noite”. (Jó 5,14)

Gerald Brosseau Gardner (1884-1964), tido como o pai do movimento de neo-paganismo denominado Wicca (feitiçaria ou bruxaria moderna). Festas de Halloween, livros de Harry Potter, culto à deusa-mãe, satanismo, feitiçaria, sinistros rituais ocultistas e mediúnicos com sacrifícios de sangue, culto à espíritos da natureza e seres extraterrestres, sexo ritual, são alguns dos elementos desse vasto caldeirão do paganismo wicca

 

Discípulo do mago, maçom e satanista Alestair Crowley, Gerald Brosseau Gardner (1884-1964) deu início ao reavivamento das doutrinas e práticas pagãs que a modernidade — já de muito distanciada do Cristo— têm adotado com grande avidez.

 

Satanista Alestair Crowley

Trata-se do movimento Wicca (cognominada “old religion”), que na verdade não passa de satanismo puro, praticado de forma deslavada e sob a apatia espiritual quase absoluta da sociedade moderna.

Gardner, além de maçom, era um bruxo hereditário inglês e maior responsável pela disseminação da bruxaria como importante ramificação da “nova era”. Entre 1905 - 1908, no Ceilão, Gardner foi iniciado na Maçonaria na Loja 113 de Sphinx, I.C., em Colombo.

Wicca surgiu nos primeiros anos do pós-guerra, como uma entidade legal, para a promoção da bruxaria. Atualmente é a maior associação internacional de bruxas.

Suas doutrinas possuem estreitas ligações com o druidismo no desenvolvimento de laços estreitos com a natureza, tutela da terra e ambientalismo. Acreditam na reencarnação e entendem que as energias que criamos influenciam o que acontece à nossa volta, isto é, adotam os princípios elementares da magia.

No Brasil popularizou-se através do escritor e bruxo Paulo Coelho. Em seu livro Brida, o autor confessa pertencer a uma sociedade satanista da Espanha, além de pertencer à ordem secreta espanhola RAM, Regnum Agnus Mundi.

bruxo Paulo Coelho

É importante saber que todas as modernas organizações Wicca descendem essencialmente de antiguíssimas formas de satanismo, algumas das quais remontam à Mesopotâmia, de onde o satanismo migrou para a Europa Ocidental.

 

Wicca é realmente o caldeirão da bruxaria e do assumido culto ao paganismo

Segundo as sutilezas doutrinárias de Wicca, a mulher não tem poder algum enquanto não tiver poder sobre a vida e a morte.

 

Como toda doutrina da “nova era”, Wicca se apresenta sob as mil faces do esoterismo e se propaga muito sutilmente. Um pequeno exemplo está na supressão da prece e na proibição de comemorações cristãs (natalinas, por exemplo) por parte de diretores e professores de escolas. Por outro lado, esses mesmos diretores e professores incentivam a prática de “halloween” (dia das bruxas) junto a seus alunos.

 

Vivemos um momento em que há uma enorme comoção esotérica para o reavivamento do culto pagão à “deusa-mãe”

Entraremos na “idade da deusa”, dizem os praticantes de Wicca 


Wicca é realmente o caldeirão da bruxaria e do assumido culto ao paganismo. Em Wicca há espaço para tudo: um obscuro senso moral sobre temas como ecologia, feminismo, homossexualismo, aborto, contos, artes e filmes de terror — inclusive focados para a idade infantil — cerimoniais com rituais de sangue, preces para evocações de espíritos das trevas e deuses pagãos, exaltação à “deusa-mãe” que, segundo eles, "existe em toda mulher”, além das exóticas práticas para a "liberação dessa divindade feminina interior”. E por aí vai... 

 

Vivemos um momento em que há uma enorme comoção esotérica para o reavivamento do culto pagão à “deusa-mãe”. Entraremos na “idade da deusa”, dizem os praticantes de Wicca.

Esse título soa inofensivo para muitos, mas como todo fermento farisaico, oculta seu sentido maligno, como veremos a seguir.

 

O aborto como forma de sacrifício necessário à deusa Artemis


Psicóloga praticante de Wicca defende o aborto como forma de sacrifício necessário à deusa Artemis

 


Por incrível que pareça, para melhor pescar incautos, as doutrinas pagãs de Wicca são apresentadas até mesmo com ares acadêmicos. 

É o caso da escritora e praticante de Wicca, Ginette Paris, Ph. D. psicóloga, professora e autora feminista do renomado livro Meditations Pagan e Grace Pagan. Ela é também professora no Pacifica Graduate Institute. (1)

Ginette Paris explicitamente defende o aborto como forma de sacrifício necessário à deusa Artemis. 

Segundo ela, a mulher não tem poder algum enquanto não tiver poder sobre a vida e a morte. (2)


"É perfeitamente aceitável que uma mulher que dá a vida também a destrua sob certas circunstâncias..."

Livro O "Sacramento" do Aborto, de Ginette Paris


Referindo-se a Ginette e suas instruções pagãs para a prática do aborto, em artigo denominado “Bruxaria e Aborto, o Sangue de Inocentes Oferecido ao demônio”, o articulista Paulo Pedrosa da Associação Cultural Montfort relata: 

“Este pensamento grotesco tem ganhado cada vez mais adeptos entre as praticantes da Wicca e entre os americanos favoráveis ao aborto.

“Diz ela em seu livro: ‘Artemis tem a reputação de gostar de sacrifícios sangrentos, inclusive o de humanos... uma prática que deu má fama ao paganismo... A histórias na qual Artemis clama pelo sacrifício de Ifigênia pode ser entendida de mais de uma forma... em uma, Ifigênia é uma vítima, oferecida em sacrifício no altar de Artemis; naoutra Ifigênia se torna heroina, e o sacrifício toma um significado diferente. Uma vez que o aborto é um tipo de sacrificio, acredito que a exploração deste mito pode abrir novas sendas de pensamento’ (Ginette Paris, The Sacrament of Abortion, Spring Publication, Dallas, 1992, p. 34.).

“‘Artemis, que personifica o respeito pela vida animal, aceita a necessidade da caça, mas apenas se regras e rituais de absolvição forem observados. Na maioria das religiões da deusa um raciocínio similar é aplicado aos fetos e aos recém nascidos. É perfeitamente aceitável que uma mulher que dá a vida também a destrua sob certas circunstâncias...’ (Ginette Paris, The Sacrament of Abortion, Spring Publication, Dallas, 1992, p. 53.).

E assim, sob a falsa aparência de dissertarção filosófica e acadêmica, a cultura da morte vai sendo gradativamente implantada no mundo e aceito com assustadora facilidade pela mulher moderna e liberada.

 

“‘Nossa cultura necessita de novos rituais bem como de leis que restaurem ao aborto sua dimensão sagrada"


Wicca dissemina doutrinas e sacrifícios rituais da bruxaria, da feitiçaria e do satanismo, além de associar o mito da “bruxa” ao culto pagão da "deusa mãe"


Observemos na sutileza desses apontamentos o tipo de poder que alimenta as deusas da “nova era”.

“‘Nossa cultura necessita de novos rituais bem como de leis que restaurem ao aborto sua dimensão sagrada, que é tão terrível quanto necessária’ (Ginette Paris, The Sacrament of Abortion, Spring Publication, Dallas, 1992, p. 92.).

“‘O aborto é um sacrifício para Artemis. Aborto como um sacramento pelo dom da vida para permanecer pura’ (Ginette Paris, The Sacrament of Abortion, Spring Publication, Dallas, 1992, p. 107.).

O articulista católico comenta:

“Então hoje, segundo as próprias palavras das adeptas da Wicca, estão sacrificando os inocentes para um demônio, posto que São Paulo nos ensinou que todos os deuses dos pagãos são demônios... Para justificar sua adesão ao aborto as adeptas da Wicca usam argumentos ecológicos estapafúrdios: ‘artigos científicos recentes relatam que certos animais comem seus filhotes para que o resto possa sobreviver’ (espero sinceramente que ela não ache que devamos comer nossos bebês!) (Cf. ata de reunião de encontro de Bruxas cujo tema fora Nascimento e Aborto, citado no site http://www.forerunner.com/champion/X0001_Birthing_Abortion.html); temores apocalípticos paranóicos: ‘o uso excessivo da fecundidade feminina pode trazer uma catástrofe ecológica’ (Cf. citação acima); e até mesmo caquéticas teorias Malthusianas: ‘haveria um desastre planetário se cada óvulo humano fecundado sobrevivesse’ (Cf. citação acima).

E como constatamos em nosso estudo, a tática das forças inimigas de Cristo, a encarnação da Palavra de Deus —que Se manifestou à humanidade por misericórdia de Deus como sendo a Verdade e a Vida— sabem habilmente alterar os valores do bem e do mal. A tal ponto está alienada nossa civilização que um crime hediondo contra a vida passa a ser passivamente aceito e praticado como "sacrifício sagrado, em honra aos deuses".

 

Para aliviar o peso da consciência e a culpa natural que as mães ao abortarem sentem, as praticantes da Wicca contam com rituais que pretendem sufocar o sentimento de culpa e apoiar e encorajar a mulher que abortou


Resistência solitária: Austin Ruse, presidente do C-FAM - Catholic Family & Human Rights Institute (O único grupo pró-vida trabalhando exclusivamente nas políticas sociais da ONU.)

Por trás dessa fachada filosófica e pseudo-científica estão as velhas práticas do paganismo, tão veementemente combatidas e abominadas pela Revelação Divina, conforme se constata em todo o desenrolar do antigo testamento.

Prossegue o articulista em seu artigo:

“Na verdade, a Wicca também pode ser vista como uma expressão mística do feminismo, por seu pensamento de que a mulher tem o poder sobre a vida e a morte, por darem a luz ou por abortar. E cada um desses atos é considerado como um ato mágico. Quanto mais artificial o meio para realizá-los e quanto maior o envolvimento de homens no processo, menor a ‘mágica’ envolvida no processo. Muitas são até mesmo contra a pílula, por ser um agente químico e não natural, e preferem o aborto de fetos perfeitamente formados a ela.

(...) “Para aliviar o peso da consciência e a culpa natural que as mães ao abortarem sentem, as praticantes da Wicca contam com rituais que pretendem sufocar o sentimento de culpa e apoiar e encorajar a mulher que abortou.

Entre as práticas pagãs para aborto holístico destaca-se um ritual bastante comum de ‘purificação’ de mulheres que abortaram consiste em encorajá-las a imaginar que seu bebê foi liberado na força vital do cosmos, acompanhando isto com músicas ou poesias.


“Alguns dos rituais consistem em erigir um altar para um bebê abortado; derramar gotas de sangue do bebê abortado no solo em honra a ‘mãe terra’, plantar uma árvore, etc. Um ritual bastante comum de ‘purificação’ de mulheres que abortaram consiste em encorajá-las a imaginar que seu bebê foi liberado na força vital do cosmos, acompanhando isto com músicas ou poesias. Uma mulher sempre se benzerá (visto que elas pensam ser deusas) após seu aborto para recuperar seu estado de graça anterior ao aborto.

“Tem se tornado cada vez mais evidente o vínculo entre clínicas de aborto e as associações das modernas praticantes de bruxaria – hoje chamada de Wicca – principalmente nos Estados Unidos da América. Tal vínculo se dá por relações trabalhistas, apoio financeiro, psicológico, e até mesmo apoio ‘mágico’ pela realização de vários rituais de ‘proteção’ contra manifestantes do movimento Pró-Vida americano”. (3)

Até aqui o artigo “Bruxaria e Aborto, o Sangue de Inocentes Oferecido ao demônio”, de Paulo Pedrosa.

* * *

O constante alerta das Sagradas Escrituras sobre os perigos do paganismo

Salomão elucida com absoluta clareza, no Livro da Sabedoria, a missão do povo eleito e sua luta titânica para extirpar a “magia” e os “ritos ímpios” dos povos pagãos degenerados, adoradores dos espíritos decaídos. Seus cultos eram (e continuam sendo) motivo de perdição para a alma humana.


Como vemos, o pronunciamento de Moisés ao seu povo feito há três milênios atrás continua mais atual e sensato do que a modernidade poderia admitir:

“Sacrifícios ofereceram aos demônios, não a Deus; a divindades desconhecidas, novas, recém-chegadas, que vossos pais nunca, jamais veneraram.” (Dt 32:17)

Salomão elucida com absoluta clareza, no Livro da Sabedoria, a missão do povo eleito e sua luta titânica para extirpar a “magia” e os “ritos ímpios” dos povos pagãos degenerados, adoradores dos espíritos decaídos. Seus cultos eram (e continuam sendo) motivo de perdição para a alma humana:

“Vosso espírito incorruptível está em todos. É por isso que castigais com brandura aqueles que caem, e os advertis mostrando-lhes em que pecam, a fim de que rejeitem sua malícia e creiam em vós, Senhor.  Foi assim que se deu com os antigos habitantes da Terra Santa. Tínheis horror deles por causa de suas obras detestáveis, sua magia e seus ritos ímpios, seus cruéis morticínios de crianças, seus festins de entranhas, carne humana e sangue, suas iniciações nos mistérios orgíacos, e os crimes de pais contra seres indefesos; e resolvestes aniquilá-los pela mão de nossos pais, para que esta terra, que estimais entre todas, recebesse uma digna colônia de filhos de Deus. (Sb. 12, 2-7)

Essa passagem ilustra muito bem o porquê do "Deus do Antigo Testamento" —como se diz hoje em dia— manifestar-Se tão intransigente em relação à idolatria. Em inúmeras outras passagens das Escrituras constatamos claramente a decadência espiritual causada ao povo eleito quando, contrariando as advertências dos antigos profetas, aderiam a esses cultos pagãos. Na condição de praticantes e adeptos desses cultos idólatras da morte e do prazer, voluntariamente optavam pelo afastamento da presença do Deus da Vida.

Incrível que tudo isso volte a se repetir em pleno terceiro milênio.

 


Ilustração do antigo culto pagão de sacrifícios ao deus Baal, veementemente combatido pela Revelação, no antigo testamento

 

"Nas Sagradas Escrituras não é o homem quem sacrifica seus filhos à divindade — mas o contrário: é Deus quem oferece Seu próprio filho em oblação, por amor e para salvação do homem"

 

Durante dois milênios, a Eucaristia instituída pelo próprio Cristo tem sido sinal de Sua misericórdia e de reconciliação da criatura com Deus, além do alimento espiritual dos grandes santos da Cristandade.


É imperioso lembramos nesse ponto de nosso estudo que o Deus Vivo das Sagradas Escrituras jamais exigiu sacrifício ritual de sangue humano. Ao contrário, todo o Antigo Testamento se opõe frontalmente ao culto de deuses pagãos, considerados demônios. Todos os sacrifícios humanos rituais relatados nas Escrituras foram decorrentes da entrega do povo de Israel aos deuses do paganismo.

Na verdade, o único sacrifício humano que teve lugar nas Escrituras deu-se na pessoa do Cordeiro de Deus, que foi imolado para a remissão dos pecados do mundo. Nas Sagradas Escrituras não é o homem quem sacrifica seus filhos à divindade. Mas o contrário: é Deus quem oferece Seu próprio filho em oblação, por amor e para salvação do homem.

Quão diferente e sublime é o cerimonial celebrado no Santo Sacrifício da Missa, através da Eucaristia:

“Enquanto comiam, Jesus tomou um pão e, tendo abençoado, partiu-o, distribuindo aos discípulos, e disse: Tomai e comei, isto é o meu Corpo. Depois tomou um cálice e, dando graças, deu-lhes, dizendo: Bebei dele todos, pois isto é o meu Sangue, o sangue da Aliança, que é derramado por muitos para a remissão dos pecados.”(Mt 26,26-28)

E acrescentou:

“Fazei isto em memória de mim.” (Lc 22:19)

E é exatamente a este Santo Sacrifício, divino, alimento da alma, aspiração maior e fonte de santidade de todos os santos da Cristandade que as trevas conseguiram suprimir das incontáveis almas que se entregam às doutrinas da “nova era”.

* * *

 

Apelos dramáticos de Nossa Senhora das Rosas, manifestando-Se em Nova Iorque, o coração do materialismo contemporâneo

"O homem da perdição, estas forças escuras do inferno, agora estão fazendo completa batalha na Igreja de Meu Filho, e em vosso mundo”


Em 19 de novembro de 1977, Nossa Senhora das Rosas Auxiliadora das Mães, em Suas manifestações em Bayside, Nova Iorque, coração do materialismo contemporâneo, fez apelos dramáticos a toda humanidade, sobretudo ao povo americano. Através de sua confidente Veronica Lueken, essas mensagens encontram-se gravadas e disponíveis para consulta e como comprovação histórica de uma grande intervenção do Céu em um momento espiritual decisivo de nossa civilização.

Alertando sobre o caminho da abominação, nossa Mãe Santíssima advertiu aos pais:

"Vossa nação e muitas nações sobre a terra se entregaram a si mesmas ao paganismo, e continuar neste caminho agora tem levado aos jovens pelo caminho da abominação. Vosso filhos são agora as vítimas, porque não lhes tem sido dado uma base de sua Fé. A negligência cai sobre os pais de família, porque através de incontáveis anos de Meu andar pelo mundo, Eu vos tenho aconselhado, tenho-vos dirigido, tenho-vos advertido que cuidásseis de vossos filhos, resguardásseis suas almas do mal que entrou agora em todos os meios de comunicação de vosso mundo.

”Filhos Meus, pais de família, tenho-vos aconselhado que resguardásseis vossos lares, que fizésseis de vossos lares fortalezas contra as forças malignas que agora arrasam o mundo. O homem da perdição, estas forças escuras do inferno, agora estão fazendo completa batalha na Igreja de Meu Filho, e em vosso mundo.”
- Nossa Senhora das Rosas, Auxílio das Mães, 19 de novembro, 1977

Espantosamente, percebemos um marasmo generalizado ofuscando nosso olhar que não enxerga o verdadeiro porquê de milhões de famílias desregradas, mães desesperadas, pais atormentados e filhos escravos dos letais desígnios do governo oculto do mundo.

 

"Vosso mundo entregou-se a si mesmo ao paganimso e a adoração dos falsos ídolos do materialismo"


"Compreendei, filhos Meus, que Satanás vos chegará como um anjo de luz"


A respeito dos ídolos do materialismo, a Mãe da Igreja pronuncia com veemência:

"Vosso mundo entregou-se a si mesmo ao paganimso e a adoração dos falsos ídolos do materialismo. Muitos estão vendendo suas almas para chegar ao topo. E para que? A destruição de suas almas!

”Não aceiteis o engano que o pai de todos os mentirosos, Satanás, estabeleceu entre vós. Compreendei, filhos Meus, que Satanás vos chegará como um anjo de luz. Em vossa natureza humana não vos é permitido vê-lo em sua verdadeira forma; é espírito. Portanto, ele aceitará o corpo de um ser humano para promover seu plano diabólico.”

"Por causa das caixas infernais dentro de vossas casas, as televisões, vossos filhos estão sendo ensinados a matar, a pecar".

Recentemente, em programa cultural de uma televisão educativa, alguns intelectuais responsáveis comentavam que já não mais assistiam televisão e debatiam até que ponto chegarão a baixeza e a degradação moral apelativa da mídia mundial.

 

”Minhas lágrimas caem pesadamente sobre os jovens. Verdadeiramente chovem lágrimas do Céu"


Festival de rock de Woodstock, agosto de 1969: sexo, droga, rock e mergulho na lama...


Na mensagem de 13 de setembro de 1973, a Mãe do Céu chora o destino da juventude contemporânea que se desvala pelo abismo do paganismo e do pecado:

"O mundo, vossa terra, tem que reconhecer e aceitar as advertências do Céu. Tenho dado a Meus filhos incontáveis horas de tempo terreno, rogando-vos que volteis de vossas maneiras malignas, maneiras que ofendem a vosso Deus e destroem vossas almas imortais, condenando-vos a vos mesmos às chamas do inferno. Há muitos, filha Minha, que vem aqui para zombar, há muitos que vem por curiosidades. No entanto, eles, também, receberão a seu devido tempo a graça para reconhecer a verdade.

”Minhas lágrimas caem pesadamente sobre os jovens. Verdadeiramente chovem lágrimas do Céu. Engano, decepção, paganismo – tudo isso converteu-se em uma maneira de vida para que o homem entregue-se a si mesmo aos prazeres da carne. A luz não tem regressado a muitos lares. Nós olhamos dentro dos corações os homens e encontramos escuridão.”

Uma escuridão tão densa que, em sua maioria, as pessoas não conseguem ter olhos para ver. Exatamente como predisse Isaías a respeito do Cristo:

"Ouvireis com vossos ouvidos e não entendereis, olhareis com vossos olhos e não vereis, porque o coração deste povo se endureceu: taparam os seus ouvidos e fecharam os seus olhos, para que seus olhos não vejam e seus ouvidos não ouçam, nem seu coração compreenda; para que não se convertam e eu os sare (Is 6,9s)". (Mt 13,14-15)

"Quando Meu Filho regressar, Ele chamará e clamará de novo, ‘Aonde encontrarei a Fé?’ haverá uma pequena chama de Fé quando Ele regressar?"


"Quando Meu Filho regressar, Ele chamar e clamará de novo, ‘Aonde encontrarei a Fé?’ haverá uma pequena chama de Fé quando Ele regressar?"


Na mensagem de 13 de maio de 1978, Maria Santíssima referiu-Se à pequena chama de fé que restará na Terra antes da segunda vinda do Senhor e advertiu com grande clamor aos pais sobre sua responsabilidade na salvação da alma de seus filhos:

"Filhos Meus, pais de famílias, tendes agora que aceitar a grande responsabilidade pela salvação das almas de vossos filhos. Quando Meu Filho regressar, Ele chamará e clamará de novo, ‘Aonde encontrarei a Fé?’ haverá uma pequena chama de Fé quando Ele regressar? A maneira pela qual procedeis, as pessoas do mundo se fizeram pagãs, adoradoras de falsos ídolos, envolvidas no materialismo, modernismo, humanismo, socialismo – toda classe de criações de Satanás.”

Incontestavelmente os frutos da modernidade são amargos posto que desprovidos da idéia de Deus e de Sua leis eternas.

 

"Despertai agora da escuridão! Vossos filhos estão sem pastores. Vossos filhos estão sem guia. Pais de família, estareis ante o Pai em juízo pela perda das almas de vossos filhos!"


"Despertai! Despertai agora da escuridão! Vossos filhos estão sem pastores. Vossos filhos estão sem guia. Pais de família, estareis ante o Pai em juízo pela perda das almas de vossos filhos!"


Advertindo aos pais que seus filhos estão sem pastores e sem guia, na mensagem de 28 de dezembro de 1974, a Mãe de Jesus clama com todas as forças de Seu coração maternal, advertindo a geração contemporânea, indiferente e decaída:

"Sabei, filhos Meus, que vós como pais de família deverias guiar as almas de vossos filhos. Deveis monitorar as vidas de vossos filhos. Ponde um exemplo de piedade! Nós encontramos muitas mães que são uma abominação aos olhos do Pai. Elas exibem seus corpos como pagãs! Elas permitem que suas filhas se vistam sem vergonha, até o ponto que estas filhas mal guiadas já não reconheçam o pecado e isto se torne uma maneira de vida para elas.

”O exemplo de muitos pais de família em seus lares é pobre. Despertai! Despertai agora da escuridão! Vossos filhos estão sem pastores. Vossos filhos estão sem guia. Pais de família, estareis ante o Pai em juízo pela perda das almas de vossos filhos!

”A disciplina tem que regressar ao lar. O exemplo deve ser um de Deus. Já Deus o Pai não tolerará o relaxamento entre Seus filhos.”

Na verdade, o alvo do governo oculto aponta furiosamente para Deus, a Igreja e a família. Destruindo esses conceitos, o colapso espiritual está garantido, conforme podemos observar à nossa volta. 

 

"Não caiais na adulação dos malignos que desejam roubar vossos familiares de Meu Filho, ao removerem vossos sacramentais, tirando de vossos corações e mentes o conhecimento de vosso Deus e a necessidade do Pão da Vida, Meu Filho, dentro de vós”


"Eu vos advirto, pais de famílias, que protejais vossos filhos. Eles não devem ficar sem um sacramental sobre eles! Estamos em guerra, Meus filhos, uma guerra de espíritos, uma guerra muito maior que o homem jamais experimentou na história de sua criação. É uma guerra até uma batalha final. As ovelhas estão separando-se dos bodes, o trigo do joio. Meus filhos, Estais preparando vossos lares para a prova?"


Como defesa espiritual frente ao terrível momento que nossa civilização vivencia, adormecida da gravidade do problema, Nossa Senhora das Rosas mais uma vez enfatiza a importância dos símbolos cristãos e da vivência da Eucaristia, o alimento dos santos, convidando a todos para que comunguem o Pão da Vida, que é Seu próprio Filho Jesus:


Meus Filhos, não rejeiteis nenhum de vossos sacramentais. Deveis trazê-los bem próximos aos vossos corações. Vossos filhos não devem sair de suas casas sem um sacramental sobre eles. Não caiais na adulação dos malignos que desejam roubar vossos familiares de Meu Filho, ao removerem vossos sacramentais, tirando de vossos corações e mentes o conhecimento de vosso Deus e a necessidade do Pão da Vida, Meu Filho, dentro de vós.”

 

Ou ainda na mensagem de 16 de junho de 1976:

"Eu vos advirto, pais de famílias, que protejais vossos filhos. Eles não devem ficar sem um sacramental sobre eles! Estamos em guerra, Meus filhos, uma guerra de espíritos, uma guerra muito maior que o homem jamais experimentou na história de sua criação. É uma guerra até uma batalha final. As ovelhas estão separando-se dos bodes, o trigo do joio. Meus filhos, Estais preparando vossos lares para a prova?

“Pais de família, deveis assumir a maior responsabilidade em manter a Tradição e a Fé, as bases firmes de fé nos corações de seus filhos.”

É uma lástima que o entendimento do homem contemporâneo, inebriado em suas crenças errôneas, não medite sobre a perenidade da Revelação Divina:

"A manifestação do ímpio37 será acompanhada, graças ao poder de satanás, de toda sorte de portentos, sinais e prodígios enganadores. Ele usará de todas as seduções do mal com aqueles que se perdem, por não terem cultivado o amor a verdade que os teria podido salvar. Por isso Deus lhes enviará um poder que os enganará e os induzirá a acreditar no erro. Desse modo, serão julgados e condenados todos os que não deram crédito à verdade, mas consentiram no mal." (2 Ts. 2, 9-12) 

Portanto, os lamentos da Mãe de Jesus em Byside nada mais são do que realmente um grande sinal de advertência de Deus para a geração surda e decaída de nossa época.

 

“Oh, filhos Meus, não sois capazes de reconhecer os sinais de vossos tempos? Não compreendeis a escravidão que rapidamente se lança sobre vossa nação e sobre o mundo?"

“Oh, filhos Meus, não sois capazes de reconhecer os sinais de vossos tempos? Não compreendeis a escravidão que rapidamente se lança sobre vossa nação e sobre o mundo? Devido ao amor por dinheiro e poder, muitos venderam suas almas para chegar ao topo. Há gritos de paz e segurança através das nações do mundo
Na mensagem de 2 de junho de 1979, Nossa Senhora das Rosas denuncia claramente o plano das trevas em implantar um governo único mundial:

“Minha filha e Meus filhos, quantos anos tenho visitado vossa terra, a clamar com o coração de Mãe vossa para que façais penitência e que detenhais a invasão das hordas do inferno sobre os países do mundo. Agora se acumula em vosso mundo uma concentração diabólica daqueles de grande estima no conhecimento do homem com o objetivo de lograrem o mundo de Satanás - um só governo mundial, com uma só religião mundial.

“Oh, filhos Meus, não sois capazes de reconhecer os sinais de vossos tempos? Não compreendeis a escravidão que rapidamente se lança sobre vossa nação e sobre o mundo? Devido ao amor por dinheiro e poder, muitos venderam suas almas para chegar ao topo. Há gritos de paz e segurança através das nações do mundo. E enquanto dais estes gritos, mais distante vos afastais desta paz e dessa segurança, porque não pode haver segurança nem paz sem Meu Filho como vosso líder e vosso Deus”. (4)

O afastamento voluntário das leis de Deus, de Sua graça e de Seus instrumentos de misericórdia e salvação levam, efetivamente, à perda de Deus, à "segunda morte". O próprio Jesus alerta sobre o dia em que, como Pastor do divino aprisco, Seu cajado deverá cumprir o penoso, porém justo dever em separar as ovelhas dos cabritos (Mt 25,32).

Magistralmente o discípulo amado apresenta os parâmetros desse terrível julgamento: 

"Ora, este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram mais as trevas do que a luz, pois as suas obras eram más." (Jo 3,19 ) 

 

Conclusão

Com um mínimo de bom-senso, ao lermos essas mensagens depois de quase trinta anos, é impossível negar sua espantosa atualidade. E, no entanto, é a mesma mensagem de dois mil anos atrás.

Nossa Senhora das Rosas, Auxiliadora das Mães, simplesmente repete para um mundo afastado de Deus a mesma mensagem trazida por Seu Filho, contida em Seu Evangelho, hoje relegado ao desprezo e substituído pelo paganismo, pela indiferença e pelo antiteísmo dominante.

__________

Fontes consultadas: 

1 - Pacifica Gratuate Institute. Ginette Paris, Ph. D. - http://www.online.pacifica.edu/ginetteparis/ - acessado em sexta-feira, 22 de Junho de 2007.

2 -   PARIS, Ginette. The Sacrament of Abortion, 1992 and the article Abortion as a sacrifice to Artemis, do livro Pagan Meditations: The worlds of Afrodite, Artemis e Hestia, Spring Publications, 1991).

3 -   Paulo Pedrosa - "Bruxaria e Aborto, o Sangue dos Inocentes Oferecido ao demônio"


MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/index.php?secao=veritas&subsecao=politica
&artigo=bruxaria〈=bra 

Online, 22/06/2007 às 11:37h

4 - TLDM – Virgin Mary’s, End-Times Prophecies. http://www.tldm.org/ - acesso em 8/12/2007. 

--
Eclesiastes 3:13 E também que todo o homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho; isto é um dom de Deus.
 

Fonte: Enviado por Cláudio de Carvalho Rocha

 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 6.561.363
Visitas Únicas Hoje: 484
Usuários Online: 131