Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 4487 - Aparições de Nossa Senhora na Igreja Ortodoxa Copta de Zeitun, Egito
Artigo visto 4521 vezes




Visto: 4521
Postado em: 05/03/10 às 12:31:42 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=4487
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

“Investigações oficiais foram levadas a cabo, e como resultado foi considerado um fato inegável: A Virgem Maria tem aparecido na Igreja Católica Ortodoxa Coopta de Zeitun em um corpo luminoso, claro e com feições definidas, visto na parte frontal (do templo) por todos os presentes da igreja, seja cristãos ou muçulmanos ” - Relatório do Departamento Geral de Informações de zeitun, Egito 1968.

Veja Nossa Senhora gravado ao vivo para  as Tvs do mundo inteiro!

Pombos voando ao lado de Nossa Senhora - Imagens do vídeo

Pombos voando ao lado de Nossa Senhora - Imagens do vídeo

Pombos voando ao lado de Nossa Senhora - Imagens do vídeo

Egito, 1968. Um conflito religioso entre cristãos de várias denominações e muçulmanos, onde inclusive as casas de todos os cristãos eram marcadas com uma cruz vermelha, como um sinal de que ali havia inimigos a serem massacrados, sugeria a preocupação por uma guerra civil sem precedentes, a paz só parecia possível à custa de um milagre e ele aconteceu. Enquanto todo o mundo está hipnotizado pela queda do colosso americano no Vietnã ou preocupado com a guerra fria, os olhos do mundo não estavam voltados para o provável banho de sangue que ocorreria no Egito. Nesse contexto de desolação para os cristãos, a Mãe de Deus começou a aparecer para milhares de pessoas na terra das pirâmides em uma igreja coopta construída para relembrar a provável passagem da Sagrada Família por aquela região quando em fuga de Herodes.

As aparições tiveram início em abril de 1968 e mudaram as vidas de milhares de pessoas de todas as religiões e até ateus, Ela estava à vista de todos. Tudo começou quando o arquediácono daquela Igreja, Youssef Kamell visualizou uma jovem no domo da capela junto à cruz e começou a apontar e gritar pensando ser uma moça tentando suicídio, várias pessoas se acumularam diante da Igreja, quando por perto passava um grupo de cristãos que vendo aquela jovem cercada de tanta luz gritaram: “É Maria! É a Mãe de Deus!”, naquele momento Ela flutuou até a parte central acima do pórtico do templo, virou-se na direção deles, sorriu lindamente e os abençoou.

Ela foi vista por mais de um milhão de pessoas. Católicos, ortodoxos, protestantes, muçulmanos, milhares de crentes e não-crentes experimentaram as aparições, dessa vez não eram santos ou confidentes, mas gente do povo, milhares de pessoas e não houve teoria que explicasse o que ocorria aos olhos de todos que quisessem ou não ver a verdade dos fatos, Maria realmente aparecia e as aparições eram transmitidas via radiodifusão ou pela TV egípcia, foi fotografada por centenas de fotógrafos e foi pessoalmente testemunhada pelo presidente egípcio Abdul Nasser, um marxista declarado. As aparições duraram 2 anos com numerosas curas registradas por vários profissionais médicos e cientistas. A polícia local que inicialmente pensou que as aparições seriam uma brincadeira ou uma fraude, vasculhou todo o local e arredores e não descobriu qualquer tipo de dispositivo que poderia ser usado para “projetar” tais “imagens”. O que estava acontecendo era real, doentes, seja cristãos ou muçulmanos receberam a cura, cegos recuperavam a vista, coxos andavam, ateus eram convertidos, milhares de curas do corpo e da alma, além do efeito mais magnífico, o conflito entre cristãos e muçulmanos cessou.

Grupos de muçulmanos que assistiam às aparições cantavam do Alcorão: ” Maria, Deus te escolheu. E purificou-te; Ele escolheu-te acima de todas as mulheres “. Ela foi vista acompanhada por pombas de luz em aparições que duravam de alguns minutos até horas, uma das aparições durou nove horas. Kyrillos VI, o patriarca Ortodoxo, formou uma comissão para investigar as aparições. Vários comissários observaram plumagens de fumaça púrpura e uma deliciosa fragrância que enchia todo o ambiente da rua defronte à igreja na hora das aparições e a figura de uma mulher cercada por um globo muito luminoso de luz acompanhada por pombas de luz. O Patriarca coopta local, Kyrillos VI, anunciou um ano depois das aparições começadas que ele não tinha nenhuma dúvida que a Mãe de Deus estava aparecendo para milhões de pessoas sobre o teto da Igreja em zeitun.

 

As aparições duraram entre 1968 e 1970 quase diariamente. A Virgem era vista cercada por pombas de luz e uma fumaça fulgurante. Ela andava naturalmente como que flutuasse sobre o telhado da Igreja, se curvava diante da cruz, abençoava a todos os presentes, se prostrava com as mãos postas para o céu e seu aparecimento era sempre acompanhado por pombas que muitas vezes formavam cruzes nos céus. O mais impressionante é que a aparição gerava luz física, podia ser captada pelas câmeras, as pessoas sentiam odores perfumados e delineavam feições lindíssimas, maior ainda o fato de milhares de pessoas terem o consenso muito claro do que viam, todos enxergava uma mesma coisa, não era sugestão, hipnose ou qualquer outro fato explicável à luz da ciência, a Virgem era vista por todos.

Por conta de uma mídia desinteressada das coisas de Deus, pouca gente na época e ainda hoje ficaram sabendo da existência de uma aparição tão extraordinária, talvez se o mundo todo tivesse visto as transmissões televisadas das aparições o panorama da fé no mundo talvez seria outro. Mas o mundo se fez indiferente, entretanto os milhares que a viram e ainda hoje testemunham e a Igreja a aceitaram como inequívoca.

As aparições da Virgem em Zeitun foram as maiores de todos os tempos em número de testemunhas, mais de 1 milhão de pessoas. Até hoje não há paralelo na história das aparições que se possa comparar às aparições no Egito. Nossa Senhora conseguiu pacificar dois povos quase em guerra sem a necessidade de nenhuma mensagem específica, bastou a sua presença para que tanto muçulmanos quanto cristãos observassem que aquilo que aparentemente os separava, se vista sob a ótica do amor era justamente o que os unia, a fé.

Padre Henry Ayrout, reitor do Colégio da Sagrada Família (jesuíta) no Cairo, também declarou sua aceitação das milagrosas aparições da Virgem Maria, dizendo que, sejam católicos ou ortodoxos, somos todos Seus filhos e Ela nos ama a todos igualmente — e Suas aparições na Igreja Ortodoxa Copta de Zeitun assim o confirma. O Reverendo Ibrahim Said, chefe dos Ministros Protestantes Evangélicos no Egito na época das aparições, afirmou que as aparições eram verdadeiras.

Freiras católicas da ordem do Sagrado Coração também testemunharam as aparições e enviaram um relatório detalhado ao Vaticano. Na noite do dia 28 de abril de 1968, um enviado do Vaticano chegou, viu as aparições e enviou seu relatório a Sua Santidade o Papa Paulo VI de Roma.

A primeira página do jornal egípcio Al-Akhbar, de número 4946, veiculado no dia 5 de maio de 1968 (domingo), trazia o seguinte destaque na página de capa:

“Um pronunciamento oficial do Papa [ortodoxo] Kyrillos VI declara: A Virgem apareceu na Igreja de Zeitun. O pronunciamento diz: Centenas de cidadãos de várias religiões e seitas afirmaram sem dúvida alguma terem visto a Virgem, e todos eles concordam na mesma descrição das aparições. A Virgem apareceu em várias noites e diferentes formas, movendo-se e andando, olhando para os espectadores, abençoando-os e curando-os.”

Embora tais fatos tenham sido tão maravilhosos, o desinteresse da mídia e a indiferença deste mundo fizeram com que pouquíssimas pessoas fora do Egito soubessem destas extraordinárias aparições.

Recentemente, em 1983, a aparição de uma mulher vestida de luz foi vista na Igreja de São Daiman em Shoubra, um subúrbio do Cairo. Também como em Zeitun, a mulher foi vista por centenas, banhada em luz, andando sobre a igreja em aparições que duraram até cinco horas. Em 1987, uma comissão concluiu sobre essas aparições:

“Demos graças a Deus por esta bênção ao povo do Egito, e pela repetição deste fenômeno. (…) Deus salve nosso país. Rezemos para que Ele guie o Egito e todos os seus filhos a pleno êxito. Que este fenômeno seja uma garantia de bem-estar para eles e para todas as nações.”

 


Escrito por Elbson Araujo
Site
Oficial:
http://www.zeitun-eg.org/

 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 6.735.220
Visitas Únicas Hoje: 1.784
Usuários Online: 301