Vassula Ryden: 1987 - Agosto
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.134.749
Visitas Únicas Hoje: 558
Usuários Online: 129
Sistema de Busca

 

Vassula Mensagens




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 2333 - Impresso: 60 - Enviado: 25 - Salvo em Word: 71
Postado em: 11/09/10 às 06:23:34 por: James
Categoria: Vassula Mensagens
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=149&id=6178
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Vassula Mensagens

Todas as Mensagens repassadas a Vassula Ryden em Agosto de 1987

A GRAÇA DO SOFRIMENTO
4.8.1987 - Regresso para a Suíça


Quase tenho medo daquilo que julgo que me irá acontecer. Será talvez esta, a intuição de que Deus me falou, a semana passada?

- Meu Deus?

- Eu Sou, bem-amada.

- Compreendo-Vos perfeitamente bem, meu Senhor?

- Sim! O Amor fará de ti um espelho que refletirá as agonias de todos aqueles que sofrem. Tu sentirás a sua agonia e os seus sofrimentos como se fossem teus. Quando sentires ou vires qualquer tipo de sofrimento, ou alguém verdadeiramente aflito, Eu, o Senhor, oferecer-te-ei a Graça de sentir essas dores tanto como aqueles que são vítimas delas. E, assim, tu poderás penetrar plenamente nas suas chagas, de modo a teres um claro conhecimento dos seus sentimentos. Vassula, bem-amada, com a intuição que te dou, tu poderás ajudar grandemente aqueles que sofrem. Sofre, quando sofrem; e, se tu os afastares, serei Eu mesmo a recordar-to incessantemente. Tu partilharás dos seus sofrimentos. 

- Ó meu Deus, o meu organismo poderá suportar tudo isso? Não é pelo meu espírito que eu tenho medo, mas pela minha carne, que é fraca...

- Lembra-te de que Eu mesmo te darei suficiente Força, tanto para a tua alma como para a tua carne, até ao fim. Acredita-Me: esta é uma Graça, pequena Minha. Ama os Meus filhos como Eu os amo. Sê o Meu reflexo. Sincroniza-te Comigo e com eles. Amo-te e, pelo Meu Sublime Amor, infundir-te-ei o Meu Amor, dando-te os Meus Cravos. Sente todos os sofrimentos. Minha filha, farás tudo isto por Mim?

- Sim, meu Deus... se é esta a Vossa Vontade.

- Vem, que o Amor te guiará. 

Fiquei perplexa, a respeito de tudo isto e eis a razão: há três dias, apresentaram, na televisão, a morte de duas criancinhas soterradas. Pensei nelas e em seus pais, com muita pena. Rezei pelos seus pais. Um dia depois, no telejornal, mostraram a devastação e os danos provocados pela passagem de um ciclone, no Canadá. As pessoas estavam aterrorizadas. À noite, rezei por essas pessoas e sentia-me aflita, mas claro que não tanto como se estivesse nas suas circunstâncias. De improviso, Deus lançou o Seu raio penetrante sobre mim. Senti que trespassava o meu peito, atravessava o meu corpo e saía pela coluna. Aquele raio queimava-me, provocando-me uma grande angústia e tinha uma sede terrível, sentia-me toda um verdadeiro fogo. Depois, adormeci. No sono, Deus deu-me uma imagem viva de como deveria ter-me sentido diante de todas aquelas catástrofes. Vi o meu filho soterrado, que morria. Acordei, pela angústia; e, naquela angústia, Deus pediu-me que rezasse por esses pais que perderam os seus filhos. Rezei com fervor, como se esses filhos tivessem sido meus. Depois, voltei a adormecer e Deus deu-me a nítida sensação de estar no meio desse furacão e mesmo a viver momentos aterrorizantes, chegando a temer a morte. Deus acordou-me de novo, dizendo-me que rezasse por aqueles que viveram esse drama. Rezei com fervor, não me saindo da mente aquela terrível imagem.

 



ALMAS SUBJUGADAS POR SATANÁS
5.8.1987


- Jesus?

- Egho imei (em grego: Eu Sou).

- Agradeço-Vos o terdes-me dado esta Graça. Embora eu saiba que me foi dada para que possais alimentar também os outros, verdade é que ela está em mim.

- Por horas infinitas, tu e Eu, estaremos juntos. Vassula, não disse Eu que os sábios não compreenderão aquilo que vem do Espírito? A filosofia não poderá jamais ser comparada à espiritualidade. Nunca! É uma das principais razões, pelas quais todos aqueles que estão no poder e se consideram sábios, te ridicularizarão, te desprezarão, te desencorajarão, te esquadrinharão. Está, pois, preparada, bem-amada, para os lobos que te perseguirão. Não temas, Eu estarei junto de ti. 

Suspirei...

- Vassula, tudo é sombra que passa; não desanimes, Eu estarei junto de ti.

Lembrei-me, depois, de quanto me era difícil viver em "exílio" e de como o odiava.

- Aquilo que eu julgava divertido, na minha vida de antes, agora, é um verdadeiro sofrimento para mim. Não posso mais amar essas coisas, não as suporto mais... sinto-me como peixe fora de água.

- Eu sei. Apoia-te a Mim.

Sentia-me desesperada.

- Vassula, Vassula, não, tu não podes mais amar as coisas do mundo como antes, pois é esta a Minha Vontade. Não quero que tu suportes essas coisas. 

- Jesus?

- Eu Sou. Olha as Minhas Mãos; olha, olha, Vassula, elas sangram. Reanima a Minha Igreja. Escuta-Me: Viste quanto Sangue corre, ao longo do Meu Braço? Eu sofro.

- Senhor, mas por que me fazeis tanta pena e me mostrais tudo isso?

A visão era tão viva, que eu julgava que o Seu Sangue teria jorrado sobre o meu caderno.

- Para te consentir compreenderes quanto Eu sofro, bem-amada, vendo tantas almas subjugadas por Satanás. Deixa que Me sirva de ti até ao fim. 

- Amo-Vos.

- Está Comigo. "Nós", lembrar-te-ei sempre, Nós 1 , ama-Me. 

1 dizendo "Nós" Ele movia o Seu Indicador como um mestre

 

 



A CONTEMPLAÇÃO
7.8.1987


- Jesus?

- Eu Sou.

Jesus fazia-me ver imagens da Sua Flagelação, o lado direito da Sua Face estava inchado. Sentia-me esmagada, de novo.

- Vassula, amo-vos tanto, a todos!

- Depressa! depressa!

Queria dizer: "Apressai-Vos a realizar a Vossa Vontade, para que não sofrais mais!". Não podia suportar o vê-Lo sofrer.

- Por Meu Poder, farei mesmo ressuscitar os mortos. Vassula, quero esclarecer a Minha mensagem da semana passada. Sabes que te tiro apenas um pouco da Minha Luz? Sente-lo?

- Sim.

- Bem, tirando-te apenas um pouco da Minha Luz, Eu alimento o teu entendimento e, assim, te levo a procurar-Me ainda mais, assim te elevo à contemplação que Eu animo e faço florescer, tornando-a também fecunda.

- E como me alimentáveis antes?

- Dei-te outros recursos, para além do teu entendimento. Agora, quero que tu ascendas a um grau superior de meditação, Vassula: deves progredir. Eu estou apenas a enriquecer o teu alimento, com esta pequena mudança. Quero que isto te seja bem claro. Disse-te que te iria desprender de todos os sentidos, não é verdade?

- Sim, dissestes, Senhor.

- Agora, que estás já desprendida, animarei as tuas faculdades.

- A intuição, de que me tínheis falado?

- Sim, a tua intuição. Com esta Graça espiritual, tu ajudarás outras pessoas.

- Outras pessoas?! Como, Senhor?

- Tu serás capaz de compreender os Meus filhos e, assim, estarás em condições de os poder ajudar. Não interpretes esta pequena diminuição da Minha Luz como um abandono; não, Vassula: Eu estou só a fazer progredir a tua alma no caminho da santidade.

- Senhor, tinha medo de me tornar como uma barca sem remos e ser empurrada para trás, perdendo tudo aquilo que Vós me ensinastes! Fiquei verdadeiramente em pânico!

- Vassula, devo purificar-te; fica a saber que, quando Eu purifico uma alma, esta atravessa medos e angústias terríveis. Mas digo-te que o desejar-Me te dispõe a ser elevada a esta Graça. 

- Qual Graça?

- A contemplação. Eu quero que o teu amor atinja a perfeição, com o dares-te inteiramente a Mim. 

- Jesus, a minha alma deseja-Vos ardentemente.

- Pequena Minha, e acaso te não desejo Eu também ardentemente? Nós 1 . Vem, vamos.

Agora, compreendo que Jesus me ensina ao mesmo tempo duas coisas: a contemplação e a intuição. Ele preparava-me lentamente para esta mudança. Com efeito, quando retirou lentamente a Sua Luz, senti-me como que tomada de pânico. De repente, a minha alma sentiu-se perdida. Culpada e cheia de pecados como sou, procurava saber quais teriam sido os pecados que O tivessem podido ofender, a ponto de O levar a tirar-me lentamente a Sua Luz. Tinha-O ofendido? Ou tudo seria talvez devido a Satanás? Pensava que, mesmo a ter sido uma destas duas razões, deveria reaproximar-me ainda mais do Meu Salvador, rezar mais que o habitual, meditar mais, utilizar ao máximo todas as Graças que me foram dadas, sentir a Sua Presença, falar-Lhe mais que nunca, não esquecer nunca a Sua Presença, trabalhar como nunca o havia feito. Se se trata de Satanás, ele fugirá furioso; deixarei, então, que se enfureça e ficarei tranqüila. E, se se trata de Deus, agirei como uma boa alma. Quero que Ele sorria.
Alguns dias passaram, sem mudança alguma. As minhas forças foram enfraquecendo. Começava, então, a ser tomada pelo pânico; procurava servi-Lo com mais amor e devoção, mas não compreendia o motivo por que tudo isto me não ajudasse; pelo menos, assim o pensava. Depois, o meu Salvador e Mestre explicou-me aquilo que estava a acontecer. Quando julgava que me tivesse abandonado, Ele purificava-me, elevando-me a um nível superior de meditação desenvolvendo o meu entendimento e infundindo-lhe uma luz penetrante 2 , alimentando-me de intuição.

1 Ele lembra-me que Lhe fale, usando esta palavra: Nós
2 é evidente: Mesmo quando explico os meus sentimentos, é Deus que nos dita. A palavra "penetrante" foi-me ditada em voz alta, quando hesitava como descrever aquela Luz. Tentei encontrar no dicionário, o significado: não sabia...

 

 


AGOSTO
10.8.1987


A noite passada, fui acordada pelo Senhor. Pediu-me uma vez mais que me abandonasse a Ele. As minhas palavras foram: "Agradeço-Vos, ó Pai, o terdes olhado para mim, para mim que não sou mais que a personificação dos pecados deste mundo. Agradeço-Vos pela Vossa Misericórdia que tivestes comigo, quando Vos renegava. Agradeço-Vos o Amor que tendes por mim. Apesar da minha culpabilidade, Vós elevastes-me ao Vosso Coração. Permiti-me que fique junto de Vós, aos Vossos Pés. Permitindo-me isto, concedeis-me bem mais do que aquilo que eu mereço. Permitir-me que Vos fale é mais que aquilo que eu mereço. Não mereço nada. Pai, abandono-me inteiramente, sei que sou um nada, mas este nada pertence-Vos. Quereis atirar-me para um canto? Fazei-o. Quereis espezinhar-me? Fazei-o. Quereis apenas fazer-me sofrer? Fazei-o. Quereis-me no Vosso Coração? Isso é muito mais que aquilo que eu alguma vez terei merecido. Por qualquer coisa que Vós queirais, Senhor, não desejarei fazer mais que agradecer-Vos e amar-Vos. Servi-Vos de mim, se o quiserdes, até ao extremo das minhas forças, para ajudar os outros. Tornai-me digna, a fim de que Vós possais utilizar-me completamente; sou Vossa e só Vossa; miserável, mas amo-Vos".


10.08.1987


- Jesus?

- Eu Sou. Vassula, foi em Agosto que Eu comecei a ensinar-te. É uma espécie de aniversário, para nós. Alegra-te! Bem-amada, é a nossa festa, deixa que Eu te coloque uma grinalda de amor. Vem, celebra (este aniversário) Comigo. Agora, deixo-te ir 1 , mas vem a Mim, para celebrar o Meu Agosto. 

Quando Deus me disse isto, corri a procurar a data, nos meus primeiros cadernos. Saltei de alegria, ao ler que Dan, o meu Anjo da Guarda, me disse: "Eu, Dan, abençôo-te em nome de Deus, nosso Pai, do Seu Filho Bem-Amado Jesus Cristo e do Espírito Santo. Abençoados sejam os puros de coração, porque verão a Deus". Depois, Dan conduziu-me a Deus e concluiu, dizendo: "Glória a Deus. Fiz tudo aquilo que Deus queria que fizesse". E, a partir desse momento, Javé começou a ensinar-me. Corri imediatamente a dizê-lo a minha prima. Voava de felicidade! Celebrava o aniversário com Deus! Minha prima estava também contente, mas advertiu-me de que alguns poderiam não me compreender e julgar que sou enamorada de Deus, ofendendo-O com sentimentos indignos. O que ela disse entristeceu-me e fez-me sentir medo. E se ela tivesse razão?

- Jesus?

- Minha filha.

- Tenho medo de que ela tenha razão.

- Eu sei, Vassula. Desejaria que tu compreendesses quanto os teus temores são errados. Ensinei-te a amar-Me, a Mim, teu Deus, como quero que cada um Me ame. Eu celebro o fim de um ano; bem-amada, queres ser a Minha filha de Paz e de Amor? Vi muitas vidas dominadas pelo ódio; enchi o Meu Reino de uma Paz Eterna; e não farei, então, que a Minha Criação lute para alcançar a Paz? Pequena Minha, aproxima-te, apesar da tua miséria, das tuas recusas e dos teus falhanços. Eu sou um Deus de Amor, olho para os Meus filhos com Olhos amorosos; que cada um aprenda a reconhecer-Me, até que Eu mesmo venha libertá-los; que todas as almas se aproximem de Mim sem temor, que saibam que as receberei de Braços abertos, pois Eu sou um Pai amoroso; que saibam como Eu posso converter as pedras em fiéis servidores; que saibam que Eu liberto a sua alma e lhes dou a verdadeira liberdade. Vassula, Eu nunca te abandonarei e justamente pelo teu medo; deixa que Minha Mãe te ensine quanto é infundado o teu medo. Eu estarei sempre perto de ti. Nós? 

- Sim, Senhor.

Compreendi que Nossa Senhora me ensinará, durante algum tempo, e me demonstrará que os meus temores são infundados. Entre 10 e 14 de Agosto, senti Nossa Senhora perto de mim e a falar-me; e comecei, então, a dar-me conta de que os meus sentimentos por Ela eram fortes, como os de Jesus.

1 tinha de me apressar, para ser fiel a um encontro marcado

 



AQUELE QUE ME PROCURAR ENCONTRAR-ME-Á
14.8. 1987


- Meu Deus?

- Eu Sou. Recebe as Minhas Palavras de hoje: "Aquele que Me procurar encontrar-Me-á". Bem-amada, ama-Me sempre com fervor e glorifica-Me. Repete as Minhas Palavras a Oerjan: "Crê... crê... crê... vem, bem-amado. Chamei-te verdadeiramente, irmão! Como te amo! Eu, o teu Salvador, ofereço-te o Meu Amor. Eu sou Paz. Vem, vem a Mim e penetra nas Minhas Chagas, irmão". 

Flor, bem-amada, fica 1 . Eis a Minha Mãe.

Nossa Senhora:

- Ah! Vassula, deixa que Eu diga aquilo que sucederá! Tu glorificarás Meu Filho. Minha Filha, alimenta-te dEle. 

- Ó Santa Mãe, Vós tendes-me sempre encorajado! Desde o início, Vós tendes sido o meu auxílio.

Sinto um grande amor por Ela. É tão maternal!...

- Traz sempre a Minha medalha; abençoei-a em ti. Tem a Nossa Paz.

Prostrei-me, em ato de veneração por Ela.

1 apressava-me a afastar-me

 


 

CAIN E ABEL
16.8.1987


- Meu Deus, amo-Vos.

- Vassula, és atraente aos Meus Olhos. Escuta e escreve:

O Abel de hoje viverá. Depende só do teu Deus. Abel viverá! Abel, desta vez, viverá. Minha bem-amada, o mundo, na sua fraqueza, está cheio de Cains. Poderei Eu, porventura, tolerar o ver os Meus Abéis sempre condenados e mortos pelos Cains? Quantos deveriam ainda morrer a Meus Olhos? Não, Vassula, as Minhas Chagas reabriram-se. Esta geração é uma raça de Cains. Minha bem-amada, todas as vezes que surge um Abel, logo um Caim repete o seu crime, sem a mínima hesitação. Vês, pequena Minha?

Deus parecia triste, ao dizer-me isto, o que me pôs também triste a mim.

- Por que sucede isto, meu Deus?

- Porque os Abéis são a Minha semente; esses vêm de Mim.

- E os Cains?

- Os Cains? Pertencem ao mundo; esses vêm dos homens. Desta vez, Eu mesmo Me interporei entre Caim e o Meu Abel; extirparei tudo aquilo que vem de Caim; tirarei da mão de Caim a sua arma, deixando-o desarmado. Ele será obrigado a enfrentar Abel sem arma. Olha para o Meu Rosto, observa os Meus Lábios e compreenderás. Queres sempre trabalhar por Mim?

- Sim, meu Deus, se Vós mo permitis. Jesus?

- Eu sou Jesus Cristo, Filho Predileto de Deus e Salvador.

 


- Nós?

- Sim, Senhor.

Sinto-me feliz e Ele sorri!

- Então, vem, trabalharemos juntos. 

 

 


OS ABÉIS SÃO A MINHA SEMENTE
20.8.1987


- Meu Deus?

- Eu Sou.

- Creio não ter compreendido a Vossa mensagem anterior.

- Tu não compreendeste senão uma das suas partes, Minha menina. 

- Para além daquilo que eu compreendi, Caim não representará a tecnologia que vem do homem, os objetos não espirituais?

- Sim, Caim representa todas as coisas ligadas ao mundo. Escreve. Caim representa tudo aquilo que os Meus Olhos detestam. Ele representa, esta noite, a iniquidade, o materialismo, as revoluções, o ódio, o ateísmo, os opressores daqueles que Eu abençoei, a imoralidade. Caim nunca compreendeu Abel, que Eu próprio modelei à Minha Semelhança: Abel vem de Mim, ele é Minha Semente.

- Isso quer dizer que ele é do Espírito e Vos ama?

- Sim, exatamente; e, por causa desta diferença, era ele odiado por Caim. Disse que os sábios não compreenderão aquilo que vem do Espírito. 

- Senhor, alguma coisa me inquieta.

Não o queria escrever.

- Eu sei. Tudo aquilo que Eu quero é despertar a sua sabedoria. Que coisa é mais importante para ti: deixá-lo dominado por pesadas molas ou que tu vivas na inquietação? Mesmo que isso te fizesse sofrer, que escolherias tu para ele?

- Sem a mínima hesitação, escolheria sofrer por ele.

- Despertei-te do teu sono; não faria Eu também a mesma coisa pelos outros?

- Sim, meu Deus.

- Então, deixa-Me livre de agir por meio de ti. Santificada pela Minha Mão, o Meu Espírito está sobre ti. Noiva, bem-amada da Minha Alma, Eu dei-te gratuitamente, dá também tu gratuitamente. Vem, aniquila-te em Mim e torna-te uma Comigo! Amo-te, Vassula Minha. 

- Jesus, não encontro palavras e tudo quanto eu poderia dizer não seria suficiente. Farei tudo aquilo que Vós quiserdes.

- Então, vem; Eu renovarei a Minha Criação. Nós?

- Sim!

 


 

A FLOR É O SÍMBOLO DA FRAGILIDADE
23.8.1987


Ontem, sucedeu algo de muito particular! Era o dia de barrela e todas as lavadeiras do apartamento estavam ocupadas. Estava um bom tempo e meu marido e meu filho tinham ido para a piscina e tinham prometido regressar às 15 para o almoço. Fiquei sozinha, em casa.
Às 13,45 horas, acendi a placa elétrica da cozinha para derreter manteiga e, de repente, todos os eletrodomésticos deixaram de funcionar. Todos os fusíveis se tinham fundido, mesmo o fusível principal. Não havia eventuais fusíveis de reserva, o meu carro estava na reparação e os comércios estavam fechados; estava, pois, numa completa impossibilidade de procurar outros. Vi-me perdida... Meu marido e meu filho regressariam e não encontrariam o almoço pronto. Sentia-me completamente abatida e desanimada, a ponto de acabar por me ir estender na cama. Cinco minutos depois, ouvi um ruído, vindo da cozinha; corri a ver e, com grande surpresa minha, vi a manteiga que estava a derreter-se sobre a placa elétrica já aquecida. Não compreendia como fosse possível, uma vez que em todo o apartamento faltava a eletricidade. Como era, então, possível que a cozinha funcionasse? Em todo o caso, aproveitei-me da circunstância e preparei o almoço. Tão pouco o meu marido, no seu regresso, conseguia compreender: tiramos todos os fusíveis e o contador da eletricidade continuava a girar; e, às 15 horas exatas, parou. Também a cozinha se apagou, mas o meu almoço estava pronto. Meu marido substituiu os fusíveis e a eletricidade voltou normalmente.

- Agosto é a nossa festa! Nós não queremos que o dia da nossa festa seja prejudicado. 

- Quereis, então, dizer-me que...

Jesus não me deixou terminar a frase.

- Não quero ver-te triste, no dia da nossa festa. Vassula, és a Minha flor. Sabes o que representa a "flor"? A flor é símbolo da fragilidade. E por esta razão que Eu cuido de ti, temendo que a tua fragilidade te possa prejudicar. 

- Obrigada, meu Deus, sei que Vós estais ao pé de mim e eu amo-Vos.

Sentia-me embaraçada, uma vez que não mereço nada. Ontem à noite, quando me encontrava no quarto de meu filho, senti o cheiro a incenso. Sentia-me feliz!

- Meu Deus?

- Eu Sou. Amo-te, não duvides! Tu não estás sozinha. Eu, Jesus, estou contigo, flor; amei-te sempre loucamente. Espalha o teu perfume como te ensinei, embeleza o Meu Jardim, deleita-Me. Vem. Vê, Vassula, tu começas a compreender-Me. Agora, roubei-te a todos, bem-amada. Tu não tinhas verdadeira consciência daquilo que te estava a fazer. Não sentiste o Meu Braço nas tuas costas, enquanto te afastava de todos e te siciava ao ouvido os desejos do Meu Coração? Agora que levantaste a cabeça, deste-te imediatamente conta de que não há mais ninguém à tua volta, além de Mim. Como te amo! Sou tão feliz! Habitua-te a estar só Comigo; sim, Nós os dois, sós, Eu e tu, tu e Eu. Ah! Vassula! Está diante de Mim; agora, diante de Mim, teu Deus. A partir de agora, serei Eu, e Eu só. Eu sou o teu Deus, sou o teu Salvador, sou o teu Noivo. Dar-te-ei tudo aquilo de que tens necessidade, bem-amada. Precisas de ajuda? Acorrerei a ti. De coragem? Dar-te-ei a Minha Força. De consolação? Cai nos Meus Braços. Fica no Meu Coração. Louva-Me, Vassula! Louva-Me, filha Minha! Vem e glorifica-Me! Glorifica-Me, prostra-te a Meus Pés, adora-Me! Sê Minha. Ah! Vassula, ama-Me como Eu te amo! Bendiz-Me como Eu te bendigo! Cobre-Me com o teu perfume como Eu te cubro com o Meu! Estou diante de ti, Eu, teu Salvador! Adora-Me! Sente o Meu Coração neste momento e nesta hora. A noite cairá depressa: não queres encher a tua lâmpada de Mim? Não esperes que o dia passe. Deixa que Eu encha a tua lâmpada: vem e alcança-Me. Deixa que Eu esteja só, contigo; vive por Mim; Eu alegro-Me na nossa solidão! Amo-te, a ponto de ser ciumento! O Meu Amor é tal que te afastei de todos. Não queres tentar compreender-Me? Desejei estar a sós contigo; o Amor é inflamado; e, quando o Amor é inflamado, Eu permito-Me fazer aquilo que Me apraz. Agora, és Minha e desejo que te ornamentes com coroas de amor; apaixona-Me com as tuas palavras infantis; agora,deixa-Me livre de amar-te como Me apraz. Não Me deste, tu mesma, a liberdade de utilizar-te como Me agradar?

- Sim, Senhor.

- Então, disporei desta liberdade. O Meu dedo tocará o teu coração e, depois, tu não Me recusarás mais nada. No fim de contas, é o nosso Agosto: lembrar-te-ei sempre que o estamos celebrando. 

 

 



DIVULGA A MINHA MENSAGEM
24.8. 1987


- Vassula, arrepende-te.

Arrependi-me.

- Perdôo os teus pecados. Agora, quero que tu Me louves!

Estava à procura das palavras.

- Vassula, diz: "Glória a Deus Omnipotente". Sabes Quem Eu sou?

- Sois o Alfa e o Ômega, Criador de todas as coisas.

- Respondeste bem, Minha menina; agora, digo-te:

Benditos aqueles
que lerem a Minha mensagem
e acreditarem que Eu a escrevi,
sem Me terem visto escrevê-la
Benditos aqueles
que ouvem a Minha mensagem e a seguem.
Benditos aqueles
que se unem e difundem a Paz e o Amor.

Divulga a Minha mensagem, difunde a Minha Paz e que ela reine em todos os corações. Não duvides nunca do Meu Amor. 

- Como quereis que eu a divulgue, como poderei fazer alguma coisa de bom? Estou sem recursos.

- Espera, Vassula, e verás. Ajudar-te-ei. Vem. Nós?

- Sim, meu Deus. Nós.

 

 



ACREDITA NAS MINHAS OBRAS DIVINAS
25.8.1987


- Lembra, Minha menina, o Amor que tenho por todos vós! Vassula, pequena, abençoei a pequena cruz que tens ao pescoço. Acredita! Acredita nas Minhas Obras Divinas, Vassula.

- Meu Deus, agradeço-Vos. Quanto mais Vós me dais, menos eu sinto merecer.

- Amo-te. Vem, fica ao pé de Mim, amo ouvir-te repetir as coisas que Eu te disse a respeito da Minha Presença, e outras coisas mais, a Ismini. Vive por Mim, glorifica-Me. 

- As vezes, Senhor, sinto menos a Vossa Presença e penso: "Agora, Deus já não está tão perto de mim". Isto, porquê, Senhor?

- É um erro pensar que Eu não esteja muito próximo de ti, porque, nesses momentos, estou o mais próximo possível. Não estás só, tu não o estarás NUNCA!

Inesperadamente, pude distingui-Lo perfeitamente. Por alguns minutos, com certos gestos, provou-me a Sua Presença extraordinariamente viva! Era maravilhoso!

- Tudo é espiritual! 

Por isto, eu compreendo que tudo é espiritual. É impossível compreender estas ações, se consideradas num estado físico. Não se trata de algo físico; não é, pois, possível explicá-lo de um modo físico. Elas sucedem numa esfera sobrenatural e não numa realidade física.

- Tantos de vós esqueceis-vos de que Eu sou Espírito e de que também vós sois espírito. 

 



DEIXA-ME GUIAR-TE CEGAMENTE
26.8.1987


- Vassula, queres ser sempre a Minha mensageira?

- Sim, Senhor, se Vós me aceitardes, apesar das minhas incapacidades e dos meus fracassos.

- Minha menina, ajudar-te-ei a levar a bom termo a tua missão; depois, libertar-te-ei. A Sabedoria te instruirá. Renunciarás aos prazeres e sacrificar-te-ás por Mim?

- Sim, quero.

- Toma o Meu Braço, ajudar-te-ei. Vassula, a tua era perdeu o sentido dos valores espirituais e, apesar disso, Eu estarei sempre ao pé de vós para vos ajudar. Eu sou Jesus Cristo, Filho Dileto de Deus. Eu preparo-te, deixa-Me guiar-te cegamente, crê em Mim cegamente, até ao fim 1 .

1 isto significa: "Não exigir provas, mas crer somente". Crer cegamente glorifica-O

 

 


FOSTE INSTRUÍDA POR MIM
29.8.1987


- Vassula, dei-te discernimento e conhecimento, foste instruída por Mim, tenho-te dado o Meu Pão, das Minhas reservas, dei-te os frutos do Meu Jardim, depositei em ti as Minhas Obras, a fim de iluminar este mundo, revelando-lhe a Minha Face. Vem, não esqueças o motivo por que te escolhi. Contenta-te com aquilo que te dou, Minha filha; dei-te em abundância da Árvore da Vida para alimentares também os outros. Apoia-te em Mim, depende de Mim. Dar-Me-ás tudo aquilo que tens?

- É já Vosso, tudo aquilo que tenho. Não quero conservar nada só para mim.

- Tudo aquilo que tens é realmente Meu, mas dei-te a liberdade de escolher. 

- De escolher o quê, Senhor?

- De escolher entre o bem e o mal. A todos dei esta mesma liberdade.

- Uma vez que é a única coisa que tenho, escolho ficar Convosco.

- Deixa, então, que te ligue um pouco mais a Mim; deixa que te leve aonde mais Me procuram. 

- Amo-Vos, ó Pai. Seja feita a Vossa Vontade.

- Ama-Me, Minha menina; escuta-Me: não te libertarei das tuas cadeias, antes que tenha concluído a Minha Obra; depois, virás a Mim. Permitir-Me-ei utilizar-te para pôr por escrito os Meus desejos. O Amor ama-te; desenha o Meu Sinal:

 

Jesus Cristo, Predileto Filho de Deus e Salvador.


30.8.1987 - ao serão


- Jesus?

- Eu Sou. Permites-Me que repouse em ti?

- Sim, Senhor.

- Minha flor, procura-Me, deseja-Me com ardor, bendiz-Me

- Bendigo-Vos Senhor.

- Recebe também as Minhas Bençãos. Não estás só!

Sentia-O, como se pudesse tocá-Lo.

 

 



NÃO ESTÁS SÓ
31.8.1987


- Vassula, no silêncio noturno, virei. A hora está próxima. Não estás só! O mundo parece esquecer a Minha Presença; Eu sou Deus, mas quantos pensam em Mim? Bem poucos. 

Vi uma noite estrelada, silenciosa e, por detrás das estrelas, os Olhos de Deus que olhavam o mundo.

- Mantém-te desperta, pois, no silêncio da noite, Eu descerei. Preparei os Meus Planos, antes ainda de te ter criado, pequena. Elevar-te-ei a Mim para te mostrar uma coisa. Agora, descansa, bem-amada. 

 

 



Fonte: http://www.tlig.org/pgmsg/pgindex4.html





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 11/09/10 às 06:23:34 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM








Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES