PASTORAIS DESAFIAM A IGREJA - Combate à Aids
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 5.888.923
Visitas Únicas Hoje: 635
Usuários Online: 239
Sistema de Busca

 

Artigos Site Aarão
Aqui estão relacionados alguns dos artigos extraídos do site www.recados.aarao.nom.br, site do Sr. Arnaldo que com inspiração divina, colocam matérias belíssimas que nos aproximam do amor de Deus e nos conduz à salvação.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1603 - Impresso: 67 - Enviado: 16 - Salvo em Word: 40
Postado em: 24/05/09 às 19:28:36 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=1646
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão

Pastorais desafiam Igreja e defendem camisinha
Publicada em 02/11/2008 às 23h43mO Globo


BRASÍLIA - A pregação oficial da Igreja Católica contra o uso da camisinha vem sendo desafiada por padres, freiras e leigos que atuam em pastorais e ONGs. Sem fazer alarde, eles distribuem preservativos para a população vulnerável e portadores do vírus HIV, mostra reportagem de Evandro Éboli, esta segunda-feira, no Globo. No trabalho de prevenção, elaboram um material que, até bem pouco tempo, seria impensável vincular a uma entidade ligada à Igreja, com textos como: "Use camisinha em toda relação sexual, seja ela vaginal, anal, ou oral. Reduza o número de parceiros (as) sexuais".




Uma dessas ONGS é a Aids: Apoio, Vida, Esperança (Aave), de Goiânia, dirigida pela freira Margaret Hosty, coordenadora da Pastoral da Aids no Centro-Oeste. Ligada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e criada em 2004, a pastoral se expandiu nos últimos anos e está presente hoje em 118 dioceses do país. O seu trabalho é acolher os doentes de Aids, dar apoio psicológico e atuar também na prevenção. Até hoje, a Igreja formou cerca de 13 mil agentes de Pastoral da Aids.

Tema que ainda é tabu para os católicos, o uso do preservativo também faz parte do trabalho da ONG Bem-me-quer, que atua em bairros pobres na periferia de São Paulo e atende cerca de 200 portadores do HIV. Como outras entidades, a Bem-me-quer participa de mobilizações como o Dia Mundial de Luta contra a Aids, que ocorre sempre em 1º de dezembro.

 

Bom senso


O padre Valeriano Paitoni, do Instituto dos Missionários da Consolata, de São Paulo, coordena três casas de apoio e cuida de infectados que são filhos de mães portadores do HIV. Nas três unidades do instituto, são atendidas 28 crianças e jovens e, cinco deles já completaram 18 anos. Para ele, a prevenção é fundamental. Segundo ele, a postura de uma igreja ou religião, qualquer que seja, não pode prevalecer sobre o bom senso.

 

Igreja comenta


Ao comentar o trabalho de padres que distribuem preservativos, o secretário-geral da CNBB, dom Dimas Lara, afirmou que há certas áreas de fronteira onde, se o religioso não participar, pode pecar por omissão:


- Possivelmente esses padres querem dar sua contribuição. É um sinal de que o católico não está alheio a esse problema. Mas a solução é mais abrangente do que a distribuição de camisinha.


Mas o avanço da atuação de religiosos na luta contra a Aids ainda esbarra numa oposição da Igreja a políticas do Ministério da Saúde, em especial das campanhas publicitárias pelo uso da camisinha. Para o secretário-geral da CNBB, essas propagandas desestimulam a fidelidade e, do jeito que são feitas, incentivam a iniciação muito precoce da sexualidade nos jovens. (Gentileza Renan)
============================================================
Obs: Noutro dia vimos a ação diabólica das ditas "católicas pelo direito de decidir e eis agora mais este atentado contra a vida. Não entendo como é que estes padres e freiras podem se dizer a favor da vida, se defendem sexo oral e anal, dois pecados graves, ambos causas de condenação.


Não entendo um senhor Bispo que contemporiza com eles, tenta justificar aquilo que é injustificável. Estes padres estão contribuindo para destruir a Igreja, para desmoralizar sua Sã Doutrina e esmagar o Santo Padre. É isso que eles fazem.


O Igreja e o Papa têm sido intransigentes na pregação do sexo voltado à vida, no controle da sexualidade exacerbada, no auto-domínio em questões de sexo, e na proibição do uso de preservativos. Já foi provado que a camisinha na verdade não oferece qualquer garantia contra a disseminação da AIDS, porque o micro poro do material dela é seis vezes maior que o virus HIV. 


Assim, ao distribuírem camisinhas aos jovens o que eles fazem é incentivar o sexualismo precoce, a multiplicação inconsequente de parceiros, as relações sexuais antes do casamento, e mais do que tudo o sexo maldito, contrário a vida que é o sexo anal ou homossexual. É para isso que eles contribuem: para o pecado! E isso terá uma cobrança, em breve!


Diga-se a esta eminente autoridade da Igreja, que o padre peca por omissão, antes e acima de tudo, quando deixa de pregar sobre a castidade, sobre o pecado, sobre esta devassidão sexual que hoje contamina o mundo. Se isso fosse antes bem feito, não haveria necessidade de paliativos posteriores. Camisinha é remendo, e remendo maldito triplamente. Por ser contra a vida, por mentir que livra da doença, e por permitir a multiplicação dos pecados.

 

Tudo isso meus caros, atrai a ira divina. Sobre o mundo e sobre esta falsa igreja. O primeiro pagará pela omissão da segunda. A segunda sucumbirá por podre, no diluvio que se abaterá sobre o primeiro.



www.recados.aarao.nom.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 24/05/09 às 19:28:36 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES