Círio da Conceição leva 160 mil às ruas de Santarém, diz PM
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.144.226
Visitas Únicas Hoje: 403
Usuários Online: 112
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1447 - Impresso: 46 - Enviado: 15 - Salvo em Word: 40
Postado em: 30/11/13 às 09:27:06 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=11765
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Fiéis percorreram aproximadamente 8 km, em 4 horas, pelas ruas da cidade. Festividades da Conceição encerram dia 8 de dezembro.

A 95ª edição do Círio da Conceição, padroeira dos católicos de Santarém, oeste do Pará, levou 160 mil pessoas às ruas da cidade, na manhã deste domingo (24). A estimativa de público foi feita pela Polícia Militar com ajuda do Grupamento Aéreo. Em 2012, aproximadamente 200 mil pessoas participaram.

O Círio iniciou às 6h, com a missa dos cordeiros na igreja São Sebastião, de onde a imagem de Nossa Senhora da Conceição saiu às 7h15 percorrendo as avenidas São Sebastião, Cuiabá e Tapajós.

 



 

Logo na saída, a primeira homenagem foi da Secretaria Municipal de Saúde, que apresentou cânticos com um coral. Ao passar pela avenida São Sebastião, a imagem recebeu mais homenagens de várias entidades e de famílias. No total, a imagem parou para receber 28 homenagens, que somaram quase uma hora do percurso. Cada homenagem durou, em média, um minuto e meio, com exceção do Sindicato dos Estivadores, que apresentou uma queima de fogos de mais de seis minutos.

Promessas e homenagens

Durante o percurso, os fiéis oraram e cantaram músicas de louvor à mãe de Jesus. Muitas pessoas pagaram promessas por alguma graça alcançada, a grande maioria estava relacionada a um tratamento de saúde, outras caminharam como prova de fé para que algum pedido fosse atendido.

Os pagadores de promessas que iam segurando a corda agradeciam bênçãos, como é o caso de Raimundo Nogueira, de 63 anos. Ele conta que paga a promessa há 40 anos. “É uma satisfação muito grande porque eu perdi minha mãe há 11 anos e, todas as vezes que ela vinha para o Círio, ela me trazia. Isso é uma promessa que estou pagando. É muita emoção”, declarou.

 

O pescador Claudionor conseguiu uma casa e uma pequena embarcação. (Foto: Karla Lima/G1)

 

Opescador Claudionor de Sousa percorreu os 8 quilômetros de caminhada para agradecer ter conseguido sua pequena embarcação e uma casa, carregando uma réplica de ambos na cabeça. "Porque quebrou minha bajara e eu consegui de novo. Já está sendo utilizada. É meu pão de cada dia. Vou seguir caminhando para pagar a promessa até eu ficar bem velhinho, se Deus quiser. Esse é o segundo ano", afirmou.

 

Silva de Oliveira levou o filho João Vitor, de 10 anos, para caminhar no Círio. Ele usa aparelho para resolver um problema de coluna.

 

"Estou pagando promessa porque ele estava com um nódulo na boca e ele está se recuperando de um problema na coluna. Eu tenho muita fé em Nossa Senhora. Ele já está curado. Vou até o final e ela [Conceição] vai me dar forças", declarou.

A idosa Neide Rodrigues, de 88 anos, moradora do bairro Fátima, na avenida São Sebastião, conta que homenageia Nossa Senhora da Conceição desde que tinha 8 anos, como forma de manter a tradição da família, enfeitando em frente de casa com balões. “Meu pai era muito religioso, fui me interessando. Todo o tempo para mim é rezando, me pegando com Nossa Senhora, Jesus, Deus”, afirmou.

O padre Sidney Canto explicou que o Círio já é uma homenagem que os católicos prestam à mãe de Cristo. "Desde o primeiro Círio já houve homenagens feitas. A princípio, eram feitas por famílias, por pessoas que colocavam toalhas nas suas casas, as bandeirinhas nas ruas. Depois, com o avanço tecnológico, foram sendo feitas homenagens com cantos, com foguetes, etc. Existia no Círio antigo um carro para soltar foguetes. Hoje, a homenagem mais antiga com fogeutes é a dos estivadores. As homenagens de cantos começaram posteriormente. Mas, todo o Círio é uma homenagem à Nossa Senhora", afirmou o padre.

 

Homenagem dos estivadores é uma das mais tradicionais do Círio. (Foto: Glebson Viana/G1)

Homenagem dos estivadores é uma das mais tradicionais do Círio. (Foto: Glebson Viana/G1)

 

Ao chegar à avenida Cuiabá, a homenagem mais tradicional, realizada pelo Sindicato dos Estivadores, durou sete minutos, com canções e a palavra do bispo Dom Flávio Giovenale. Na ocasião, o bispo agradeceu a presença dos fiéis e falou a respeito sobre o que representa a mãe de Cristo aos católicos. Em seguida, uma queima de fogos encerrou a homenagem.

Em seguida, a imagem da Conceição seguiu o percurso pela avenida Cuiabá até o elevado da Praça da Matriz, onde chegou às 11h20. Padres e o bispo fizeram o encerramento da procissão com a missa da chegada, que terminou por volta de 12h30.

Avaliação

Para a coordenação, o 95º Círio teve uma avaliação positiva. “Muito bom. Mais uma vez nosso povo mostrou nas ruas que é um povo fervoroso, ordeiro, comprometido com sua fé”, afirmou o coordenador do Círio, Gilberto Dinelly.

"Todo mundo cantando, rezando, isso é muito lindo. Eu já conhecia a de Manaus [Amazonas], mas nada que se compare a Santarém" Bispo da Diocese de Santarém, Dom Flávio Giovenale



O bispo da Diocese de Santarém, Dom Flávio Giovenale, que acompanha pela primeira vez o Círio, disse que ficou encantado com a manifestação de fé dos santarenos. “Todo mundo cantando, rezando, isso é muito lindo. Eu já conhecia a de Manaus [Amazonas], mas nada que se compare a Santarém. É o meu primeiro [Círio], agradeço a participação acolhimento de todos e que sigamos com serenidade e com muita alegria”, afirmou.

As festividades da padroeira dos católicos santarenos encerrarão no dia 8 de dezembro, com uma procissão. No dia 9, haverá Recírio, e no dia 10, o festival de prêmios do Círio e festival musical.

Ocorrências

Segundo o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), onze ocorrências foram registradas, a maioria por desmaios.

A Polícia Militar, que atuou com 150 policiais distribuídos entre patrulhamento motorizado e aéreo, informou que nenhuma ocorrência grave foi registrada. Também atuaram as polícias Civil, Rodoviária Federal e Militar de Trânsito.

 

Praça da Matriz e Orla de Santarém ficaram tomadas por fiéis neste domingo, 24. (Foto: Arquivo/STC)



Fonte: http://g1.globo.com/pa/santarem-regiao/noticia/2013/11/cirio-da-conceicao-leva-160-mil-ruas-de-santarem.html





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 30/11/13 às 09:27:06 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES