PEQUENOS SINAIS...
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.018.934
Visitas Únicas Hoje: 1.875
Usuários Online: 369
Sistema de Busca

 

Artigos Site Aarão
Aqui estão relacionados alguns dos artigos extraídos do site www.recados.aarao.nom.br, site do Sr. Arnaldo que com inspiração divina, colocam matérias belíssimas que nos aproximam do amor de Deus e nos conduz à salvação.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 2428 - Impresso: 41 - Enviado: 23 - Salvo em Word: 48
Postado em: 25/12/10 às 22:16:30 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=6959
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão

No artigo anterior, eu coloquei alguns sinais mais ostensivos, como provas de que nós estamos vivendo os últimos tempos da redenção, não para causarem pânico, mas – exatamente o contrário – ativar nossa esperança de uma libertação que é próxima.

Já no tempo de Jesus era assim: as pessoas sempre pediam sinais, e quando Deus lhes mostrava estes sinais, muitos nem ligavam para eles, pois não achavam importantes. E os sinais que apontamos, não são tirados na nossa cabeça, mas estão grafados em algum cantinho das Sagradas Escrituras, apenas que as pessoas não ligam os fatos.

E de fato, a imensa maioria das pessoas passa “batida”, no exame dos sinais, até porque os acontecimentos negativos passaram a ser rotina e aceitos com normalidade. Isso quando coisas que parecem normais e corriqueiras acabam por produzir uma avalanche de mal, que tende a assumir ares de catástrofe. Tudo o que ofende a Deus e afronta seus mandamentos, não pode ser minimizado, porque para a Pureza Infinita, a menor falta se torna um desastre. Se tudo fosse esporádico, não seria tão grave problema, o fato é que tais “pequenas” desgraças estão acontecendo aos bilhões todos os dias, e é para isso que Deus nos chama atenção.

Eis porque Jesus chamava aquela, e chama agora também a nossa, de geração hipócrita e perversa, por viver pedindo sinais, e indicou o “sinal de Jonas”, como um dos mais fortes sinais deste tempo final. Qual o sinal de Jonas? Convertei-vos ao Deus da Vida, enquanto é tempo, enquanto há tempo, enquanto Ele ainda se deixa encontrar. De fato, os hipócritas e os perversos escarnecem dos sinais, e com esta zombaria levam milhares de outros, que por covardia espiritual preferem calar e seguir os ventos podres da mentira. O sinal maior é então o premente pedido do Céu, pelos profetas atuais que clamam pela conversão da humanidade, porque o tempo se esvai!

Sábado passado, depois que terminou o cenáculo e eram já 23 horas, entramos numa lanchonete para alguma refeição rápida, e como faltava o pastel de preferência tive que esperar 10 minutos, para que fosse preparado. E enquanto aguardava pude observar três sinais, que para a maioria das pessoas seriam normais. Era uma destas lanchonetes que nunca fecha em Posto 24 horas. Já mais vezes parei ali e sempre notei estes fatos que vou relatar, mas me impressionou o ser tarde da noite, e mesmo assim grande o número de freqüentadores. Foi ali que tive a idéia deste artigo!

Sinais? 1 - Ao meu lado um display trazia exposto, uma série de revistas pornográficas, da mais imunda baixaria, com fotos de mulheres nuas nas posições mais degradantes. Há isso é normal? Ou não é um sinal? Para quem tem olhos desatentos ou já se contaminou com o mundo, nada de anormal, mas para quem tem olhos no coração, na alma, está ali a mais viva prova do aviltamento, da decadência da mulher, que na perda quase completa do pudor, do decoro e da decência, desce à escalas do inaudito, degrada-se abaixo mesmo das bestas feras que não fazem tais poses ostensivas e insinuantes.

Quando a mulher despreza com sarcasmo e escárnio a imagem de Maria, em troca do comportamento de uma degradante Messalina, a pureza perdeu a batalha, o pecado venceu naquele ambiente. E o mundo morre um pouquinho mais, e cada dia mais! Milhões de vezes! Com a morte da mulher! Porque são dois abismos que se encontram aqui: de um lado a degradação da mulher que deveria ser o sustentáculo moral do lar e das famílias, de outro a pornografia que se espalha não somente em revistas, mas em filmes, documentários, livros e pela internet, esta fábrica de horrores. Óbvio que também o homem tem culpa nisso, e não será poupado da vara da justiça!

Ponto 2: somente naqueles instantes que eu estava ali, perto de uma dezena de equipes de jovens entraram no bar, e todas saíram com uma ou duas caixas de cerveja ou bebida forte e sumiram para baladas. Não é sinal? Que mal tem isso? Depois falam de jovens que morrem no transito, porque beberam demais e perdem o controle das motos ou dos automóveis. Imagine a orgia nas grandes cidades, nos grandes centros, nas boates, nos motéis, nos shows, nas danceterias? Meu compadre que tem uma lanchonete aqui perto – ouço agora, segunda feira, a farra dos jovens lá – num só sábado vendeu 31 caixas de cerveja garrafa litrão. Só de madrugada sai este povo de lá, cambaleando e gritando. Em milhares de bares é assim! Não é um sinal?

Milhões de litros de bebidas alcoólicas somem todos os dias estômagos adentro, porque em todo mundo é igual: a humanidade, do maior ao menor, está bêbada, isso porque embora não pareça para a bebida há sobra, há fartura. Pode até faltar comida numa casa, nunca bebida. Certa vez eu viajei por uma região e observei que o costume das famílias era uma loucura. Os maridos saíam da lavoura mais cedo, iam todos ao bar tomar umas e outras e voltavam para casa com litros de cachaça. Quando chegavam em casa, todos juntos, mulher, marido, filhos e até pequeninos de 2 anos que mal andavam vinham com a canequinha para receber seu trago. Sinal: a região era conhecida como o maior índice de suicídios por enforcamento! Não é sinal?

Sinal 3, que vi apenas naquela lanchonete, foi ver meninas, de não mais de 15 anos, com minissaias curtíssimas, às vezes uma em companhia de mais de um jovem, e que entre risos partiam com suas caixas de cerveja e energéticos. Não é sinal? Vejam então as estatísticas de meninas grávidas, façam as contas dos milhares de meninas que abortam e também a conta dos que morrem de AIDs devido ao sexo descontrolado! Vão até as casas destas meninas e encontrarão lá mães em desespero, sem dormir, preocupadas com as suas filhas, rebeldes, que não obedecem mais, que desde cedo perdem sua virgindade e não só isso, perdem a pureza, o recado, perdem todos os freios. Meretrizes? Noutro dia li uma reportagem sobre meninas de cidades grandes, que vão às baladas noturnas e chegam a manter relações com até 8 homens diferentes numa só noite. Meretriz é pouco! São milhares assim, não é sinal?

Destes três se tira facilmente um quarto sinal! Qual você apontaria? Eu falei em mães que varam madrugadas rezando pelos filhos que não aparecem! O sinal claro aqui, de que as coisas estão fora do controle é exatamente porque os pais perderam o domínio e a autoridade sobre seus filhos. São milhões de mães assim! Durante os últimos 50 anos pelo menos, devagar, mas com tenacidade espantosa a besta conseguiu induzir as famílias a procedimentos que são postos para sua ruína, e elas acham normal. Ninguém se revolta, todos se calam e assim o mal avança como fumaça infernal.

De fato cedendo aos apelos de falsos educadores – eles mesmos educados por satanás – os pais passaram a ser como escravos de se seus filhos, e sufocados, sem saber o que fazer optam por aceitar como normais estas regras da modernidade satânica e com isso fazem coro nesta orquestra de loucos. Nós cedemos demais! Calamos demais! Nos acovardamos demais! Quando surgem leis no sentido de não ser duro com seus filhos, de lhes dar liberdade desde cedo, de não lhes impor freios nem normas, nem tarefas nem horários rígidos, milhões de pais se calam, achando que, por sua geração ter sido oprimida pelos pais, então devem agora liberar os filhos. Imenso erro, que está custando rios de lágrimas a quase todas as famílias!

Educação maldita esta! Escola de satanás! Escola de preparar bandidos! Escola de criar vadios, rebeldes, agressivos, malcriados, desobedientes, respondões, sarcásticos e, portanto, imbecis que se acham. Eu fui professor durante algum tempo e jamais consegui seguir a um só dos dispositivos do plano educacional. Depois como pai com filhos na escola, sempre procurei ajudá-los no necessário – buscando mais que eles se ajudassem do que fazer suas tarefas, mas nunca participei das reuniões porque tenho certeza de que não me calaria diante dos maus rumos da educação, no Brasil e no mundo. O futuro de uma psicologia desta é um só: o inferno, aqui e na eternidade!

Falando nisso, já no outro artigo coloquei a notícia de que o ministério da educação – vejam o minúsculo proposital – tenciona no próximo ano adotar matérias anti-homofobia, e neste sentido ao invés de combater as causas do mal, parte para um vídeo satânico, que ensina as crianças exatamente a aceitar o mal, e a praticá-lo com normalidade. Meu sentido aqui é mostrar que – anotem bem ai – serão muito poucas as vozes que se levantarão contra este crime nefando, de indução dos jovens à prática do homossexualismo. A imensa maioria dos pais se calará e aceitará! Quando não irá achar que realmente é um bem!

Qualquer estudioso sério, não tendencioso, nem maligno, entenderá que a explosão atual do homossexualismo tem causas que podem ser combatidas, mas isso não se faz com a capitulação diante do problema, e sua entrada nele de corpo e alma. Por qual motivo neste tempo final tantos milhares de jovens se desviam do caminho natural, para uma sexualidade imoral? Este é sem dúvida mais um sinal dos tempos e nos remete a Sodoma e Gomorra antiga, pois as mensagens atuais de Jesus e Maria nos afirmam que ultrapassamos já aquelas cidades, sinal de que a ira divina está preste a nos alcançar. E não é sem motivo! E não é sem tempo! Mas não falhará!

No mesmo sentido, acaba de chegar a notícia de que a próxima novela da TV Globo terá seis personagens gays, porque eles pretendem tratar o problema da homofobia. Ora, eu já de saída posso afirmar com segurança que a imensa maioria das pessoas irá assistir a aquela imundícia, e até a deliciar-se com tamanha decadência. Porque o correto numa sociedade com um mínimo ainda de decência seria tratar o problema da homossexualidade como uma doença, que tem causas conhecidas, jamais querer que todos se acostumem com a idéia de que esta opção sexual é normal, quando é um dos pecados mais hediondos, de lesa a Deus!

Há então em tudo isso um claro desejo de não combater o mal, mas sim incentiva-lo, exatamente porque ofende ao Criador que tudo fez perfeito. Os desvios todos são culpa apenas do homem, são frutos do pecado. Não se pode jamais querer forçar um criança normal a aceitar a homossexualidade como um bem. Não se pode querer que os jovens ensinados numa cultura machista achem correto o comportamento gay, e assim sempre haverá a gozação, mesmo a custa do sofrimento inaudito de quem vive este desvio de comportamento. Quem vive este estigma na carne, sofre horrores! Mas o problema não se resolve protegendo quem peca desta forma. Teriam, em tese, que prender os 90% da população que não concorda com eles.

Entretanto, por pressão poderosa dos grupos de satanás, interessados na expansão deste pecado, que buscam levar toda a humanidade a vivê-lo com normalidade, vemos aí sendo discutidas certas leis malignas, que visam não proteger uma minoria, mas sim favorecer a esta minoria pecadora como fosse angelical, frágil e pura, enquanto passam a ser como demônios a maioria dos que discordam. Porque não se trata aqui de proteger as pessoas física e moralmente em si, mas sim em forçar esta maioria a aceitação do pecado que elas cometem. A integridade física de todos os cidadãos, também moral, deve ser garantida por lei, entretanto o pecado hediondo de qualquer minoria, jamais pode ser impingido a todos como obrigatório.

E assim, na medida em que vamos penetrando no verdadeiro sentido das coisas, podemos perceber que são enormes as quantidades de pecados vividos pela sociedade atual, que a cada dia fica com menos força de combatê-los. Pior é quando ela já não mais quer combater o mal, a imoralidade, os desvios que colocam em risco a vida humana no planeta, aliando-se assim ao inimigo! De fato o homem está capitulando diante das avalanches de mal que ameaçam a vida humana, e este é um sinal claro de que o limite último do suportável está para ser atingido! É quando o Braço poderoso da Justiça Eterna nos alcançará em cheio!

Na realidade esta covardia em combater o pecado, esta pusilanimidade em dar-se por vencido diante do mal, e pior que tudo, a aceitação pura e simples dele como natural, parte até mesmo desta falsa igreja moderna que hoje impera. Lobos ferozes entraram no rebanho e dali promovem sua ruína. E mais uma vez aqui se manifesta a covardia dos católicos, que ao invés de combater o pecado, entregam-se a ele, porque falsos pastores os levam a crer que tudo vai bem, quando tudo vai mal. Os profetas já nos alertaram quanto a isso. Pelo mundo corre hoje um dilúvio de celebrações sacrílegas, em todos os sacramentos, especialmente na Eucaristia.

E este é mais um sinal, dos mais terríveis e espantosos: o fato de que a imensa maioria dos sacerdotes não acredita mais na Eucaristia, e a celebra em estado de falta grave. Para sua ruína e condenação! O grave escândalo dentro da Igreja hoje, não são os casos isolados de pedofilia, ou de homossexualismo entre os sacerdotes, e sim o sacrilégio. É este mal que leva aos outros! Quantos sacerdotes há com amantes, com filhos escondidos, e que celebram a Santa Missa sem confissão, porque acima de tudo traíram o volto de castidade, pronunciado diante do Altíssimo, tendo, portanto, Deus por testemunha, voto que quebram acintosamente, para escândalo gravíssimo e sinal assustador destes tempos de apostasia.

Outro sinal claro é quanto aos que escarnecem dos sinais e avisos de Deus. Na Bíblia temos diversas passagens falando nisso, especialmente nas cartas apostólicas. São Pedro diz assim em 2, 3 Sabei antes de tudo o seguinte: nos últimos tempos virão escarnecedores cheios de zombaria, que viverão segundo as suas próprias concupiscências. 4 Eles dirão: Onde está a promessa de sua vinda? Desde que nossos pais morreram, tudo continua como desde o princípio do mundo. Vejam que ele se refere diretamente aos tempos do fim, quando as pessoas dizem exatamente como ele previu: sempre teve isso! Dizem que passou 2000 e nada aconteceu!.. Mas e quem falou que em 2000 tudo acabaria? Daqui do Movimento ninguém ouviu isso!

Na 2ª Carta a Timóteo, São Paulo diz assim: 1 Nota bem o seguinte: nos últimos dias haverá um período difícil. 2 Os homens se tornarão egoístas, avarentos, fanfarrões, soberbos, rebeldes aos pais, ingratos, malvados, 3 desalmados, desleais, caluniadores, devassos, cruéis, inimigos dos bons, 4 traidores, insolentes, cegos de orgulho, amigos dos prazeres e não de Deus, 5 ostentarão a aparência de piedade, mas desdenharão a realidade. Dessa gente, afasta-te! Você percebe isso claramente no comportamento atual da humanidade. Eles desdenham da realidade! E justamente por isso São Paulo nos aconselha a não discutir com esta gente, nem dar ouvidos a eles, porque como peste eles contaminam. É rezar por eles, porque serão levados deste planeta, porque contado de hoje, dois anos e estaremos dentro dos três dias de trevas.

Não se impressione então se estas coisas acontecem, porque Jesus mesmo falou que seria assim, como está em Mateus 24, 36 Quanto àquele dia e àquela hora, ninguém o sabe, nem mesmo os anjos do céu, mas somente o Pai. 37 Assim como foi nos tempos de Noé, assim acontecerá na vinda do Filho do Homem. 38 Nos dias que precederam o dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. 39 E os homens de nada sabiam, até o momento em que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim será também na volta do Filho do Homem. Jesus se refere aqui também aos tempos finais, aos nossos dias, tempos que antecedem o retorno Dele.

E acima neste texto está a célebre frase de Jesus, que hoje é doce na boca dos homens e mulheres do escárnio: ninguém sabe o dia e a hora, só o Pai! A primeira coisa a se observar aqui, é que isso já se dizia há 1000 anos atrás! O fato é que os escarnecedores dizem isso com tal empáfia, como se significasse NUNCA! Mas meu amigo João Nobre de Portugal, que é cego, mas percebe mais coisas do que a gente disse assim noutro dia: Perceba que Jesus falou apenas em “dia e hora”. Que impende então a Nossa Senhora de anunciar o mês e o ano? Ou Deus não pode fazer isso, já que a Mãezinha nada diz por ela mesma, apenas por ordem do Pai? E as datas fatídicas já estão fixadas: próximo ano ao final, e estaremos na tribulação! Por isso é que digo que aproveitem este Natal, porque será o último na “paz”.

E Ela já disse isso nas mensagens ao Cláudio. Inclusive no último cenáculo de dia 18 passado, ela nos deixou esta frase: Devo vos dizer também que: as tribulações têm seu início datado para o ano próximo... E o próximo ano é 2011! Falta então citar o mês onde tudo terá início! E se nós já sabemos o mês, que importa conhecer o dia e a hora? E pergunto: o que terá início no próximo ano? Terá início da derrocada da Babilônia infernal que nós criamos, este mundo afundado em pecados e cada vez mais distante de Deus. Terá início o colapso da economia mundial! Esta destruição terá início exatamente pelo ídolo moderno, o “deus” infame deste tempo de trevas, falo do dinheiro! Começará então a acontecer o desaparecimento de todos os que adoram este deus maligno, eis que a este caminho foram conduzidos por Lúcifer, o anjo negro!

De fato, Jesus havia predito que “ninguém pode servir a Deus e ao dinheiro!”. Não só moeda ou ouro, mas todos os tipos de riquezas que hoje inflam o mundo moderno, e fazem o homem se tornar arrogante, e capaz de vencer a Deus. Babilônia já foi votada de interdito dois mil anos atrás quando São João escreveu o Apocalipse. Aliás, já muito antes disso, todos os profetas antigos apontaram para este tempo, basta ler o que eles falaram sobre o Dia do Senhor, aquele que “virá como um ladrão”. Sim, virá desta forma para os cegos e os escarnecedores! O amor exacerbado ao dinheiro é mais um sinal dos tempos!

Portanto, eis mais um sinal dos tempos: o desprezo pelas coisas de Deus, pela sua Santa Lei, a decisão do homem de ele mesmo criar seu código de ética, mas sem respeitar os ditames eternos da Suprema Lei. A decisão do homem de se fazer ele mesmo um deus achando-se senhor dos mundos e regente do próprio destino. E isso, mais do que escárnio, zombaria, orgulho, soberba, fanfarronice é desprezo votado contra Deus, algo que atiça a sua santa e Justa Ira. A humanidade em sua maioria simplesmente não quer saber, eis que grita como prenunciava Isaías em 30, 9 Porque este é um povo rebelde, são filhos mentirosos, filhos que se recusam a ouvir as instruções do Senhor. 10 E dizem aos videntes: Não vejais, e aos profetas: Não nos anuncieis a verdade, dizei-nos coisas agradáveis, profetizai-nos fantasias.

Percebam que uma coisa puxa outra e os sinais se engrenam uns nos outros. É como uma cadeia perniciosa, uma teia monstro que cerca já todo o planeta, e a tudo ela conspurca. E a humanidade não percebe que os índices de mal, de maldade, de ódio, de mentira e de todos os indicativos de crimes estão a cada mês explodindo. Só um cego ou mal intencionado pode alegar que isso seguirá por muito tempo, sem que haja uma explosão. Pior é que existem pessoas que realmente acreditam que haverá um dia – distante dia – uma grande confusão no mundo, mas dizem que já houve tantas, e o mundo não acabou, o homem no fim conseguiu dominar as crises e prosseguir.

Ora, certamente já aconteceram graves crises, grandes guerras, falências mundiais e catástrofes de graves proporções, entretanto o que as pessoas não se dão conta é da dimensão da crise atual. Os fatores que estão em jogo são em tal monta, que quando explodir, digamos que “ninguém segura”. Claro, não será o homem a deter os passos da ruína, ainda que a besta imagine produzir um “incêndio controlado”, ficando o mundo sob suas rédeas. O que estamos apontando aqui é que, devido a imensidão dos pecados atuais da humanidade, pequenos ou grandes, desta vez Deus não deterá os passos da morte, e o homem sentirá na própria pele o que significa um mundo sem seu Criador e Mantenedor Eterno.

Acaso imaginam que Deus está contente com o mundo atual? Há, dizem alguns, temos ainda muita gente boa e que reza! Mas quantos são estes “muitos”? Uma dezena em cada cidade? O que temos de fato é um mundo dividido em cinco partes distintas: destas, quatro são ocupadas pelos pagãos e uma parte pelos cristãos. Da parte dos cristãos, podemos dividi-la novamente em cinco partes: uma parte fica com as seitas que dizem seguir a Cristo, quatro ficam os católicos mornos aos quais, Deus os vomitará de sua boca, restando uma parte para aqueles que ainda praticam a sua fé.

Resta uma quinta parte, e quem sabe precisamos dividir mais uma vez em 20 partes. 1 – Quatro seguem grupos que se voltam para a exterioridade; 2 – Quatro freqüentam a Igreja por modismo; 3 – Duas vão a Igreja para aparecer, as baratas de sacristia; 4 – Seis que embora freqüentam a Igreja recebem os sacramentos de forma sacrílega, sem a confissão; 5 – Três, os que rezam, expiam, sofrem calados, recebem os sacramentos em estado de graça, que obedecem fielmente ao Papa; 6 – Uma, os que fazem tudo o que o grupo cinco faz, mas que além disso procuram alertar o mundo para os sinais dos tempos, não pensando nas catástrofes, mas em salvar almas.

Se não erro na conta – e penso que errei para cima, porque são menos ainda – teríamos então como verdadeiros apóstolos fiéis dos últimos tempos, como soldados de Maria, como defensores da Igreja, de sua Doutrina e dos Sacramentos, em torno de 2,4 milhões de pessoas em todo mundo. Acho que tenho de rever os cálculos acima, porque se olhar para nosso Brasil, e nele procurar as pessoas que entendem os sinais dos tempos, eu não acredito que cheguemos a tantas pessoas. Porque se aqui, nós que somos a maior nação católica do mundo vemos tão poucas pessoas envolvidas nesta gigantesca tarefa de alertar o mundo, que se pode esperar das outras nações?

E agora pergunto: é este ou não o mais importantes dos sinais dos tempos? De fato, seria de entrarmos em pânico, e de chorar, se não tivéssemos a firme esperança de que Deus “brinca” com o diabo, e lhe dá cordas para que se enrede. Como no tempo antigo havia o exército de Gedeão e que de 30 mil homens Deus fez com que ficassem apenas 300 e assim derrotou um exército de milhares, Ele quer precisar também agora de uns poucos, para que ninguém vá dizer depois que vencemos o inimigo por nossa força e poder. Então o Pai de toda Glória brinca também conosco, que ficamos preocupados e aflitos, quando Ele milhares de vezes nos pede: não tenham medo!

E de fato, tudo está sob controle. Deus não pode evitar que mergulhemos na catástrofe porque vivemos neste mundo, mas pode evitar que sejamos por ela atingidos. Bom mesmo é que presenciemos os acontecimentos que nos esperam, porque assim de uma vez por todas aprenderemos que Deus é TUDO e nós somos nada. Não somos nada, mas mesmo assim Ele nos escolheu! Não somos nada, mas é com este nada que Ele fará Babilônia estatelar-se aos nossos pés, não pela força de Seu braço, mas deixando que a fera assuma os comandos do mundo, para fazê-lo desabar sobre a própria cabeça. Nós veremos isso, porque esta fera será derrotada sem o esforço de mão humana, conforme previu Daniel. E isso para que ela mesma perceba seu nada e se converta. Porque também para ela serve o brado de Jonas: convertei-vos!

Sim, tudo está nas mãos de Deus, tudo está sob seu domínio e nada acontece sem que Ele o disponha ou autorize. Mas devemos saber que este mesmo Deus não faz nada por Si mesmo aqui na terra, porque Ele respeita a liberdade que deu aos homens. Deus somente Se move pela oração. E podemos dizer que a oração confiante MANDA em Deus. Acaso esta afirmação que diz alguma coisa ao leitor amigo? Diz muito, e diz TUDO! Diz que o mundo somente chegou a este estágio de pecado, a este caminho de morte, de ruína, de perdição, de crimes, de corrupção, de mentira e outros horrores, porque falta ORAÇÃO, e isso ainda, mesmo daqueles que acham que rezam. Daqueles que pensam que fazem sua parte, ou o suficiente para não serem considerados servos inúteis citados por Jesus. Até destes ainda falta! Falta amor, confiança, fé!

Vejam que, se ao tempo do Santo Cura de Ars, o demônio lhe disse assim: se tivesse apenas três como tu na terra, o meu reino já teria desaparecido! Então podemos dizer hoje que, no máximo, seriam precisos 100 Curas de Ars, para expulsar o demônio e acabar com esta senda de crimes. Isso cava um abismo entre nosso procedimento e o deste grande santo, e não dizemos isso para que as pessoas fiquem abatidas, para que desanimem, mas exatamente para que se convertam, porque quem ainda não chegou ao ponto do bom Cura, precisa ainda de esforço, de luta, de garra.

De fato, nós somos nada mais que um bando de lamuriantes, de chorões, que vivem a reclamar de tudo e de todos, que maximizam o peso de suas cruzes, sem se mirarem na de Jesus que fez sozinho 99% do necessário para a remissão de todos. Somos nada mais que um bando de homens e mulheres sem fé, sem ânimo, sem coragem, sem disposição confiante para a luta, sabendo que Deus vai a nossa frente, e que com Ele jamais seremos derrotados ou confundidos. Que isso sirva para nossa meditação: a Nova Terra que vem, é dos que amam, rezam, se esforçam e acreditam! Aos medrosos, aos lamuriantes, aos sem fé, o caminho é outro! Temos um ano para mudar este quadro! Já estamos em contagem regressiva! (Aarão)



Fonte: http://www.recadosaarao.com.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 25/12/10 às 22:16:30 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES