Espacojames


Página Inicial
Listar Sonhos e Visões




Artigo N.º 8916 - Mais de 50 visões do Paraíso, relatadas por Santa Francisca Romana - Parte 2
Artigo visto 7003 vezes




Visto: 7003
Postado em: 14/10/11 às 08:35:11 por: James
Categoria: Sonhos e Visões
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=112&id=8916
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Sonhos e Visões

VISÕES BEATÍFICAS - 1

 

I – Visio (Primeira Visão).

1 - Agora descreverei as Visões e Revelações, com minha alma diante do Santíssimo DEUS, para louvor e maior devoção ao SENHOR e edificação das almas.

2 - Uma vez, com a alma dirigida a DEUS, enlevada pelas orações e santas meditações, surgiram vinte e seis espíritos malignos que me injuriaram e lançaram horríveis e inomináveis insultos, e se preparavam para arremessar fogo sobre a cidade, e diziam: “Isto é a ira de DEUS que envia fogo sobre a cidade de Roma por causa dos abomináveis pecados do povo. 3 - Dois de nós, a começar por qualquer região, serão os executores do castigo Divino, sufocando e destruindo a cidade”.

4 - Para grande angústia e inquietação da alma da serva de CRISTO, os demônios se consideravam incumbidos de punir o povo e destruir a cidade.

5 - Continuando suas orações com fé e confiança, alcançou a graça Divina.

6 - O Salvador surgiu no espaço brilhando com intenso esplendor, que os falsos emissários Divino logo reconheceram.

7 - Consolada a serva de CRISTO pela graça Divina, teve a Visão não dos falsos julgadores, mas a imagem da verdadeira MÃE DE DEUS coroada, tendo o MENINO JESUS aos braços, o bem aventurado João Batista e os gloriosos apóstolos Pedro e Paulo, de joelhos suplicando ao SENHOR em benefício das almas e liberação da cidade de Roma.

8 - Então a humilde e devota serva de CRISTO ouviu uma suavíssima voz, dizendo: “O excelso e misericordioso SENHOR, se inclinou aceitar as súplicas dos Santos e bem-aventurados, retrocedendo a sentença contra a cidade, mas se eles não se corrigissem graves penas inesperadas aconteceriam”.

9 - Como sinal do possível castigo, imediatamente três diabos lançaram flechas de fogo: a primeira sobre a torre da Basílica de São Paulo, a segunda sobre a torre da Basílica de São Pedro e a terceira sobre a Capela do SENHOR em São João de Latrão.

10 - Isto ocorreu no mês de Julho do ano do SENHOR de 1430. (MCCCCXXX)

DEUS seja louvado.

--




II – VISÃO NÚMERO 2

1 - Em outra ocasião, numa Sexta-Feira Santa, estava na Igreja de Santa Cruz, em Jerusalém, a mencionada alma devota ouvia a palavra Divina, embora sentisse alguma fraqueza em face de sua continua penitência de jejum e abstinência, em honra a cruel Paixão de NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. A seguir, as orações e pregação continuaram defronte a Igreja, numa praça, e ela estava em companhia de sua filha espiritual Rita Covelli.

2 – Estando muito triste e compungida ouvindo o relato da Paixão do SENHOR, foi nesse momento, arrebatada em êxtase durante a pregação da palavra de DEUS.

3 – Retornando do êxtase, o seu pai espiritual que também estava presente, lhe perguntou a respeito da visão.

4 – Ela com verdadeira humildade, quase com temor, mas com plena obediência relatou ter visto o SALVADOR em forma humana coberto de chagas e feridas provenientes da terrível flagelação, e das perfurações causadas pelos espinhos da ignóbil coroa, de onde escorria o preciosíssimo Sangue Divino.

5 - Viu o Céu aberto, e de lá descia uma espécie de corrente incandescente e brilhante, que como foi revelado, representava a caridade e o amor do SALVADOR por toda a natureza humana.

6 – Uma imensidão de fogo e luz esplendorosa procedia da corrente, como se ela fosse um conduto, derramando sobre a humanidade inteira, querendo estimular e suprir as necessidades de todos que acolhessem as graças Divinas.

7 - Mas quando aquela humilde serva de CRISTO descrevia a visão para o seu pai espiritual, estava tão emocionada que às vezes não conseguia encontrar as palavras certas para se exprimir corretamente o que tinha visto.

8 - Esta visão aconteceu no ano 1431, no dia 29 de Março, pois a Páscoa, naquele ano, caiu no dia 1º de Abril. DEUS seja louvado.

 



III – TERCEIRA VISÃO

1 - Certo dia, depois que aquela serva humilde e devota de DEUS recebeu o Santíssimo Corpo de CRISTO Sacramentado na Capela do Santo Anjo, na Igreja de Santa Maria em Trastevere, permaneceu em êxtase aproximadamente durante uma hora e meia.

 

2 – Retornando ao normal dos seus sentidos, ela relatou ao seu pai espiritual por obediência, mesmo com certo descontrole emocional, narrou humildemente, dizendo que depois de ter recebido o Corpo Sacramentado do SENHOR permaneceu em êxtase, completamente fora da realidade terrestre. Então, foi conduzida em espírito a um grande e bonito campo, cheio de uma relva viçosa e atraente, e no meio do campo havia uma maravilhosa fonte redonda de alabastro, que orientava as suas águas.

3 – A fonte de alabastro era alimentada por uma água que descia suavemente do Céu com abundância. E a água da fonte era conduzida por todas as partes, proporcionando plena irrigação, multiplicando as suas gotas por todo o campo, produzindo uma relva linda e flores belíssimas.

4 – Sete pessoas se aproximaram para beber daquela água, a fim de aliviar a sede.

5 – A serva de CRISTO ansiosamente observava como beber daquela água, e então aconteceu que também um daqueles gotejar de água veio para ela, e a saciou e consolou, deixando-a admirada com o fato.

6 – Próximo a fonte, numa barra de alabastro viu escrito: “O piedoso JESUS diligentemente arrasta a alma amorosa até a fonte, em êxtase, quando ela tendo desejo mas mantendo-se relutante e resistente, ELE então a faz não continuar se opondo”.

7 – Tendo lido o mencionado escrito, ainda em êxtase, o seu pai espiritual e sua filha espiritual Rita, que são os seus confidentes, ouviram a própria bem-aventurada dizer em êxtase:

8 - “Suplico-TE dulcíssimo SENHOR meu, que tem um Amor tão imenso, permita de TUA própria Vontade dar Amor às almas desejosas e não restringir o Teu carinho, porque as almas permanecem muito atormentadas”.

9 – O fato aconteceu no mês de Abril do ano 1431. DEUS seja louvado.

 


IV – Alia Visio (Outra Visão – NÚMERO 4)

1 - Estava em oração e santa meditação à noite em sua casa, esta abençoada e devota serva de CRISTO, quando o SENHOR lhe revelou o passamento (morte) de sua cunhada Vannozza.

2 - Ela estava com 38 anos de idade. Francisca viu em frente da sua casa uma cruz semelhante a essas que são colocadas diante de um defunto.

3 - Na noite seguinte viu alguma coisa como um grande tronco de madeira, que sustentava a casa, e pelo qual compreendeu a serva devota de DEUS o prenúncio do próximo fim da vida de Vannozza.

4 - Na verdade depois de poucos dias, Vannozza com felicidade partiu para CRISTO.

5 - Nas proximidades de seu falecimento, Francisca aquela alma bem-aventurada e devota de DEUS preveniu a sua cunhada, de que viu o espírito maligno querendo molestá-la, com a tentativa diabólica de descobrir nela algum pecado, de modo a conduzi-la ao desespero.

6 - Mas feita à extrema unção sobre a enferma, o espírito maligno de mau agouro ficou enfraquecido e desapareceu. E a graciosa Vannozza rendeu o seu espírito ao SENHOR.

7 - Disse em seguida esta alma devota de DEUS, que viu uma nuvem clara e brilhante descendo sobre o corpo de Vannozza, e que do corpo de Vannozza apareceu outra luz, que atraiu a nuvem brilhante, e que a luz penetrou na nuvem. A bem-aventurada lançou água benta no corpo de Vannozza para afugentar qualquer espírito maligno. O corpo de Vannozza foi levado para Igreja de Araceli com grande acompanhamento de pessoas.

8 – Isto aconteceu no ano 1431, no mês de Abril. DEUS seja louvado.

 

 

V – QUINTA VISÃO

1 - Em certa ocasião, depois de receber a Sagrada Comunhão na mencionada Capela, aquela alma serva de DEUS ficou em êxtase durante uma hora e o seu espírito foi arrebatado ao Céu, o corpo permaneceu imóvel, e para que ninguém nesse lugar tivesse o impulso de mover os seus olhos pouco fechados, 2 – tentando reanimar o seu corpo, que estava em êxtase, ela disse estas palavras:

3 - “Oh! Amor fervoroso, eu não quero ser atraiçoada, nem permitas me afastar de TI. Vai me proporcionar a dor da TUA ausência? Eu não poderia ficar nem mais de pé! Amor justíssimo não me deixe mais viver nestas trevas, nelas eu não aguento mais, nem mesmo permanecer assim eu não posso. Pelo menos me diz: por qual motivo está me afastando de TI”?

4 – Seguramente ouviram as suas palavras, o seu pai espiritual e uma de suas filhas em CRISTO, chamada Rita.

5 – E depois, a bem-aventurada retornando ao seu sentido normal, relatou ao seu pai espiritual, por obediência, o acontecido na visão.

6 – E descrevendo disse que foi conduzida em espírito a uma coluna imensa e brilhantíssima sobre um monte altíssimo cujo cume alcançava até o Céu, de tal maneira lhe apareceu assim.

7 – Também do imenso cume saía um fogo ardentíssimo, o qual precisamente representava o Amor Divino. Com sabedoria e precisão, o fogo que se elevava da coluna era dividido em varias partes, uma das quais entrava no Céu, outras entrava na referida montanha se espalhando com grande esplendor, e outra parte era derramada sobre uma multidão reunida.

8 - A mais humilde serva de CRISTO disse que estando na base daquela coluna viu a multidão dividida em quatro partes, e viu também que, aquele fogo se aproximou de uma daquelas partes do povo, mas não foi aceito, e na verdade, aquela primeira parte do povo que não estava aceitando era muito grande e permaneceu obscura e desprezível.

9 – O dito fogo descendo sobre a segunda parte, não foi apreciado por todos e inclusive viraram o rosto para baixo, para não vê-lo.

10 – A seguir o fogo desceu sobre a terceira parte do povo, mas eles eram seres humanos frios e insensíveis, lentos e preguiçosos, e para receber aquele fogo Divino deveriam ser quentes, interessados e fervorosos.

11 – Por fim o fogo Divino desceu sobre a quarta parte da multidão, e alcançou um grupo de pessoas com a justa medida do entendimento, e logo foi aceito e honrado. Entretanto este grupo em comparação com toda a multidão era muito pequeno e reduzido.

12 – Seu pai espiritual interrogando-a sobre o número de pessoas deste grupo que constituía a quarta parte a receber aquele fogo, ela respondeu que no máximo, representava apenas um por cento do total.

13 – Aquela humilde e devota serva de CRISTO, que estava próxima a base daquela coluna, ouviu uma voz vinda da própria coluna, que dizia:

14 – “EU sou o Amor, que dou Amor a quem me ama, e EU Mesmo dou consistência ao Amor e o faço firme e perseverante. Mesmo aquele que recebe não estando totalmente consciente, o Amor torna a alma capaz, o Amor inflama a alma, o Amor atrai a alma para MIM”.

15 – Esta visão foi no mês de Abril do ano 1431. DEUS seja louvado.

 


 



VI – SEXTA VISÃO

1 - Em determinada noite essa bendita serva de CRISTO estava num pequeno e modesto leito, em santa meditação e oração, como sempre fazia, e vieram àqueles malignos inimigos da raça humana a fim de molestá-la no seu santo propósito, como eles sempre fazem.

2 – Em seguida, ela observou uma pomba branca sobre o lençol da cama.

3 – Temendo e mesmo desconfiando ser uma ilusão diabólica, o Arcanjo que lhe acompanhava mostrou a sua presença, como de costume, movendo a cabeça e os seus cabelos dourados e desalinhados para afugentar, se fosse o maligno.

4 – Então apareceu uma grande e brilhante luz, que incidiu sobre a pomba.

5 – E a seguir a serva de CRISTO também recebeu aquele esplendor, e o seu espírito foi arrebatado pela própria luz, seguido da pomba, enquanto o seu corpo permaneceu imóvel em êxtase.

6 – Subindo ao Céu, ela viu a gloriosíssima Rainha do Céu coroada com três coroas e circundada totalmente por uma brilhantíssima luz, e acima Dela, num grau maior, estava o SENHOR JESUS em Sua Divina Majestade.

7 – Havia um espelho luminoso, no qual estavam escritas as letras: “Um Único DEUS, Uma Única Fé, Um Só Batismo”. (Ef 4, 5)

8 – E naquele espelho, a MÃE mais gloriosa de DEUS e da humanidade, olhava carinhosamente aquelas almas que Lhe pareciam as mais sinceras e devotas, e nada mais havia exceto louvores e agradecimentos, que davam a própria Rainha do Céu e ao seu amável FILHO, por causa dos benefícios e das graças que ELE concedia a humanidade.

9 – Daquela Divina Majestade saíam raios como se fossem do sol, muito intensos, raios muito mais brilhantes, que circundavam e iluminavam muito mais a beleza indescritível da MÃE DE DEUS.

10 – Assim que aquela alma devota de DEUS percebeu e viu que os raios procediam da Divina Majestade e da dulcíssima MÃE DE DEUS, refletindo em todos os ardorosos circundantes, ouviu a suavíssima e terna melodia da própria RAINHA, dizendo:

11 – “Altíssimo e Onipotentíssimo DEUS, que criou todas as coisas, Minha mente está colocada completamente em TI, e por essa razão neste espelho Eu Me olho totalmente em TI. O SENHOR Me deu a vida, e Me manteve firme em todos os desígnios, iluminando Minha mente com o TEU Amor, que sempre Me dedicou que Me guarda e Me defende”.

12 – Depois de ter dito isto, a Rainha do Céu voltou-se para esta alma devota de DEUS, e disse:

13 – “Ó pobre alma, você tem uma condição modesta que não pode resistir à magnitude do fogo do Amor Divino. Você é débil por natureza e assim deve permanecer. O Amor lhe fez pura, e continuará sendo, enquanto ELE permanecer em ti”.

14 – Estas considerações atestam uma verdade que está relacionada à primeira parte do texto que está escrito no espelho (item 7 acima). Seguramente existe: UM ÚNICO DEUS.

15 – No sexto dia após a referida visão, a humilde e devota serva de CRISTO estando em sua cela, em êxtase, viu a Rainha do Céu e a Divina Majestade. A própria Rainha olhou com atenção naquele espelho e disse:

16 – “Oh! Queridos DEUS PAI e DEUS FILHO, que fizeram de Mim como uma Imperatriz, ó Sabedoria Eterna que Me fizeram tão forte com raízes tão profundas, e que Me fazendo olhar no espelho, o texto comprova toda a fé de Meu Ser. 17 – Fizeste-Me acreditar na verdade Católica, que é pura e justa, e a qual adotei integralmente. 18 – Sempre olho para TI, Meu DEUS, e estou feliz com TEUS infinitos e preciosos bens”.

19 – E depois disto, Ela disse a aquela alma devota de DEUS: “O alma que sempre se mantém nos conselhos Divinos, continue colhendo os frutos da sabedoria de DEUS; seja sempre aplicada, para que possa mantê-los e cuidar para que não haja algo que vá lhe fazer afastar de tuas boas intenções. 20 – Seja vigorosa e infatigável, e mantenha a sua fé, para que do outro lado (pessoas do mundo) não venha a transbordar, e que este transbordamento (talvez elogios, louvores, distinções,...) não lhe conduza a violentar a tua cabeça”.

21 – Estas considerações atestam a verdade da segunda parte do texto no espelho, ou seja, UMA SÓ FÉ.

 



22 – E depois de dois dias, a referida serva de DEUS em êxtase, na sua casa, novamente viu a Rainha do Céu diante da Divina Majestade, conforme mencionado acima, que, novamente olhando no citado espelho e se referindo as graças de seu FILHO DE DEUS, disse:

23 – “Oh! Altíssimo e mais verdadeiro DEUS que ordenou o Sacramento do Batismo para aqueles que têm capacidade de amar e jurar fidelidade, por que estas virtudes são os principais ornamentos para receber o sacramento. 24 – Eu Me olho neste espelho no qual vejo no Santo Batismo o Meu ornamento e o mesmo, no Sacramento da Confirmação, que TU ordenaste para a purificação dos pecados, embora Eu não tenha necessidade de ser purificada com a água, mas que Eu possa ser obediente a TUA sagrada ordem de renúncia a satanás e as suas obras. 25 – Mesmo estando fatigada, todas as TUAS coisas são feitas, por que sempre Me olhei em TI, que é a suma alegria, e Eu quero sempre Me alegrar com as graças que derramaste em Mim”.

26 – Depois disto, se voltando para a sua devotíssima serva, disse: “Ó pobre alma, permaneça bem guardada e observe sempre a tua promessa a DEUS (no Batismo). Mantenha a consciência limpa e se você O ofendeu em sua consciência, tenha cuidado para não cair novamente, e não ser ingrata a DEUS, que te criou. 27 – Esteja sempre firme no teu amor e sempre se lembre o quanto ELE te fez, e que por você na Cruz ELE se dignou a morrer. 28 – Veja-te naquela Cruz, que é exaltada, e no terceiro Céu será glorificada, fazendo-se amada por AQUELE que todos querem se juntar”.

29 – E isto que foi dito está de acordo com a terceira parte do texto escrito no espelho, UM SÓ BATISMO.

30 – Dois dias depois da visão narrada acima, no primeiro domingo seguinte, não por presunção, mas com a verdadeira humildade que possuía, em face da ordem do pai espiritual, ela veio a Capela receber o Santíssimo Sacramento, e foi arrebatada em êxtase, ficando o corpo da referida bem-aventurada imóvel, por um espaço de tempo.

31 – Em êxtase ela viu a gloriosíssima MÃE DE DEUS louvando e dando graças a DEUS PAI deste modo:

32 – “Louvores e graças imortais tenho para o SENHOR Divina Majestade, que Me predestinou antes da constituição do mundo, na profundíssima Sabedoria do interior do TEU CORAÇÃO como uma MÃE, e Eu era o TEU Unigênito, co-igual ao mais amado e TEU diletíssimo FILHO JESUS. 33 – De modo inteiramente semelhante, ELE, SENHOR DEUS e Meu dulcíssimo FILHO, rendo louvores inesgotáveis, por que DEUS infinita Sabedoria da Palavra do próprio DEUS e do DEUS Verdadeiro, ELE se dignou alojar no útero de Minha humana virgindade. 34 – O excelso e poderosíssimo DEUS, com TEU dulcíssimo Amor e Sabedoria, quis um ser mais humilde para ser o TEU Tabernaculo, e quis na Sua eterna visão, agradável a TUA piedade, assumir ali, a TUA própria Carne. 35 – Ó AMOR, o mais doce de todos, que Me fizeste participar do TEU Plano Divino, sendo a Mãe do TEU Unigênito e TUA Filha e TUA humilde serva, unida à TUA Vontade Divina. 36 – Ó benigníssima Potencia, digníssima Sabedoria, fervorosíssimo Amor, fizestes vir as TUAS benegníssimas graças a Mim, de modo inconcebível e com imensa felicidade”.

37 – Também nós, quando louvamos fervorosamente e com amor, louvamos de maneira ilimitada, porque todo aquele que louva, no mesmo momento, na eternidade de modo correspondente, um espírito existente tanto angélico como humano, com voz suave e amorosa, dá graças a Divina Majestade.

38 – Com verdadeira alegria a humilde serva de CRISTO ouviu uma voz que lhe foi dirigida, vinda do mencionado espelho, dizendo:

39 – “O amor é luminoso, e faz o espírito brilhante, se despojado das preocupações terrestres, não faz ponderações, e mantém no pensamento o sinal da correta escolha, não se esquece da sua insignificância. 40 – Aqueles espíritos revestidos do Amor Divino, nada pedem para si ou nada reclamam exceto que tem a preocupação de ser agradável a Vontade de DEUS, a Quem, todos devem se unir completamente e se estabilizar, remindo de suas culpas, e assim se afastando e renunciando totalmente, a direção não desejada, 41 – sendo completamente reformados pela imensa caridade Divina, retornando a acolher inteiramente a Vontade de DEUS. 42 – O espírito cheio do Amor Divino, e com o seu próprio e ardente calor espiritual, será transformado na maior e mais profunda caridade viva. 43 – A bondade de DEUS derrama em seu espírito um dulcíssimo e suavíssimo sabor, que depois da alma provar aquele sabor, se permite a ser conduzida para a direção correta, se tornando obediente a Vontade Divina, a quem se compromete inteiramente, e não apenas nas coisas temporais, mas também na espiritual, alcançando graças, para si próprio ou em benefício de alguém. 44 – Assumirá realizar tudo conforme a disposição de DEUS, e assim, permanecerá calmo e tranquilo em tudo para agradar a DEUS”.

45 – Esta visão aconteceu no mês de Abril de 1431. DEUS seja louvado.

 

 

VII – VISÃO Nº 7

1 - Outra vez, esta alma devota de CRISTO recebeu do pai espiritual, o Santíssimo Sacramento do Corpo e Sangue do SENHOR na Capela, e logo entrou em êxtase, durante aproximadamente uma hora.

2 – Depois, voltando ao seu estado natural, seu pai espiritual a interrogou sobre a visão e ela respondeu que, o seu espírito foi conduzido para o alto e colocado num maravilhoso templo.

3 – Do Céu desceu uma criatura branquíssima e cheia de luz, cujo nome era Tabernaculo, e no lugar do coração trazia um pequeníssimo Tabernaculo todo iluminado, que não possuía nenhuma porta aberta.

4 – Em cujo Tabernaculo daquele feliz espírito esta alma devota de DEUS entrou, 5 – e lá, eram ouvidos suavíssimos cantos e melodiosas músicas, sentindo o odor de uma inefável fragrância, que dava satisfação e estimulava uma alegria indescritível, um júbilo tranquilo e plena saciedade, de uma beleza e encanto tão grande, que a mente humana não é capaz de imaginar.

6 – No pequeno Tabernaculo também havia um quarto de banho que estava cheio de finíssimas e preciosas coisas, e estas coisas na verdade tinham a cor de ouro brilhante.

7 – Aquele espírito verdadeiramente não quis tomar para si tantas coisas preciosas, ou apenas o seu gosto é ousado e diferente, mas não colocou as mãos para pegar qualquer coisa.

8 – Então, escolheu com gosto, deixar tudo num quarto de banho, se saciando somente com uma pequena lágrima, cujo sabor da lágrima lhe saciava e reconfortava, o que na verdade a mente humana não tem a capacidade de entender. (Quer significar que as riquezas do mundo não devem ser ambicionadas. E a lágrima, representa o sabor do arrependimento, que conduz a verdadeira conversão do coração, produzindo alegria e saciando o espírito)

9 – A seguir, ouviu uma voz dizendo: “Ó alma feliz, seja firme na fé, pense no AMOR continuamente e no trabalho que ELE fez e quanto longo tempo sofreu por ti. 10 – ELE foi desprezado e odiado pela vontade do mundo; as Escrituras e Profecias que falam DELE como Homem se cumpriram integralmente. 11 – Esforçai-vos, portanto, e seja firme no propósito: pelo preço que o AMOR pagou para redimir a humanidade. 12 – Olhe aquele que está mais afastado e, coloque estes fatos diante de seus olhos em local conveniente, de modo a recuperá-lo e ganhá-lo para a vida. 13 – Alma bendita, esteja bem protegida, não fique fora de si a fim de que o maligno não possa colocá-la em perigo. 14 – Seja firme no amor e não retroceda”.

15 – A bem-aventurada ainda em êxtase, disse as seguintes palavras que foram ouvidas pelo seu pai espiritual e sua filha espiritual Rita:

16 - “AMOR, não se afaste de mim, por que o meu coração ficará quebrado e dilacerado pela amargura; não permita que eu me perca, a fim de que TU não fiques longe e afastado de mim. 17 – Sobretudo, minha insignificância não pode ser separada de mim, só TU a enobrece. TU podes me renovar segundo a Tua justa Vontade. 18 – Ó dulcíssimo SENHOR e AMOR, faze conforme o TEU poder dá luz ao meu coração com a plenitude da graça, por que eu quero estar totalmente de acordo com o TEU beneplácito. 19 – A partir do interior do meu coração dilacerado, eu não posso fazer mais nada e nem me firmar mais do que aquilo que pode a minha insignificância”.

20 – E ela falou com tão grande angústia, que seu pai espiritual hesitou, imaginando que ela estivesse em perigo de morte.

21 – Voltando ao estado natural dos seus sentidos, aquele Anjo de Luz apareceu para afastar o maligno, que queria interferir, como muitas outras vezes, e que será explicado no Tratado de Combate contra os Maus Espíritos, onde é mostrada a firmeza e coragem da bem-aventurada, que por meio das orações e do Arcanjo que lhe acompanhava, colocava os espíritos malignos em fuga.

22 – Este fato aconteceu na Festa da SANTÍSSIMA TRINDADE, no dia 21 de Maio de 1431.DEUS seja louvado.

--

Espacojames: No texto original não existe a 8ª visão, deve ter sido cortada pela santa ou pela edição do livro.

--



IX – Alia Visio (Outra Visão) - VISÃO Nº 9:

1 - Após as orações na Capela e recebendo o Santíssimo Sacramento, o espírito dadevotíssima em amor Divino, serva de CRISTO, entrou em êxtase, permanecendo imóvel pelo espaço de uma hora.

2 - Depois retornando ao natural, por obediência ao pai espiritual, interrogada sobre a visão, respondeu que seu espírito foi conduzido por uma grande luz, em direção a outra maior, onde estava um lindo Tabernaculo, próximo a três pequenos tamboretes.

3 - Em cima do Tabernaculo estava um Cordeiro com uma candura incomparável, e diante dele três admiráveis cordeiros branco como a neve, alegres e cheios de vida, eles vinham caminhando em direção ao referido Cordeiro.

4 – Quando passaram diante do Cordeiro, humildes e agradecidos fizeram uma profunda reverencia, e assim, cada qual recebeu o seu tamborete.

5 - Aqueles ardorosos espíritos permaneceram de pé com muita alegria durante uma hora, mantendo o corpo sempre imóvel, naquele lugar ouvindo uma suavíssima voz que dizia:

6 - “EU sou aquele AMOR, que dou frutos perfumados nesta pátria eterna. Toda alma que sentir este perfume, sentirá gosto e sabor por ele, e então, a grandeza do perfume do MEU Amor fará a alma renunciar a tudo na terra e arder em fervoroso amor por MIM. Por isso, depois que ela renunciar, sempre saberá como encontrar Aquele que a faz arder em chamas amorosas. 7 - Pensará em se aperfeiçoar e se fazer insignificante, renegando a própria vontade; desejará examinar e ser examinada, apelando ao martírio e se submetendo a obediência, de modo a poder se unir Aquele de Quem se encantou”.

8 – Ainda em êxtase, o seu pai espiritual e sua filha em CRISTO, Rita Covelli, ouviram estas palavras que ela disse:

9 - “SENHOR, contigo desejo estar, nem deste lugar proponho me afastar. Pessoa que é convidada a ficar, não deve se violentar. Agora eu já estou, poderia querer mais? Não quero me demorar, nem a minha preguiça será nociva a mim. 10 - Quero permanecer Contigo e nunca me renunciar de TI. Tu és o Autor de meu espírito ao qual deu a capacidade que tem”.

11 – E dessa maneira, depois voltando do êxtase imóvel, ela ainda ouviu uma voz dizendo: “Quem tem sede, venha (a MIM) e beba”. (Jo 7,37)

12- E aquele cordeiro branquíssimo volveu o seu peito para o outro cordeiro com um aspecto bom e gracioso, e fez sinal com a cabeça para que ele viesse e bebesse numa grande chaga em seu peito.

13 – O cordeiro, com a fisionomia tranquila, correu para aquela grande chaga e bebeu, e também esta alma devota de DEUS foi conduzida para aquela chaga profundíssima e de onde viu um mar de luz infinita, e não satisfeita só de beber, pois desejava entrar lá dentro, se lhe fosse permitido, mas foi impedida por que ignorava.

14 – Mas quando perspicazmente contemplou, viu um mar de luz tão mais profundo, e com maior atenção e paixão, desejou caminhar para lá.

15 – E assim, ouviu uma voz dizendo:

16 - “EU Sou uma Ilha de Amor, que digo em alta voz: Quem tem sede, venha e beba. E chegando para querer se saciar, abra o Meu Coração, de modo que possa ser recebido como hóspede”.

17 - Esta Visão aconteceu no dia 22 de Julho de 1431, festa da Bem-aventurada Maria Madalena.

18 – E fazendo menção à chaga do peito do Imaculado Cordeiro FILHO DE DEUS, não é inadequado e nem estranho lembrar e imaginar a intensidade da dor mental e corporal que sofria aquela alma devotíssima de DEUS, todas as vezes que vinha a sua mente, a crueldade da Paixão sofrida pelo SENHOR. Aquelas cenas ficaram vivamente gravadas em sua memória, e recordando, ela sentia em seu corpo, as dores daquelas chagas no corpo e na cabeça do SENHOR.

19 – Quantas vezes estando segurando alguma coisa, em qualquer das mãos, lembrando-se das chagas das Mãos de CRISTO, contra a sua própria vontade, imediatamente a coisa caía no chão.

20 – Quando o seu pensamento focalizava as preciosíssimas chagas dos pés de CRISTO, ela não se sentia em condições de andar e nem mesmo era capaz de se manter em pé. E neste mesmo molde, para todos os membros de CRISTO que foram feridos, a sua alma fervorosa de amor a DEUS, sentia igualmente intensa dor no mesmo local chagado.

21 – Mas o esforço que ela fazia em relação à chaga do lado do SENHOR, merece uma consideração especial, por que sendo maior e mais extensa, ela sentia em seu lado uma dor de tal forma tão intensa, que o local ficava constantemente úmido de sangue. Esta chaga ela mantinha sempre coberta com um pano, que tinha que trocar sempre, não sem sentir imensa dor.

22 – Da mesma forma que as chagas, alguns dos segredos (flagelações feitas em seu próprio corpo) da serva de CRISTO suas filhas espirituais muitas vezes viam e conheciam, por que era necessário para elas socorrerem Francisca, em tempo de necessidade.

23 – Os nomes das referidas filhas espirituais mais íntimas são: Agnes, que era sua filha do casamento, Rita Covelli, amiga que lhe auxiliava na residência, e Vannozza, sua cunhada.

24 – Disse ainda, aquela alma devota de DEUS, que a chaga do lado de CRISTO era muito grande, com dimensão ampla e profunda.

25 – A lança do centurião que perfurou e penetrou o interior do Corpo Divino, atingiu uma extensão de mais de um palmo (mais de vinte centímetros).

 

26 – Por outro lado, a própria serva de CRISTO, diante da chaga do peito do SENHOR onde o cordeiro bebeu, como se disse anteriormente, onde a lança entrou, ela viu o CORAÇÃO DO SALVADOR.

 

27 – E pensando na Face de CRISTO, meditava na imensa dor que o nosso SALVADOR sentiu quando recebeu a coroa de espinhos, como se fosse um terrível capuz em sua cabeça; da mesma forma, com lágrimas nos olhos se recordava dos covardes e abomináveis golpes e outras cruéis chagas que também foram infligidas ao Santíssimo Corpo do SALVADOR. Todas estas chagas agora eram também sentidas pela humilde serva de CRISTO, nas partes de seu corpo, nos mesmos locais onde CRISTO sofreu os inconcebíveis flagelos da crucificação.

28 – É bem verdade que os sofrimentos da bem-aventurada não eram na mesma intensidade sofrida pelo SENHOR, mas tinham um valor considerável. Muitas vezes, a humilde serva de CRISTO, conversando com seu pai espiritual, lhe descrevia minuciosamente a mais amarga Paixão sofrida por NOSSO SENHOR. Mesmo estando em êxtase, após receber a Sagrada Comunhão, ela relatava os muitos insultos, injúrias e tormentos praticados contra o Santíssimo Corpo do SALVADOR, que não foram mencionados pelos evangelistas, porque aqueles abomináveis atos eram feitos as escondidas, e de modo nenhum apareciam, pois eram arranjados em segredo pelos judeus facínoras.

29 – Por exemplo, a cruel maneira como o FILHO DA VIRGEM, Unigênito de DEUS foi amarrado e açoitado na coluna.

 

30 – Ela disse também, que os traiçoeiros e covardes judeus, depois de flagelarem e roubarem as veste do SENHOR, as esconderam, e o próprio SENHOR soltava gritos de lamentação, pedindo para se cobrir, suplicando por sua roupa, mas os injustos e traidores judeus O deixaram nu e prosseguiram com os flagelos, escarnecendo do SENHOR e SALVADOR.

 

 

31 – Além disso, no mesmo estado em que se encontrava a bem-aventurada, ou seja, em êxtase e dentro da visão, disse que ficou demonstrado terem sido escolhidos aqueles que na coluna flagelaram JESUS CRISTO FILHO DE DEUS e Nosso SALVADOR, os mais robustos, injustos e cruéis, sendo ao todo mais de 25 homens.

 



32 – Por outro lado, depois que aquele preciosíssimo Corpo do SALVADOR foi colocado na Cruz, Madalena, a mais fervorosa de todos, com exceção da VIRGEM SANTÍSSIMA, Sua MÃE, e que verdadeiramente amava o SENHOR, conservou vivo em seu coração aquele precioso Corpo, do mesmo modo que com diligência e fervor guardava a lembrança daquelas numerosas chagas.

33 - E porque a Coroa de Espinhos não tinha a forma de uma Coroa, mas ocupava todo o crânio, a preciosíssima cabeça do SENHOR foi dilacerada com mais de 300 furos de espinhos. 34 – Bateram em todas as partes do Santíssimo Corpo, causando numerosas chagas até na preciosíssima cabeça. 35 – E todos estes fatos mencionados com suas evidências, devem permanecer claros em todos os corações, para no futuro, os julgamentos mostrarem com a mesma nitidez, a crueldade sofrida pelo Redentor da humanidade. DEUS seja louvado.

 

Continua na parte 3...
http://espacojames.com.br/?cat=112&id=8918





Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!


LEIA TAMBÉM
Mais de 50 visões do Paraíso, relatadas por Santa Francisca Romana - Parte 1
Padre José - Experiência de vida depois da morte - Um padre que viu céu, inferno e purgatório
A VISÃO DO INFERNO EM FÁTIMA
Irmã Serafina Micheli, futura beata e a visão de Martinho Lutero no inferno
Os Pastorinhos: Visão do Inferno
Leão XIII e a visão do diabo
Uma Visão assustadora Sobre o lugar do Inferno.
O INFERNO SEGUNDO MEDJUGORJE
JUÍZO UNIVERSAL



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.216.596
Visitas Únicas Hoje: 1.576
Usuários Online: 335