Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 5.586.422 Visitas Únicas Hoje: 1.021
Usuários Online: 318
Sistema de Busca
Documento sem título

Qual a aparição de Nossa Senhora mais importante na História?

Medjugorje

Fátima














Newsletter Espacojames
Receba nossas atualizações diretamente no seu Email - Grátis!
 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 643 - Impresso: 15 - Enviado: 7 - Salvo em Word: 12
Postado em: 23/12/14 às 10:29:25 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=12866
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

“As ameaças e os insultos existem há anos, mas procuramos viver com serenidade os dias que nos separam do Natal”, diz Bispo Copta-católico de Gizé

Rádio Vaticano

Com a proximidade do Natal no Egito, também neste ano a internet transforma-se em instrumento de ataques e ameaças contra comunidades cristãs locais. Sites islâmicos conclamam os muçulmanos e eximirem-se de qualquer tipo de participação, mesmo que indireta, nas festas cristãs, atacando os aqueles que felicitam os vizinhos cristãos por ocasião do Natal.

No âmbito dos blogs islâmicos radicais,  são encontradas também ameaças de morte e instigações para organizar atentados contra igrejas, quando estiverem cheias de fiéis para as celebrações litúrgicas natalícias, com particular referência às comunidades cristãs presentes em Mynia, Alexandria e Fayyum, onde são mais fortes os grupos islamistas ligados aos salafitas e à Irmandade Muçulmana.

A gravidade das ameaças inspiraram, porém, expoentes do mundo acadêmico islâmico em denunciar e condenar as ameaças e os ‘diktat’ contra os cristãos. Entre estes, Amna Nosseir, docente de religião e filosofia e ex-Decana da faculdade de Estudos Islâmicos na Universidade de al-Azhar. Ela reiterou com veemência que os slogans e as intimidações anti-cristãs representam uma traição do autêntico Islã, ao mesmo tempo que convida os cristãos e muçulmanos a protegerem juntos as igrejas de qualquer ameaça, para que as solenidades litúrgicas possam ser celebradas em serenidade.

Também o ex-Presidente do Comitê Permanente de al-Azhar para o Diálogo com a Santa Sé, Fawzi al-Zafzaf, ressaltou que as instigações de ódio religioso provém de “inimigos da Pátria” que renegam o verdadeiro Islã, e alerta para as ameaças, que devem ser levadas a sério, exortando as autoridades a tomarem medidas de proteção e realizar investigações sérias para individuar os autores de tais ameaças e intimidações.

“As ameaças e os insultos existem há anos” – explicou à Agência Fides Anba Antonios Aziz Mina, Bispo Copta-católico de Gizé -, “mas procuramos viver com serenidade os dias que nos separam do Natal. Não nos deixamos intimidar. Mesmo porque as maldades e os ataques dos fanáticos oferecem a oportunidade a tantos islâmicos sinceros de sair do silêncio e reagir. Isto, paradoxalmente, é um êxito positivo das ameaças. As correntes fanáticas, por tantos anos, se aproveitaram da passividade e do silêncio dos outros. Agora se vê uma reação e uma resistência difundida. Muitos tomaram consciência de que tais facções fanáticas fazem mal a todos, quer aos cristãos como aos muçulmanos”.



Fonte: http://blog.comshalom.org/carmadelio











Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 23/12/14 às 10:29:25 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES