Espacojames


Página Inicial
Listar Livro Aberto




Artigo N.º 9382 - O HOMEM AVISADO ESTÁ MEIO SALVO - Parte - 5 - Final
Artigo visto 2958 vezes




Visto: 2958
Postado em: 23/01/12 às 11:26:38 por: James
Categoria: Livro Aberto
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=180&id=9382
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Livro Aberto

Continuação...

"Alegrai-vos, pois o Senhor está para chegar; a angústia e a dor passarão e virão dias de grande alegria"!

--

CREDIBILIDADE DAS REVELAÇÕES PARTICULARES

“Não extingais o Espírito” (1 Tess 5,19).
"Se alguém tem ouvidos para ouvir, que ouça". (Mc 4,23)

O Papa Pio XI dá a seguinte orientação: que se estudem as revelações particulares e as aparições com prudência, seriedade e profundidade. Entretanto, depois de se terem esgotados os estudos e as pesquisas, alguma dúvida permanecer, ele diz que é melhor acreditar do que não acreditar, pois mesmo que a aparição ou a revelação não sejam autênticas, ter-se-ão os méritos espirituais como se fossem autênticas; claro, se estiverem de acordo com os ensinamentos da Igreja Católica.

 

Da mesma forma que Deus suscitou e orientou seu povo eleito por meio de profetas, assim também, Ele continua a fazê-lo na Igreja de Cristo pelos nossos confidentes, videntes e mensageiros.

O Emmo. Cardeal Ratzinger em entrevista à revista “30 Giorni”, dá uma orientação sobre como se devem entender as revelações particulares.

Nesta entrevista Ratzinger explica que o artigo do Credo “O Espírito Santo falou pelos Profetas” deve ser entendido que continua falando pelos profetas de hoje.

Segundo Ratzinger, cabe aos profetas (os antigos e os atuais) reavivar a virtude da esperança do Povo de Deus. Essa virtude está relacionada à escatologia; a esperança está especialmente focalizada em dois documentos da Igreja: ECCLESIA IN EUROPA, de João Paulo II e SPE SALVI, de Bento XVI, há pouco publicada.

Com efeito, o Catecismo da Igreja Católica, em seu número 67, afirma que as revelações particulares devem ser discernidas e acolhidas pelos fiéis, devidamente orientados pelo Magistério da Igreja. Não somente discernidas, mas também acolhidas.

Quanto à utilidade dessas revelações: esse número 67 do Catecismo destaca também a importância das revelações particulares e não é pequena essa sua importância quando tais revelações particulares, segundo o mesmo Catecismo, devem tornar a REVELAÇÃO PÚBLICA mais acessível aos próprios fiéis, ajudando-os a vivê-la mais plenamente em cada determinada época da história.

Igualmente João Paulo II: Também o Santo Padre João Paulo II, por ocasião da Canonização de Santa Faustina Kowalska se refere a isso que diz o Catecismo, em termos análogos:

A mensagem de Santa Faustina (revelação particular) "não é uma mensagem nova, mas pode-se considerar um Dom de especial iluminação, que nos ajuda a reviver de maneira mais intensa o Evangelho da Páscoa, para oferecê-lo como um raio de luz aos homens e mulheres de nosso tempo”.

Dificilmente se poderia exagerar a importância da inculturação tão insistente e repetidamente pedida por João Paulo II.

Pois bem, a revelação particular, como se pode verificar, outra coisa não é senão uma “inculturação do céu” da revelação pública nos diferentes contextos e épocas da história.

Pois “embora a revelação pública esteja terminada, afirma o Catecismo, não está explicitada por completo. Caberá à fé cristã captar gradualmente todo o seu alcance ao logo dos séculos” (n° 66 do Catecismo) e ela o faz também mediante revelações particulares, que são “como um raio de luz” ou “dom de especial iluminação” como diz o Papa.

Numa dessas revelações, Jesus explica a Vassula (profetiza aceita pelo Vaticano):

“Nas mensagens, (revelações particulares) afirma Jesus através de Vassula - há uma clara e contínua insistência em se concentrar na Santa Bíblia e em viver pela sua verdade. Os escritos são uma atualização e uma lembrança da única Revelação em Cristo, contida na Escritura e na Tradição, transmitida pela Igreja; eles não são mais que um apelo a esta revelação” "Todas estas mensagens vêm do alto e são inspiradas por Mim. Podem ser utilizadas com proveito para o ensino e para refutar o erro. Podem ser utilizadas para guiar a Igreja para a União e para orientar a vida das pessoas e para as ensinar a ser santas. São-te dadas para uma explicação da Revelação que vos foi dada. São uma fonte inesgotável de uma graça espantosa para todos vós, a fim de vos renovar".

Testemunhas das revelações particulares são os santos, as ordens religiosas, festas litúrgicas e santuários.

Jesus, dirigindo-se a São Francisco de Assis: “Reconstrói a Minha Igreja”. Daí resultaram várias ordens religiosas que encantaram o mundo com o seu testemunho de pobreza e de humildade.

São João Bosco, através dos sonhos, que são verdadeiras revelações e pérolas da Sabedoria Divina, tornou-se um gigante na educação cristã dos jovens e um apóstolo no zelo pela salvação das almas.

Para os Redentoristas: a obra clássica do Doutor da Igreja Santo Afonso Maria de Ligório (fundador dessa Congregação) GLÓRIAS DE MARIA SANTÍSSIMA, consiste num extenso apanhado de revelações particulares, a ponto de que, em cada 3 páginas do livro, uma página contém a narrativa de uma dessas revelações, nem sempre previamente reconhecida pela Igreja.

Os Jesuítas: “Todos tenham em grande estima o encargo suavíssimo feito por Jesus Cristo à nossa Companhia (em revelação particular) e aceito por ela com ânimo prontíssimo e agradecidíssimo, de praticar, fomentar e propagar a devoção ao Sagrado Coração.” (Decreto da Congregação Geral XXVII).

 

Festas Litúrgicas: várias Festas Litúrgicas foram instituídas pela Igreja como conseqüência de revelações particulares.

Dentre estas, a mais relevante é a Festa do Coração de Jesus, à qual a Igreja deu a solenidade máxima. A Igreja determinou o dia dessa Festa exatamente o dia pedido pelo Coração de Jesus a Santa Margarida Maria, isto é, na oitava de Corpus Christi, outra Festa Litúrgica instituída por causa de uma revelação particular.

Temos ainda – e sem pretender esgotar o assunto – Festas Litúrgicas de Nossa Senhora de Fátima, de Nossa Senhora de Lourdes, de Nossa Senhora da Salette, de Nossa Senhora das Neves, Festa Litúrgica da Aparição de São Miguel Arcanjo no Monte Gargano, etc...

Vários Santuários surgiram nos locais das Aparições e Revelações de Maria e dos Santos. Basta lembrar Fátima, Lourdes, Guadalupe, e tantos outros.

Ao Céu não agradam dúvidas quando há elementos para certificar-se:

Várias vezes apareceram a Santa Faustina uma alma do Purgatório solicitando orações, “na primeira vez eu a vi em estado muito sofredor e depois, gradualmente, e, sofrimentos menores. Essa noite eu a vi radiante de felicidade; disse-me que já está no céu, e disse-me que Deus mandou essa aflição sobre essa casa porque a Madre Geral deixou-se dominar por dúvidas, como que não acreditando no que eu tinha dito sobre essa alma.” (Diário 594 – em 595 “Deus expôs à prova um certo Arcebispo... porque não acreditava.”)

CONCÍLIO DE TRENTO E
REVELAÇÁO PARTICULAR:

826. Cân. 16. Se alguém disser que com absoluta e infalível certeza há de ter aquele grande dom da perseverança final, sem o ter sabido por especial revelação — seja excomungado [cfr. n° 805 s]. Segue-se que, se o tiver sabido por especial revelação pode ter “absoluta e infalível certeza” – certeza absoluta e infalível proveniente de uma revelação particular.


E AGORA?


Lemos e refletimos sobre a Bíblia, Santos e Profetas da Igreja, Revelações Modernas, os Papas, o Catecismo e Videntes que conhecemos pessoalmente e do Brasil.

Não há contradições entre todas estas fontes; elas se complementam e se completam. 

De tudo isto, elencamos algumas mensagens que mais marcaram:

“Da mesma forma que a primeira vez Eu trouxe Jesus ao mundo, assim agora, estou preparando o Seu retorno” (Nossa Senhora).

“Eu apareço em todo lugar, para que ninguém possa dizer que não sabia” (Nossa Senhora).

“Ultimamente vivo mais na terra do que no Céu” (Nossa Senhora).

“Eu apareço na terra em todo lugar, porque os homens não seguem mais os Mandamentos de Meu Filho” (Nossa Senhora)

“A geração da Grande Tribulação é a vossa geração” (Nossa Senhora).

“Esta é a geração do fim dos tempos do Apocalipse” (Jesus).

“Estes fatos não irão acontecer daqui a dez anos, mas agora” (Nossa Senhora).

“Deus me disse que o fim dos tempos é iminente. Eu perguntei se era iminente no tempo de Deus ou dos homens. Ele me respondeu: ‘É iminente no tempo dos homens“ (Vassula).

“Quando o homem voar como pássaro... é sinal que se aproxima o fim. Quando as mulheres se vestirem como os homens, é indício de estar próximo o fim. Mas quando o homem tentar interferir na natureza humana, o fim será iminente” (Profecia).

“Os tempos já acabaram. Agora vocês vivem pelo Espírito Santo” (Nossa Senhora).

Nossa Senhora pede para ninguém aceitar o “chip”, sob nenhuma condição.

“A voz do Céu, aos poucos, se retirará da terra e se calará antes que se inicie o fim. As aparições cessarão” (Jesus).

“Nossa Senhora só me aparecerá até 25-12-07” (Ilda).

“Ir o quanto antes para o refúgio” (Ilda).

“É urgente fugir das grandes cidades” (Nossa Senhora).
“Agora já resta pouquíssimo tempo; perdoai o vosso próximo enquanto é tempo. Fazei reparações e jejuai” (Profecia).


"Estai, pois, preparados, porque, à hora em que não pensais, virá o Filho do Homem". (Lc 12,40)

“Apressai-vos em vir a Mim, pois quase não há mais tempo para a conversão. Grita sem medo às nações: Arrependei-vos, porque o tempo da Misericórdia chegou quase ao fim.” (Jesus).

“O Pai Celeste disse: O mundo imerso no pecado deve, pela Minha Justiça, ser destruído.

Então vi Jesus, o Amor Misericordioso, inclinar-se para Seu Pai e implorar-Lhe a graça para o mundo. Ajoelhado aos pés de Seu Pai e, ainda que seja Um com Ele, como uma Pessoa Distinta, pediu:

Pai, sou Teu Filho! Tu é que quiseste que Eu morresse pelo mundo – e, ao mesmo tempo, Lhe mostrava Suas Chagas em fogo. A mão poderosa do Pai – nem parecia mão paterna, de tão grave, justa e punitiva – pesava sobre o globo terrestre. Então, Jesus colocou suas mãos cobertas de chagas por baixo da mão do Pai Celeste e pediu: Meu Pai, tem compaixão deles!– Mas a mão do Pai Celeste abaixou a mão de Jesus: Não, Meu Filho! O pecado deve ser aniquilado! Era terrível de se ver, porque dava a impressão de que a Justiça venceria o Amor Misericordioso. Então Jesus, lançando um olhar para a Sua Mãe, assim lhe disse: Minha Mãe, vem ajudar-Me a reter a mão punitiva de Meu Pai. É pouco, só com Minhas mãos!Apenas a Santíssima Virgem pôs as Suas mãos por baixo das de Jesus, o Pai Celeste levantou a mão da Justiça e disse: Meu Filho! Venceu a Misericórdia! O mundo pecador soube ganhar a graça pelas súplicas da Imaculada Mãe de Deus. Confiamos a salvação do mundo à Santíssima Virgem” (Revelação à Irmã Natalia, com “imprimatur” da Igreja).

Obs.: Uma amiga me ligou, quando estava na elaboração desta carta, e me relatou que a RAI (Radio e Televisão Italiana) apresentou um programa de quase duas horas, dia 17 e 18 de novembro de 2007 sobre o fim dos tempos. Pensei comigo: não somos só nós que estudamos estes fatos!


CONFIANÇA


“Eu vos preparo para a Sua nova vinda. Eu abro a estrada a Jesus, que volta a vós na glória.” (Nossa Senhora)

“Nada do que poderá acontecer, vos deve perturbar, se viveis no Meu Imaculado Coração; aconchegados ao Meu Refúgio Materno, estais sempre abrigados e envoltos na luz e presença da Santíssima Trindade, que vos ama e vos circunda de proteção divina. Quero que por meio de vós, todos os meus filhos transviados retornem ao Senhor” (Nossa Senhora).

“Não tenham medo; entreguem-se totalmente ao Meu Sagrado Coração e ao do Meu Filho Jesus” (Nossa Senhora).

“Tenho muita sede de almas! Não desespereis!” (Jesus).

“Vim para salvar, não para condena.” (Jesus).

A Salvação é para todos, independente de raça, cor, religião, sexo, rico ou pobre, erudito ou analfabeto, crente e não crente, inocente, pecador o bandido... porque todos têm uma alma para salvar.

A Grande Tribulação acontecerá de qualquer jeito, independente de alguém crer ou não crer, se preparar ou não se preparar.


O PODER DA ORAÇÃO

"Pedi e vos será dado. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto" (Mt 7,7).

“Quem reza se salva; quem não reza se condena” (Santo Afonso Maria de Ligório).

Revelação de uma mulher condenada ao inferno a uma amiga que, quando jovens, eram boas católicas: “Eu comecei a me perder, quando deixei de rezar”.

No dia da explosão da bomba atômica em Hiroshima, oito pessoas estavam em casa rezando o terço, próximo ao local da explosão e nada lhes aconteceu.

Talvez, com a oração de milhões de pessoas, não se conseguirá evitar o castigo, mas, certamente, ele será muito amenizado.


CONCLUSÕES

“Eu te bendigo, Pai, Senhor do Céu e da Terra, porque ocultastes estas coisas aos sábios e entendidos e as revelastes aos humildes e pequeninos. Sim, Pai, porque isto foi de teu agrado” (Mt 11,25-26).

“O Senhor olhou a humildade da sua serva” (Lc 1,48).

Depois de quanto foi explanado, não restam dúvidas quanto à iminente Purificação e Retorno de Jesus.

O mesmo pecado de Adão:

Deus amou o homem: o criou, deu-lhe tudo, o colocou como rei da criação.

Mas o homem quis ser, não o rei da criação, mas o dono da criação; ser igual a Deus. Não obedeceu! Pecou! E mereceu o castigo.

Hoje a humanidade comete o mesmo pecado: não obedece mais aos Mandamentos divinos. Ela faz seus mandamentos. Peca como nunca na terra. E merecerá o castigo.

Pecado é a violação das normas que regem o ser humano. É a violação das Leis de Deus.

O homem se rebela contra Deus, quando viola as leis do próprio ser, que Deus criou.

O homem tornou-se o legislador absoluto de si mesmo. Transformou-se em deus.

É, exatamente, o mesmo pecado de Lúcifer e depois de Adão.

A luz, a técnica, a internet, a pesquisa sideral, o genoma, as células-tronco fazem o homem crer que ele é deus.

Hoje a humanidade nada na sujeira. A imoralidade encobre a terra como vagas no mar. Deus chama a isto de iniqüidade, merecedora da pena de morte (Rm 1,24).

Apesar do pecado do homem, da grande apostasia da humanidade, com o afastamento, esquecimento e abandono de Deus por parte do homem, Deus continua a amar a humanidade, e quer salvá-la. Ele, como no Antigo Testamento, por meio dos profetas, hoje se faz presente de várias maneiras. Só não vê quem não quer; só não ouve quem não quer. Ele se revelou aos pequenos: milagres, fatos extraordinários e aparições.

Milagres eucarísticos, como o de Lanciano: 120 milagres, no mundo todo, provando Sua presença real na Eucaristia.

Em Alberobello (Puglia, Itália), numa casa religiosa, um quadro verte sangue. Feitas as análises químicas, descobriu-se que era sangue humano autêntico, tipo O, mas de um tipo único no mundo, sem antecedentes nem descendentes.

Assisti à aparição de Nossa Senhora à Vicka
(Medjugorje): esta caiu de joelhos no granito. Não quebrou os joelhos e não sentiu dor, coisas que deveriam ser normalíssimas em casos semelhantes.

Mel e azeite brotam durante vários anos de uma estátua de Nossa Senhora, proveniente de Portugal. Feitos os exames e perfurada toda a estátua, não se encontrou nenhuma explicação técnica. O azeite e o mel são semelhantes aos de origem portuguesa, entre os melhores e mais puros.

Assisti em Jacareí ao milagre da dança do sol em 2003, com outras 3000 pessoas, durante mais de meia-hora, igual ou semelhante ao de Fátima.

Diante da grandiosidade e imensidão do poder de Deus, não há como não cair de joelhos, sentindo-se um grãozinho de areia, e pedir perdão, piedade e misericórdia.

No final dos tempos, teríamos grandes sinais e muita ação do Espírito Santo. Além dos sinais mostrados acima, só aqui em São Paulo, temos pelo menos quatro obras, que nos provam esta grande ação do Espírito: A “Canção Nova”, a obra do Padre Eugênio Barbera, os “Arautos do Evangelho” e a “Toca de Assis”. Aí se vê a Mão de Deus!

Quanto ao tempo, corria voz que as coisas aconteceriam após a morte de João Paulo II e Irmã Lúcia de Fátima, fatos estes que já aconteceram.

Quanto ao anticristo, um nosso colega de grupo disse ter encontrado, ultimamente, um homem, afirmando pertencer aos “Illuminati”, isto é, seguidores do anticristo. O mesmo afirmou que eles já estão prontos para em breve assumir o governo do mundo e acabar com a “falsa religião” (católica).

Não façamos como o avestruz, que esconde a cabeça na areia por medo, não querendo ver o que vai acontecer.

Independentemente de acreditarmos ou não, a “Grande Tribulação” virá. No tempo do Dilúvio, não se acreditou e viveu-se como se tudo estivesse bem... e todos morreram.

“Se porventura o castigo vier, será só por uma última e grande exigência de sofrimento, a fim de se obter a renovação do mundo e a salvação de muitos dos Meus pobres filhos” (Padre Gobbi).

“O Senhor não retarda o cumprimento de Sua Promessa, como alguns pensam (fim dos tempos em 2000), mas usa da paciência para conosco. Não quer que ninguém pereça; ao contrário, quer que todos se arrependam” (2ª. de Pedro 3,9).

“Recordai que, mesmo quando vos anuncio castigos, estes podem ser mudados de um momento para outro, pelo poder da oração e de vossa penitência reparadora” (Padre Gobbi).

De tudo quanto li e ouvi, entendo que só chegarão à Nova Terra aqueles que tiverem a veste branca (estado de graça). Não todos, porém, os que tiverem a veste branca, chegarão à Nova Terra, porque os 144.000 do Apocalipse (número simbólico para indicar grande quantidade), que vieram da “Grande Tribulação”, terão morrido, inclusive, muitos como mártires.

Portanto, é melhor, espontaneamente, nos purificarmos agora, por amor a Deus, do que esperar a Purificação depois, porque, então, o sofrimento será muito maior.

Costuma-se dizer que o que houve até aqui do desequilíbrio da natureza são as “dores de parto”; agora se aproxima o Parto propriamente dito da Purificação e Regeneração da Humanidade. Por isto, o sofrimento será tão grande, como nunca houve antes!

Outro mensageiro diz que os desastres da natureza que acontecem e se avolumam cada vez mais, são as trombetas dos anjos do Apocalipse que começam a tocar.

Na prática: todos somos filhos de Deus e cada um tem uma alma para salvar; agora não adianta discutir qual é a religião certa e de onde vêm as revelações. A casa está pegando fogo e o barco está naufragando. Temos que nos salvar, para não morrer queimados ou afogados. Agora todos devemos pedir perdão a Deus, nos converter e confiar na Sua Infinita Misericórdia.

Depois iremos saber as causas do incêndio e naufrágio.

Na realidade, somos todos pecadores, quem mais, quem menos. Esta não é a hora de culpar ninguém, mas de perdoar a todos e de se jogar aos pés da Cruz para pedir perdão e implorar a misericórdia de Deus.


PROVIDÊNCIAS


ESPIRITUAIS:

- Conversão urgente do coração e desapego do pecado;

- Confissão geral minuciosa e bem feita (os pecados confessados não aparecerão no Aviso);

- Confissão freqüente;

- Santa Missa, Eucaristia e Adoração, enquanto existem;

- Estado de Graça constante;

- Consagração aos Sagrados Corações de Jesus e Maria Santíssima;

- Confiança e entrega total aos Sagrados Corações de Jesus e de Maria;

- Reza do Terço ou Rosário diário e muita 
Oração (dobrar os joelhos);

- Jejum, Penitência e Oferecimento do Dia;

- Perdão e caridade;

- Comer pouco e dormir pouco, para se acostumar aos tempos futuros;

- Recorrer às indulgências: “Exorto vivamente... a que se valham do grande bem das indulgências, segundo a mente e o espírito da Igreja” (João Paulo II).


MATERIAIS:

- As crianças pequenas (até 5 ou 6 anos) nada sofrerão durante os dias de trevas, dormindo tranqüilamente o tempo todo;

- Fugir da orla marítima, centros urbanos e prédios;

- Refugiar-se no campo, onde haja água;

- não depender da energia elétrica nem dos meios de comunicação;

- estoque de comida básica, água e remédios, sobretudo para a queimação, calor, úlceras e infecções;

- fósforos;

- evitar o “chip” a qualquer custo!

- usar roupa de algodão;

- evitar roupa sintética, porque queimará;

- chás de vários tipos;

- Bíblia, terço, vela e sal bentos, cruz e imagens de santos... em casa;

- Cruz na porta de casa;

- Reunir-se em grupos para mútuo auxílio.

Comportamento até lá: o de São João Bosco: “trabalhar como se nunca devêssemos morrer; e se comportar como se devêssemos morrer no dia seguinte”.

ORAÇÃO

- “Para que não se perca nenhum dos que são Seus (de Cristo)”;

- “Para que o Sacrifício da Cruz não seja em vão para mim e familiares, irmãos e parentes, amigos e inimigos”;

- “Vigiai, pois, em todo o tempo e orai, para que possais evitar tudo o que há de vir e comparecer perante o Filho do Homem” (Lc 21,36);

“Vinde, Espírito Santo, vinde pela poderosa intercessão do Imaculado Coração de Maria, vossa Amadíssima Esposa”;

“Doce Coração de Maria, sede a nossa Salvação”.

 

Encerrando esta carta, meu caro irmão e amigo, depois do acima exposto, eu fico com a orientação do Papa Pio XI, que diz que é melhor acreditar do que não acreditar...

Como méritos para o Céu ninguém pode dispensar, eu prefiro acreditar e aceitar as mensagens divinas, antes que seja tarde demais. Não só acredito nelas e as aceito, mas sou muito grato à nossa Mãe Celeste por vir avisar, preparar e prevenir os seus filhos para os fatos futuros.

Quero agradecer a colaboração dos Diretores Espirituais e Dirigentes do nosso Movimento, especialmente o Sr. Hugo, que me ajudaram na elaboração e revisão do texto.

Vosso esposo, pai, irmão, parente e amigo,

FIM

--

Informações sobre o autor

e-mail:nataima@terra.com.br

Revisão: Antônio Feltrin
Capa: Regina Aimar
Digitação: Hugo F. Pinto


Fonte: http://www.saldaterraluzdomundo.net



LEIA TAMBÉM
O HOMEM AVISADO ESTÁ MEIO SALVO - Parte 4
O HOMEM AVISADO ESTÁ MEIO SALVO - Parte 3
O HOMEM AVISADO ESTÁ MEIO SALVO - Parte 2
O HOMEM AVISADO ESTÁ MEIO SALVO - Parte 1
A vida de Jesus - Parte 10: ASCENSÃO AOS CÉUS (Sepultamento, As Santas Mulheres)
As vinte e quatro Horas da Paixão
A vida de Jesus - Parte 9: CRUCIFICAÇÃO (A Cruz, Via Crucis, Morte)
A vida de Jesus - Parte 8: FLAGELAÇÃO E CONDENAÇÃO (Novamente Diante de Pilatos, Coroa de Espinhos,)
A vida de Jesus - Parte 7: JULGAMENTO (Traição e Prisão, Na Casa de Caifás, Tribunal de Pilatos)



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.342.531
Visitas Únicas Hoje: 338
Usuários Online: 193