Mais de 50 visões do Paraíso, relatadas por Santa Francisca Romana - Parte 9
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.132.030
Visitas Únicas Hoje: 536
Usuários Online: 122
Sistema de Busca

 

Sonhos e Visões




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 3297 - Impresso: 57 - Enviado: 16 - Salvo em Word: 65
Postado em: 29/10/11 às 07:37:06 por: James
Categoria: Sonhos e Visões
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=112&id=9036
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Sonhos e Visões

Continuação...

XXXIV – OUTRA VISÃO Nº 34 - (PENTECOSTES – 8 de Junho de 1432)

1 - Em certa época, esta alma devota de DEUS estava impedida de andar, não podia ir a Santa Missa receber o Corpo Sacramentado do SENHOR, mas ouvia a Santa Missa de um pequeno quarto existente na parte superior de sua casa, onde habitualmente rezava e dava espaço às sagradas meditações.

2 – Claudicando e com o joelho curvado, veio uma grande chama brilhante do amor Divino, e o seu espírito foi conduzido por aquela luz para o alto. A luz emanava precisamente de uma formosíssima criatura, que era aquele Anjo que lhe foi enviado para servir, conforme mencionamos anteriormente.

3 – E aquela luz incandescente conduziu o seu feliz espírito para outra luz maior e mais luzidia, onde viu a gloriosíssima Rainha do Céu coroada com um lindíssimo diadema, estando presentes inumeráveis e gloriosos espíritos angélicos e humanos, cantando maravilhosas e suavíssimas melodias.

4 – Depois o seu espírito foi separado dos outros gloriosos espíritos e colocado como um peregrino num lugar, onde viu um magnífico trono todo enfeitado e circundado por incontáveis esplendores com admirável zelo.

5 – No trono havia letras escritas, as quais certamente maravilhosas estavam num idioma. Das letras saíam um admirável brilho em forma de línguas, e embora todas aquelas línguas estivessem inflamadas, algumas, todavia, tinham um ardor diferente.

6 – As letras formavam este texto: “Amor, que EU considero Amor, que ME honra, Amor a MIM dedicado, por que devotado a MIM. Para todos estou disposto, e desde agora estou livre. Vocês ME dão uma grande consolação, reconciliando e consagrando a MIM. 7 – O Amor que EU vos prometo, oferece consolo, dedicação e refúgio, e no qual permanecem livres. Sempre fostes preparados com todo o MEU querer, fostes um COMIGO graças a MINHA boa amizade e fostes escrito no Livro da Vida. 8 – Agora também quero colocá-los na Pátria Celeste e estarão bem estabelecidos, depois que fostes inflamados com a verdadeira compreensão ao MEU Amor. Estes sempre recordarão o MEU verdadeiro Amor: agora, alegria a todo o momento por que existe Amor em quantidade e para todos”.

9 – Disse também aquela fervorosíssima serva, conforme tudo aquilo que lhe foi mostrado, não só no dia de Pentecostes, os Apóstolos e os Discípulos recebem o ESPÍRITO SANTO, como também, mais corretamente, em qualquer dia ou hora, e em qualquer lugar do mundo todas as almas justas recebem excepcionalmente as graças vindas do ESPÍRITO SANTO. Entretanto, de acordo com a própria capacidade individual, isto é, conforme estejam mais ou menos em “estado de graça”.

10 – E aquela alma devota de DEUS, permanecia naquele pequeno quarto dia e noite, com grande júbilo e contentamento, e cada dia, chegando na hora habitual, a Sagrada Comunhão lhe era levada naquele pequeno quarto.

11 – E mesmo não estando em seu perfeito estado natural dos seus sentidos, sempre queria se confessar previamente. Depois o pai espiritual lhe oferecia o Santíssimo Sacramento que recebia de modo conveniente e com muita reverencia, permanecendo em êxtase, como das outras vezes.

12 – Neste dia, imediatamente em seguida ao recebimento da Sagrada Comunhão, aquele feliz espírito foi conduzido por uma luz esplendida para dentro de outra luz brilhantíssima e imensa, e nesta fulgurante luz viu um trono maravilhoso todo ornado admiravelmente por infinitos tesouros.

13 – E precisamente onde estava o trono havia o letreiro: “Princípio sem fim”.

14 – E daquele trono certa voz procedeu dizendo: “Ame, ó alma, o teu SENHOR, ame Aquele que tanto te ama. Do Céu desceu a Terra como teu servo. O mundo O odiava, mas ELE Mesmo derrotou o dragão. 15 – Ame o próprio e verdadeiro Amor, que por ti, ELE se despojou da natureza Divina e se vestiu da carne humana. Tanto te amou que derramou o TEU Sangue na Cruz para que tu reinasses com ELE. 16 – Então este caminho se torna evidente, e tu deves segui-lo, verás que ELE te amará para sempre. Quer subir aos Céus e descobrir o ardor Divino? O próprio Amor te ensina como caminhar com grande fervor. 17 – Recolha as dádivas do momento favorável e a justa medida do caminho apropriado. Seja humilde, tranquila e despojada de toda vaidade, competente em obediência para permitir sempre e rapidamente um fervoroso amor a DEUS, e cumprir com êxito a tua jornada existencial. 18 – Sob esta condição desde agora será transformada pelo Amor Divino, no qual está inflamada. Olhe sempre para o seu DEUS Altíssimo e o seu nobre Amor. Que seja sempre perseverante, afastando-se das coisas insignificantes. 19 – Gozar agradavelmente do sabor da eternidade é o consolo que recebe do Amor, que te inflama no ardor de DEUS. 20 – Então, ame o SENHOR, e ELE também te amará. ELE mesmo te conduzirá com imenso júbilo nesta grande transformação, e te colocará neste maravilhoso abismo muitíssimo inflamado de Amor. 21 – Permanecendo sempre fiel a esta vontade, fortalecerá e revigorará a tua alma, e viverá sem temor. Vivendo e morrendo com os sentimentos mais nobres, sempre olhando para o alto, com o pensamento e o coração em DEUS, não se lembrará de si mesmo, de tão grande é a profundeza do Amor Divino”.

22 – Terminado aquele sermão, aquela alma devota de DEUS permaneceu na visão e observou São Lucas na presença daquela gloriosíssima Rainha do Céu, e ambos conversaram com aquela alma devota de CRISTO.

23 – A própria ainda em êxtase, disse ao seu pai espiritual: “O bem-aventurado Evangelista São Lucas ao lado da gloriosíssima Rainha do Céu, que é intercessora e medianeira de todas as graças para a humanidade junto ao seu bendito FILHO JESUS, disse”: “Oh! Sacerdote, DEUS sempre providencia graças singulares e muito especiais. 24 – Porque o tentador, que te molesta, não está colocado acima de ti e nem atrás de ti, mas está sempre diante de ti, por isso, esteja sempre bem prevenido, para reprimir o combate, mas se não souber discernir o surgimento das tentações, não será persuadido a se defender. 25 – A permissão é dada por DEUS que testa todas as almas, por isso compreendas que o próprio satanás coloca toda a tua astúcia e vem a ti de repente, e segue também por caminhos estranhos com outras criaturas. 26 – E em outras ocasiões, tem astúcias ainda piores, porque traz um companheiro para ajudá-lo a tentar. O próprio demônio te seduz, para te fazer cair em pecado”.

27 – “Por causa disto”, disse o Evangelista, “deve fazer uso do remédio correto, tudo tem que ser providenciado e compreendido na verdadeira luz, se unicamente DEUS é amado e louvado. 28 – Se tem medo da derrota, antes que venha aquele que quer te derrotar, considere a gravidade dos teus defeitos e culpas, e tome a devida medida das coisas recém-chegadas a ti, raciocine e conheça a verdade em suas considerações, sempre pressentindo e se prevenindo; assim, nem o demônio te impedirá e nem poderá conhecer algum dos teus segredos íntimos. E este procedimento o deixará livre para honrar o SENHOR, e livre para exercitar confiantemente o teu trabalho, perseverando em teu amor a DEUS, e te permitindo conduzir conforme a Divina Vontade. 29 – Assim, estando suficientemente instruído, estará, por conseguinte, em união com a Vontade de DEUS”.

30 - Esta mencionada Visão aconteceu no ano 1432, no dia 8 de Junho, na solenidade de Pentecostes. DEUS seja louvado.

--


XL – VISÃO PARADISÍACA NÚMERO 40

1 - Numa outra época, aquela alma devota de DEUS, pelo fato de não poder ir a Igreja receber o Santíssimo Sacramento, pois estava em grande apuro, impedida de andar, ouviu a Santa Missa do interior de seu quarto.

2 – E se colocando em orações e santíssimas meditações, aquela luz resplandecente, que habitualmente ela via, conduziu o seu feliz espírito para outra luz maior e mais brilhante, onde viu um especialíssimo e maravilhoso trono.

3 – Lá viu também uma grande solenidade, onde estava a Rainha Celeste coroada e todos os espíritos angélicos cantando e louvando, cuja solenidade seguramente era feita para louvar e honrar o Onipotente DEUS e sua fervorosa serva Maria Madalena, que DEUS lhe concedeu todas as graças.

4 – Então aqueles gloriosos príncipes dos Apóstolos Pedro e Paulo louvaram dizendo: “Louvores sejam a TI, Altíssimo SENHOR, que olhou para a alma difamada que se lançou a prática da honra e do respeito, e isto com plena liberdade. 5 – A grandeza de tua alma causou prazer e TE atraiu e TU vieste a ela; a TEUS pés ela se abandonou confiante na proteção que recebeu se conservando humilde, e TUA bondade olhou todas as ações dela, que renunciou ao pecado. 6 – Todos nós desse lugar nos alegramos por causa de tua felicidade, porque o amor é tua vestimenta e tua caridade é o adorno. Caminhou com total dignidade e agora está solidamente na glória eterna. Sempre foi obediente e sempre se submeteu a TI com grande confiança, e sempre esteve aos TEUS pés. 7 – Não ficou mais reprimida, nem tinha qualquer outra coisa em teu coração, nem o demônio sabia mais sobre ela e nem podia impedir os teus atos, porque ela não acolhia mais os aplausos do mundo ou qualquer tipo de adulação, porque se despojou das próprias coisas pessoais. 8 – Em honra disto, TE louvamos, dulcíssimo SENHOR, porque a sustentaste com TEU Amor, e por este motivo, ela foi prudente e sábia, seguindo a verdade. Em virtude disto, ela não se deteve, livremente permitiu e se consagrou inteiramente ao SENHOR. Por isso, louvores e graças a TI rendemos, ó Sumo Bem, que sobre ela derramou tantas graças”.

9 – E o outro Apóstolo disse: “Ela abandonou de modo irrepreensível as recordações e a própria vontade. O teu raciocínio e discernimento repousam completamente em TI, SENHOR. Por isso, em razão da tua grande perfeição moral fizeste colocar uma coroa em tua cabeça”.

10 – E Madalena, então disse: “Piedosíssimo JESUS, tudo isto, foi motivado pela luz que TU me deste. Bem considero a visão quando TE colocaste na minha presença. 11 – TU, VERBO Divino, TE apresentaste a mim e fizeste o coração do mundo permanecer em mim. Louvores a TI, dulcíssimo Amor Divino, que me colocaste em tal caminho. Eu sempre fui fiel a TUA visão: pelo TEU caminho reto me fizeste vir a TI”.

12 – E ao glorioso Anjo, que te foi dado em custódia para a tua infusão (ação de lavar e eliminar os pecados), com os outros Anjos do Coro Angélico mais baixo, ela se referiu dizendo:“Imensas graças a TI, SENHOR, te dou, porque me colocaste em tal custódia. Na verdade, o Anjo restaurou a honra em mim, por causa do caminho, em que TU me enviaste quando seguia o TEU caminho de pregação. Em todas as graças que ganhei, escolhi a melhor parte e assim, fui transportada para muito além da solidão”.

14 – A seguir Madalena continuou falando: “Oh! VERBO Divino, imensas graças sejam dadas a TI, que por TI tanto bem possuo. TEU precioso Sangue derramado, que também me reconciliou CONTIGO, abriu a porta, me colocando na posse de um imenso bem. 15 – E eu estava tão cega que não percebia e suportava uma grande dor: e aquilo foi o meu martírio, no qual tive uma grande experiência. Na fé que eu tinha em TI, estava firme e convicta, e por isso, estava tão feliz, e assim preferi a solidão sem outros trabalhos (aconteceu a conversão de seu coração).16 – Todos vos me agradam, suplicando, para dar graças ao Sumo Amor, que tanto bem me fez e ao TEU santo ardor que me saciou completamente. Durante sete horas ao dia experimentava esse bem. 17 – Celebremos a festa em honra deste fato que foi feito em mim. ELE me colocou a mesa celeste de objetos sagrados e de seu esplendor me fez sentir satisfeita e tomar o gosto, apreciando o seu sabor. ELE me deu consolo, lindas vestes junto com uma coroa. 18 – Por isso louvemos o dulcíssimo Amor, que me conduziu a tantos bens. Nunca coloquei em meu coração tanta alegria, como esta que ELE me proporcionou. Na verdade nenhum coração humano é capaz de sentir alguma vez ou de poder conceber tamanha alegria”.

19 – Estas palavras foram ditas por Madalena, fervorosissima no amor a DEUS, e depois ela assim falou a estaalma devota de DEUS: “Ó alma, tu que está levando os teus bens e é exaltada na pátria celeste com tanta solenidade, pela graça de DEUS feita a ti, tu podes ver a beleza deste ato. 20 – Ó alma, alegre-se, com o bem a ti propiciado e aceite este caminho, que te foi dado, e esteja sempre satisfeita com o bem a ti oferecido, que por todos os meios faz a alma permanecer saciada, porque tudo é dado a ti por amor. 21 – Inflame-se integralmente no santo ardor, uma vez que está transformada, e acolha este calor que te faz diferente, por isso, não cuide de outras coisas que ouvis, mas seja sempre fervorosa neste doce amor. 22 – Traz de volta a nobreza ao teu corpo ocupando-se do trabalho. Faça que esteja firmemente estabelecida com o Altíssimo Rei dos Céus, e tenha em mente o meu exemplo, e não se ocupe de outros”.

23 – E aquela humilde serva de DEUS assim respondeu: “Madalena, junto de DEUS, não quero ouvir isto de ti. Tudo isto, que disseste, dá a impressão como se eu fosse me afastar. Com o Amor quero me firmar e estabelecer, nunca quero me afastar DELE. 24 – Eu quero abrir as asas para me impor, porque assim me ensinaste. Exemplo recebido de ti, que me fará a alma viril, com fé, esperança e fortaleza, e tudo, ao mesmo tempo, ficará muito bem em mim”.

25 – E Madalena respondeu: “Agradeço-lhe isto que diz a mim. Seja firme em tua vontade, seguindo o teu caminho viva ou morta e não queira conhecer outro. Há necessidade de administrar a humildade com amor e obediência”.

26 – Então aquela alma devota de DEUS respondeu: “Em obediência sou perseverante o quanto me é possível. O que me foi dito eu quero fazer e observar, para a maior honra de DEUS. Se o Amor me faz retroceder, não posso ir contra o mesmo para me ajudar”.

27 – E Madalena disse: “Tuas palavras são boas, e delas, o que é bom para ti virá te fazer agradar o quanto podes, mas esta coisa boa se tu tens conhecimento dela, tu farás crescer muito mais a tua alma. A pusilanimidade que quer te abraçar faz como se tu não quisesses se afastar dela. 28 – Veja isto de maneira grande: prepara-se para reunir tudo em ti mesma. Este Amor é tão rico que quer te dar de modo pleno e abundante. Guarde bastante Dele, e jamais se esqueça Dele. Tanto é dado a ti, quanto quer receber de ti. 29 – Também este Amor torna propício e revela frequentemente a maravilhosa transformação, se tu queres te despojar completamente (de todas as coisas). E se fizer uma forte raiz no próprio Amor, ele te envolverá integralmente e te fará feliz”.

30 – Esta referida visão aconteceu no dia 22 de Julho de 1432, dia de Madalena, aquela inflamadíssima de amor pelo SENHOR. DEUS seja louvado.

--


XLIII – VISÃO 43 – ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA

1 – Em outra época, depois que aquela serva de CRISTO recebeu o Santíssimo Sacramento na mencionada Capela, foi arrebatada em êxtase imóvel e seu feliz espírito foi conduzido por uma luz esplendorosa para outra luz muito maior, onde viu o VERBO Encarnado em sua humanidade.

2 – Mas, por causa do infinito esplendor que envolvia a Santíssima Humanidade de JESUS, aquela alma devota de DEUS não podia ver completamente senão uma forma humana sentada no meio daquela imensa claridade.

3 – E viu também aquela gloriosíssima Alma da Rainha do Céu chegando próximo ao Altíssimo e Celeste Rei.

4 – O FILHO DE DEUS Altíssimo levantou-se, recebeu aquela Alma felicíssima da Rainha em seus braços com honrosa e honesta reverência, e segurando-a firme em seus braços, tomou-a consigo até o ponto em que o Teu preciosíssimo corpo fosse de uma só vez unido a Tua alma.

5 – Na verdade, aquele corpo preciosíssimo, que JESUS FILHO DE DEUS tomou a carne humana, esteve num túmulo por três horas antes da aurora, e na aurora, aquela alma devota de DEUS viu o Altíssimo DEUS com uma multidão de Anjos e espíritos bem-aventurados e com toda a cúria celeste, irem para aquele local, em que jazia aquele preciosíssimo corpo.

6 – Aquela Santíssima forma essencialmente humana estava em seu lugar no sepulcro, mas era poderosa por sua própria natureza, por ser o corpo da Santíssima MÃE DE DEUS. A própria alma devota e serva de DEUS já tinha sido avisada anteriormente, por isso viu que de repente o corpo de uma só vez ganhou vida com a alma daquela Rainha Celeste.

7 – E este ato Divino, aquela humilde serva de CRISTO relatou ao seu pai espiritual, por obediência, respondendo as perguntas dele, embora não fosse capaz de se expressar com plena clareza e maiores detalhes, porque estava totalmente excitada.

8 – E aquela Santíssima Humanidade do SALVADOR com digna e honrosa reverência recebeu aquela dulcíssima Rainha Celeste.

9 – A própria VIRGEM e MÃE DO FILHO DE DEUS, ajoelhou-se diante de seu FILHO, e tais atos reverenciais entre MÃE e FILHO foram feitos ao mesmo tempo.

10 – Os espíritos tanto angélicos quanto humanos, cantavam suaves e belas melodias indizíveis e até de modo inconcebível, manifestando imensa alegria.

11 – Aquela dileta serva de CRISTO viu também nas mãos do FILHO DE DEUS E DA VIRGEM uma preciosíssima e belíssima coroa tríplice (eram três coroas formando uma), conforme foi descrito na visão referente à Natividade do SENHOR.

12 – Viu também aquela alma devota de DEUS, que o próprio DEUS colocou a referida coroa na cabeça de sua Santíssima MÃE, e com indizível alegria, falou: “Formosa e amorosíssima VIRGEM e MÃE, por causa de Tua caridade infinita, que teve, lembrando-se que era predestinada no Projeto Divino, estabeleceste e fixaste bem o Teu cotidiano e melhor Te governaste, por causa da nobreza do Teu amor, que sempre demonstrou bem enraizado e adornado pela fé, pois sempre fostes fiel e melhor iluminada na verdade do Altíssimo. Eis que Tu és a janela feita pela Divindade Celeste”.

14 – E aquela gloriosíssima Rainha com júbilo reverentemente disse: “Louvores imensos dou a TI, DEUS Altíssimo e Onipotente, que quando TUA presença estava na essência Divina, TE fizestes FILHO. Recebendo a Minha carne Me fizeste imagem do TEU Amor Divino”.

15 – E o SENHOR disse: “Tu és a Filha e MÃE do Sumo Redentor, Tu és o sacrifício maravilhoso, para que todos os espíritos humanos estejam em Teu interior. Portanto, todos vós, espíritos gloriosos, dê prova do mais elevado louvor e da maior honra a Ela, porque EU tenho feito Nela a MINHA habitação, como, através Dela, todos vós tereis um maior grau de glória”.

16 – E a Rainha Celeste disse: “Agradeço Altíssimo DEUS, e a TI semelhantemente entrego todo o Meu domínio. TU és um DEUS Onipotente na SANTÍSSIMA TRINDADE, TU tens o Altíssimo poder. PAI, em TI Meu domínio está colocado, TU é o juiz das almas que TU Mesmo as salvaste por TEU imenso Amor. 17 – Imensas graças TE dou, dulcíssimo Amor, que estás repleto de tantos bens. A Minha Alma e o Meu Corpo deixados em tanto repouso estão unidos CONTIGO, Altíssimo DEUS e glorioso Salvador, que Me ornastes com todas as Virtudes”.

18 – E todos os espíritos angélicos e humanos, disseram: “Todas as imensas graças sejam dadas a Rainha do Céu, porque na verdade, por meio Dela temos o bem maior, que reconhecemos claramente, nos conduz a grande festa na eternidade. Todos que se espelham na profundidade da natureza Divina, ardem e brilham abrasados na caridade”.

19 – E aquele suavíssimo canto dos espíritos celestes estava de tal modo em total harmonia com as palavras que o SENHOR e a Rainha Celeste reciprocamente diziam, que se reconhecia naquela consonância o canto dos gloriosíssimos espíritos.

20 – E assim, aquela devota serva de DEUS ouviu aquele harmonioso canto e compreendeu claramente as palavras pronunciadas tanto pelo SENHOR como pela VIRGEM.

21 – E o Altíssimo FILHO DE DEUS colocou a Rainha do Céu, sua MÃE, num lugar excelso e nobre, contudo, um pouco inferior ao local em que estava sentada a Santíssima Humanidade do SENHOR.

22 – Esta alma bendita declarou, que a graça alcançou um êxito muito mais amplo, no momento em que aquele preciosíssimo corpo da VIRGEM ficou unido com a própria alma da gloriosíssima SANTÍSSIMA MÃE. Aquelas almas que estavam no Purgatório, com grande ou pequeno tempo de duração, exatamente pela graça Divina, que envolveu a alma da VIRGEM, todas elas foram libertadas, e em companhia da gloriosa MÃE DE DEUS, entraram na glória celeste, da mesma forma como aconteceu na Ressurreição do FILHO, que junto ao PAI que O aguardava, entraram no paraíso eterno.

23 – O que mais causou admiração, foi o fato de que muitas almas que viviam nos corpos de pessoas covardes, fracas, sem persistência, devedoras à Justiça de DEUS, que por causa dos pecados cometidos iriam para a condenação eterna, conforme o Juízo Divino, naquela hora da Assunção da VIRGEM MARIA, graças e graças foram concedidas torrencialmente, sendo dada a estas almas o conhecimento do perdão parcial de seus pecados, pelo infinito Amor de DEUS. E desta maneira, morto o corpo, estas almas foram para o Purgatório para pagar a sua dívida moral, ocupando o lugar daquelas que saíram beneficiadas e já estavam no Céu.

24 – Ainda ocorreram outros fatos não menos admiráveis naquela hora mencionada, que o FILHO DA VIRGEM concedeu a todas as almas, mesmo dos pecadores, que viviam nos corpos de homens ímpios. Na verdade, a graça Divina previne e corrige. Aquelas almas beneficiadas, tiveram o ensejo de se consolidarem na graça de DEUS, e buscarem a conversão do coração.

25 – Também na mencionada hora, todos os espíritos angélicos e humanos por causa da referida Assunção da VIRGEM, tiveram inenarráveis alegrias com um júbilo admirável, por causa da predita solenidade.

26 – E assim, no momento da Assunção da SANTÍSSIMA VIRGEM aos Céus, também conseguiram graças especiais, todos os espíritos celestes, tanto os angélicos como os humanos, além daquelas mencionadas almas que estavam no Purgatório e subiram para o Céu. Da mesma forma, pessoas em vida, que por seus pecados as suas almas iriam para o inferno receberam a graça da conversão, acolheram o dom Divino e foram salvas. E também, aquelas outras almas que eram obstinadas no mundo, e que buscavam concretizar as suas vontades a qualquer custo, receberam naquela hora, uma graça especial, e muitas delas acolheram, consumando a conversão do espírito, quando o corpo virginal da MÃE DO FILHO DE DEUS Altíssimo foi assunta aos Céus.

27 – Depois que a dileta serva de CRISTO viu e ouviu todas estas coisas maravilhosas e admiráveis, e também, todos aqueles acontecimentos te foi plenamente explicado, ainda permaneceu na mesma visão e ouviu uma voz Divina que disse:

28 – “Alma, veja que tu foste conduzida a ver uma festa tão celebre e também, pôde ver o quanto foi consolada a Rainha do Céu, no momento em que subia para a eternidade feliz; o seu FILHO possuía o Reino dos Céus, e juntos, unida ao seu FILHO para socorrer a humanidade. 29 – Alma, tu tens uma boa herança na Ascensão da VIRGEM. Na verdade, tem um lugar elevado no Coração do SENHOR. Esta estrada aberta pelo Vosso SENHOR e Salvador, é mais uma providência que irá conduzir toda humanidade a uma condição de total liberdade. 30 – Se alguém quiser ir ao SENHOR, terá que seguir por este caminho. Na verdade, isto exige aprendizado e conhecimento da Caridade Divina. De qualquer modo, é importante sempre procurar conhecê-la em todas as oportunidades em que a alma estiver interessada.

31 – Se deseja ser humilde, vá ao SENHOR para se instruir, mas vai com sincera disposição e o perfeito amor, porque a verdadeira e pura humildade é submissa. Ela acolhe o Divino Amor, pois foi nele que edificou o teu primeiro princípio. 32 – Se deseja ter fé, observe se está buscando o caminho da perfeição. Na verdade, procure cultivar um amor nobre, e tenha na alma bastante convicção, de que foi o próprio JESUS que iluminou o teu coração, e sempre ELE te concederá o perdão dos pecados arrependidos. Assim, procure ter bons pensamentos que ajudarão a fortalecer a tua fé. 33 – Se quer ser obediente com reta intenção, procure fazer que tua alma seja firme e coerente, sempre exercitando um amor nobre, e seja dócil, se submetendo aos preceitos e as determinações feitas a ti. Deste modo com o coração puro receba a ordem ou recomendação feita a ti. 34 – Observe estas condições que foram também da Altíssima Rainha. A VIRGEM MÃE subindo ao Céu foi colocada em sua glória, onde sempre intercede por todos que suplicam a sua eficaz intercessão. Inflamada de caridade a MÃE DE DEUS é sempre considerada e muito procurada por todos os cristãos.

35 – Ó pobre alma, procure estar bem atenta. Vês esta festa celebre repleta de alegria? A sabedoria do Amor quer te convidar para participar da imensidão deste abismo de Amor, e nele tu serás consolada. 36 – Ó alma pobrezinha, procure ser bem previdente. Depois para ti recair e se afastar da justiça e do direito, ELE bem te prevenirá para não se dispor a ouvir determinados assuntos sedutores, mas ter o coração firme e o espírito fortalecido, para que tenhas um claro discernimento e compreenda os dons que a ti foram dados pelo SENHOR. Veja quanto tu estás comprometida com o Altíssimo DEUS que te criou
”!

37 – Esta visão beatífica aconteceu no dia 15 de Agosto de 1432, na celebração da Festa da Assunção de NOSSA SENHORA aos Céus. Louvado seja DEUS.

Continua...

 



Fonte: http://apostoladosagradoscoracoes.angelfire.com/index74.html





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 29/10/11 às 07:37:06 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES