Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.195.692
Visitas Únicas Hoje: 243
Usuários Online: 181
Sistema de Busca

 

Artigos
Artigos sobre diversos temas, todos relacionados a igreja e o nossa vida cristã.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1535 - Impresso: 98 - Enviado: 16 - Salvo em Word: 37
Postado em: 08/10/09 às 19:25:15 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=3289
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

CAROS AMIGOS:


"QUE A GRAÇA E A PAZ DE CRISTO JESUS NOSSO SENHOR, E A TERNURA DE MARIA ESTEJAM CONVOSCO E COM OS VOSSOS!

                      

A tradição da Igreja, o catecismo e os Padres da Igreja, nos dizem que a Oração é o ato de falarmos com Deus, o qual não é um monólogo que só nós falamos, mas sim, o ato de escutar a voz de Deus que fala no nosso coração, escutar a sua vontade sobre nós para poder executá-la.

Iremos falar agora sobre a ‘Oração Vocal a qual ajuda o corpo a exprimir o que o homem possui de mais profundo dentro de si, de modo que associa o corpo à oração interior do coração, a exemplo de Cristo, que reza a seu Pai e ensina o "Pai-Nosso" a seus discípulos’. (Catecismo da Igreja Católica 2722).

A oração vocal é plenamente humana, e por excelência a oração das multidões. Mas também a oração mais interior não pode menosprezar a oração vocal. A oração se torna interior na medida em que tomamos consciência daquele "com quem falamos". Então a oração vocal é uma primeira forma da oração contemplativa, para chegar à oração do coração.

Por ser a oração vocal uma oração muito comum e simples, devemos ter muita atenção para executá-la bem, para isso, devemos colocar o amor, rezar com a certeza de que o Senhor está nos escutando, e abrir-lhe o nosso coração através de nossas palavras, de modo que eles expressem o que estamos vivendo e sentindo, as nossas inquietações, dores físicas e morais, o nosso sofrimento e também a nossa alegria. Abandonar a nossa vida na oração.

Quando falamos com o Senhor, devemos estar atentos ao que falamos, para não nos tornarmos pessoas superficiais, pois é fácil falarmos com Deus, sem prestar atenção ao que falamos e pedimos.

Quando rezamos percebemos que muitas distrações surgem, isto não é um mal, é normal, o problema é que estas não podem nos tirar da presença de Deus, devemos fazer destas distrações orações, rezar sobre o que vem ao nosso pensamento e também discernir se isto é ou não conforme a vontade de Deus. Muitas vezes Deus permite que venha imagens do passado, situações vividas dramáticas, pessoas que não vemos a muito tempo, e isto pode ser o fio de conduta da nossa oração, talvez Deus quer que rezemos primeiramente iniciando destes pensamentos, para depois mergulharmos intensamente na oração.

Nem sempre um pensamento que vem durante a oração, é uma distração, por isso devemos transformar todo o pensamento que nos vem em oração, e se percebemos que algum pensamento vem e nos tira a paz, este sim pode ser uma tentação, pois ai, não conseguimos rezar, silenciar e adorar, neste caso, devemos lutar contra ele. Se a distração é intensa, mesmo que a nossa mente sai da presença de Deus, é preciso retomar a oração sempre, e para isto ajuda pequenas jaculatórias do tipo: “Senhor Jesus, eu confio em vós!”, ou até mesmo repetir novamente a oração vocal que fazíamos, retomá-la.

O maior problema não é ter as distrações, mas nos acomodarmos a elas, ou seja não nos importar com elas, pois aos poucos elas destruirão o nosso encontro com o Senhor. Tal comodismo diante das distrações poderiam mandar a nossa oração ao cemitério, sem dizer que seriamos totalmente superficiais e mau educados com Deus, que deseja nos escutar e a todo momento está nos escutando, e nós por sua vez, estamos viajando, distantes de sua presença. Quantas pessoas rezam o santo terço com a mente no que vai fazer amanhã, no que vai comer a noite, e etc...., rezam de modo superficial, não se concentram na oração, rezam por rezar, e esta oração distraída e superficial não agrada a Deus e nem a Nossa Senhora, que quer, que rezemos com o coração, com todo o nosso ser.

Muitas vezes nos colocamos em oração, falando bobeiras, e não sabemos nem o que falamos. Nesta situação é praticamente impossível que Deus nos atenda, pois pedimos sem saber o que pedimos e sem desejarmos realmente o que pedimos, fazemos o papel de bobos diante de Deus. E o pior é que com esta atitude também fazemos Deus de bobo, e não O tratamos como alguém que está a nos escutar. Você já fez a experiência de escutar alguém que só diz bobeiras e nunca diz uma coisa com a outra? Pois é, muitas vezes somos assim com Deus.

Devemos ter o cuidado com o que falamos a Deus, pois Deus leva a sério o que falamos, e muitas vezes não adianta voltar  atrás com Deus. Por isso é preciso estarmos atentos ao falar com Ele, para não nos arrepender ( já acompanhei muitas pessoas que no momento da exaltação, se ofereceram a Deus em reparação do mundo, para a salvação das almas, e etc..., mas na verdade não sabiam o que comportava este oferecimento, e Deus tomou a sério este oferecimento que fizeram, mas quando vieram os sofrimentos, as dores, se arrependeram do oferecimento que haviam feito ).

O nosso falar com Deus deve ser atento, mas natural, simples, confiante, de modo que possamos falhar-lhe com liberdade e simplicidade, sabendo que Ele nos escuta, e a este ponto podemos refletir: “Como estamos rezando o santo terço? Com confiança? Falando com Nossa Senhora? Ou rezamos o terço como robôs que não prestam atenção nas palavras que pronuncia?. Não podemos ser robôs que vivem em função de um programa a ser executado, de uma oração mecânica, sem sentimentos. O nosso diálogo com Deus, com Nossa Senhora, deve ser feito por palavras que exprimam os nossos sentimentos, emoções, palavras pronunciadas com a intenção de comunicar algo a Deus, de expressar-lhe o que estamos passando no mais profundo do nosso coração, apresentando-Lhe as perguntas sem resposta na nossa vida, e etc..., assim a nossa oração dever ter um conteúdo, devemos rezar a nossa vida, ela não deve ser uma oração vazia. Até no terço, devemos em cada Ave-Maria, depositar nas mãos de Nossa Senhora a nossa vida, e venerá-la com as nossas palavras, de modo que a oração flua com suavidade do nosso coração.

Através da oração feita de palavras repetitivas, devemos nos unir a Deus, e devemos colocar esta intenção na oração. Se esta oração feita de palavras não me levar ao encontro com o Senhor, a união com Ele, é uma oração vazia, é um falatório, mas não é oração, e quando isto acontece corremos o risco de nos tornar uma metralhadora de palavras, que da tiro para tudo quanto é lado, mas não acerta o alvo, e não acertará.

Na oração vocal, na oração do terço, ou até mesmo orando um salmo, devemos expressar por palavras o que há de mais profundo em nosso ser, em nosso coração, expressar os sentimentos, problemas, dificuldades e preocupações que nos fazem mal. Contudo, na nossa oração pessoal, devemos excluir quaisquer frases que não expressem em si as nossas vidas, as nossas problemáticas, alegrias e sobretudo a nossa vontade profunda de ser um com Deus. Não podemos forçar uma frase construída superficialmente e apresentá-la a Deus, ou diante dos irmãos criar uma frase bonita (para aparecer), e não colocar nela o que está de mais profundo do nosso ser.

Temos uma ignorância total na vida de oração, pensamos que sabemos rezar com o coração, mas no entanto nem sabemos preparar a oração. Nós não sabemos como nos comportar diante de Deus; devemos, portanto, colocar em prática a oração, pois só se aprende a rezar, rezando. É bom esclarecer que devemos fazer da distração uma oração, oferecedo-a a Deus e rezado sobre ela, e todas as vezes que estiverdes rezando o terço, e te vier algum pensamento, ou pessoa, ofereça também isto nas mãos de Nossa Senhora.

A oração vocal é tão importante que Maria em Medjugorje na mensagem de 25-08-97, " (...) Através do Rosário abram-me seus corações e poderei ajudá-los.", Ela nos convida a rezar não de qualquer jeito as contínuas Ave-Marias, mas rezar com uma intenção de abrir o nosso coração, para nos encontrar com Deus. É mister saber o que estamos rezando e para quê rezamos. Assim poderemos transformar esta oração de repetição de Ave-Marias em uma oração do coração. Devemos rezar o terço com confiança, sabendo que Maria me escuta e quer fazer algo por mim.

Seria bom se a nossa oração fosse feita com a nossa vivência, quero dizer, com as coisas que vivemos durante o dia, com palavras simples e espontâneas, ditas a Deus com total abandono, com total confiança e esperança, sabendo que tudo está nas mãos Dele, que tudo é Dele, e que Ele pode tudo.

Gostaria de fazer também uma observação, muitos participam de encontros de Grupos de Oração, de grupos para rezarem o Terço, mas vão a estes encontros, sem se prepararem com a oração, vão falando da vida dos outros, comentando casos acontecidos, fumando, brigando com a família, ou até desligam a TV, o rádio, 10 minutos antes do Terço, e etc..., e acham que ao chegar conseguirão rezar. Esquecem-se de que, se não se prepararem, não rezaram bem, pois só conseguimos rezar se preparamos a oração com a própria oração. É necessário, ir aos encontros de oração, do terço, já rezando, silenciando o coração e a mente, para poder rezar bem, e sobre tudo ir em paz.

Para aqueles que quiserem aprofundar ainda mais sobre este tema, poderão ler nos parágrafos 2697 a 2758 do Catecismo da Igreja Católica.

A todos os participantes do Movimento Terço dos homens, a seus familiares e amigos, estendo a bênção especial e Materna da Gospa Maria Rainha da Paz: "Em nome do Pai  e do Filho e do Espírito Santo. Amém!”

 

UNIDOS EM ORAÇÃO COM MARIA!!!

PANIE JEZU UFAM TOBIE!!!


PE. MATEUS MARIA, FMDJ
paniejezuufamtobie@terra.com.br
WWW.mosteiroreginapacis.org.br
http://rainhadapaz.blog.terra.com.br/





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 08/10/09 às 19:25:15 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES