LISTAR ARTIGOS DESTA CATEGORIA
LISTAR MENUS

Obras Malignas



Artigo visto 1941 vezes




Visto: 1941 - Impresso: 29 - Enviado: 17 - Salvo em Word: 21
Postado em: 23/05/14 às 12:45:52 por: James
Categoria: Obras Malignas
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=31&id=12320
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Obras Malignas

Espacojames: DE TUDO QUE FIZERMOS PRESTAREMOS CONTAS A DEUS.

 “Porque Deus há de trazer a juízo toda obra e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau”. Ecl 12.14.

 

--

Uma americana de 25 anos gravou o próprio aborto em uma clínica dos Estados Unidos e disponibilizou o vídeo na internet, que se tornou viral e recebeu mais de 912 mil acessos até a manhã desta quinta-feira (8).

Emily Letts descobriu que esperava um bebê em novembro do ano passado. Conselheira de mulheres em uma clínica de aborto de Nova Jersey, a jovem contou em depoimento à revista “Cosmopolitan” que não estava pronta para cuidar de uma criança.

A americana realizou uma cirurgia com anestesia local para retirada do feto. A gravação teve teve o suporte da equipe da clínica. Segundo ela, a operação ocorreu entre a segunda e a terceira semana da gravidez

Sabíamos que poderíamos ter centenas de manifestantes à nossa porta e que poderíamos receber ameaças. De vez em quando, trabalhar em uma clínica de aborto parece que você está em uma zona de guerra”, afirmou Emily.

Alívio da culpa

Após a cirurgia, ela postou o vídeo em uma rede social e disse ter recebido mensagens de apoio, pedidos de conselho, além de ameaças e respostas mal educadas.

Eu não me sinto como uma má pessoa, não me sinto triste. Eu sinto que eu posso ter um bebê, que posso gerar uma vida. Eu sei que o que estava fazendo era o certo, pra mim e para mais ninguém”, contou Emily no vídeo.

Desde 1973, o aborto é legalizado em todos os 50 estados americanos, mas continua dividindo opiniões.

 

Fonte: G1

 
Total Visitas Únicas: 6.491.849
Visitas Únicas Hoje: 1.394
Usuários Online: 270