ONDE APLICAR?
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.136.032
Visitas Únicas Hoje: 1.841
Usuários Online: 266
Sistema de Busca

 

Artigos Site Aarão
Aqui estão relacionados alguns dos artigos extraídos do site www.recados.aarao.nom.br, site do Sr. Arnaldo que com inspiração divina, colocam matérias belíssimas que nos aproximam do amor de Deus e nos conduz à salvação.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1984 - Impresso: 62 - Enviado: 40 - Salvo em Word: 55
Postado em: 29/10/10 às 19:25:17 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=6525
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão

Vejam esta carta que acabei de receber:

Caro Arnaldo, Você diz que no segundo semestre de 2011 haverá a quebradeira econômica a nível mundial. Eu acredito, até pela formação em economia que possuo.
Então, quero pedir um conselho seu para que possa repassar: O que devem fazer aquelas pessoas que têm economias guardadas, fruto de longos anos de trabalho?
Suponhamos que uma pessoa tenha R$200.000,00 em uma poupança. O que ela deve fazer com este dinheiro? Se continuar na poupança ela vai perder tudo. Não seria melhor tirar este dinheiro da poupança e ir comprando objetos que podem ser úteis na grande tribulação? O que você recomenda?

Vou escrever-te longamente porque quero colocar na internet! Serve para muitos! E sua pergunta me incitou imediatamente a escrever para muitos.
 
Veja, alguém já me fez esta mesma pergunta, sobre alguém que tenha sete milhões de reais...rss! Mas eu que não tenho nem 200 mil, sou suspeito para lhe dar esta informação, mas brincando eu respondi a aquele interlocutor: dá pra mim que eu sei o que fazer. Transformo tudo isso em tesouros para o Céu...
 
Veja, em 2000, janeiro, eu mudei radicalmente do meu pensar financeiro. Fiz uma consagração de tudo o que Deus me havia dado, porque era tudo Dele mesmo, e disse: sou agora seu administrador! E assim o Pai cuida dos meus negócios, e eu apenas dos negócios Dele, nos livros e custos do Movimento Salvai Almas. E lhe posso garantir que continuo sempre devedor, porque servo inútil! Ele me dá mais do que mereço! E já são 10 longos anos de preparação!
 
E desde lá para cá, tudo o que foi entrando, investi neste trabalho. Devo te dizer que hoje, tenho em dívidas prementes, de muitos mil reais, que vou empurrando para frente, na confiança plena de que, no momento certo, Deus me dará este dinheiro, e mais o que preciso, para continuar até o mês de dezembro de 2011, onde penso que será o máximo tempo que temos para empregar o dinheiro bem, antes que a besta o converta em créditos do chip, a partir do advento do anticristo.
 
Se você tem então 200 mil reais, veja que pode gastar mensalmente 14 mil reais, e ainda deixará um bom saldo para a fera. E se você leu meu artigo "O REDEMOINHO", perceberá que bem cedo dependeremos totalmente de Deus, e somente os que acreditarem Nele não passarão fome, nem sede.
 
Então não adianta ter dinheiro, ou investir em ouro, nem prata, nem ações, nem títulos, nem casas ou terras, porque tudo isso em breve será deitado nas ruas como lixo. Os bens duráveis voltarão para Deus que é dono de tudo. Os bens voláteis hão de sumir, porque são palhas que o vento leva. O profeta Ezequiel previu isso. Há gente que terá 70 bilhões de dólares no banco, e dará tudo isso por um simples prato de comida.... E não achará! Milhares de ricos gananciosos morrerão de fome e sede!
 
De fato, TODOS, perderemos TUDO. Inclusive o Bill Gates, que precisaria gastar 100 milhões de dólares todos os dias, e ainda assim não zeraria sua fortuna! Ele perderá tudo, o que significa ficar sem nada, apenas a vida, dom de Deus. Trata-se de confiar, ou confiar, porque quem armazenar com usura morrerá na miséria. Nós teremos de aprender que DEUS FAZ, que ELE É, e quem sem Ele nada somos, porque sem Ele nada existe. Felizes os que compreendem isso.
 
Veja, hoje mesmo estou precisando de 9 mil reais para fazer uma transferência, e desde a semana passada quebro a cabeça para conseguir isso... E com esta enorme dificuldade até este momento não consegui. E tem sido assim, porque deves ter acompanhado a minha saga financeira neste ano, com pessoas que não me pagaram, penso que chega perto de 100 mil reais... Não pagaram, a maioria, porque caíram na UTI, há cinco mulheres ainda lá. Mas a Mãezinha já disse que, adiante – não sei quando – todas elas entrarão em contato, o que parece impossível. Mas confio que será assim!
 
Deste modo, ao homem que tem 7 milhões de reais, digo que precisa esforçar-se para gastar bem, 500 mil reais por mês, 17 mil por dia, senão deixará saldo para o filho do diabo. Então, de minha parte, já desde os últimos 10 anos venho pensando que quando chegar a fera haverei de ter minha conta no zero, ele não ganhará nem um só centavo. Peço ao Pai que me dê esta graça. Também não quero ter mais nenhuma dívida, para que ele não tenha o que me cobrar, em troca do chip.
 
Ai você me pergunta: gastar no quê? Eu lhe digo: gastar em obras que levem você a reconstruir este patrimônio tão sofrido, lá no céu. Mande para lá, seu bom e farto material de construção, aplicando em obras da verdadeira Igreja, na evangelização, junto aos sacerdotes santos, dos que vivem a boa liturgia, o amor aos sacramentos, o respeito ao sagrado, a obediência indiscutível à Sua Santidade o Papa Bento XVI, passando longe dos que vivem a teologia da libertação, porque estes constroem casas aqui... E a nossa morada não é neste mundo! Como viste o que é daqui vai morrer!
 
Na verdade, nós, os filhos, deveremos nos acostumar DESDE JÁ, a confiar em Deus e a aprender a partilhar, ajudar a quem precisa, amparar os que sofrem, alimentar os que têm fome, praticando todas as chamadas obras de misericórdia, o que talvez nunca tenhamos feito. Insisto muito de desde muitos anos neste mesmo sentido, porque a razão assim nos manda, a simples inteligência ou sabedoria em discernir as passagens das Escrituras nos aponta isso. Haverá adiante uma imensa fome na terra: não para os filhos, os que repartem tudo! Estes não precisarão se preocupar! Aos gananciosos, os monturos, as lixeiras!
 
Muitos são os que guardam dinheiro, pensando em doença futura, e há tantos deles que usuram e se apegam tanto esta poupança em avareza, que acabam realmente doentes e precisando do dinheiro, que tantas vezes nem é suficiente. Morrem do mesmo jeito. Mas nós temos já agora o Óleo de São Rafael, e o Lencinho de Nossa Senhora, que vão curar - e já curam - todas as doenças, inclusive aquelas que a medicina não consegue curar. Imagine as doenças piores que virão!
 
Por exemplo, conheço uma pessoa destas e que é rica, buscou a medicina mais avançada do mundo, mas os médicos não conseguem encontrar a causa. Perguntamos para a Mãezinha, e ela disse: tem "tuberculose" cerebral! Só Deus cura!
 
Você já viu falar nisso? Nunca imaginei que uma coisa destas pudesse existir. Mas por que coloco este exemplo: porque quanto mais próximos chegarmos do anticristo, mais as doenças que os médicos não curam, irão acontecer e propagar, quando somente os "sacramentais" do Céu curarão. Para que servirá então o dinheiro? De fato, os remédios de farmácia que a besta explora, irão virar “placebo”, uma farinha ineficaz, porque naquele tempo os elementos da natureza se irão desagregar, embasbacando os cientistas.
 
Da mesma forma a comida. É preciso que desde já exercitemos a partilha, porque de nada adiantará alguém ser dono de uma fortuna, se não houver comida para comprar! Deus tem prometido através de seus profetas atuais, que colocará um "verme" nos depósitos de alimentos da besta, que apodrecerão de um momento para outro, alimentos estes que eles estão armazenando, para forçar o chip em troca de comida.
 
Mas se você conhece então um sacerdote fiel à Santa Missa e à Eucaristia, poderá levar a ele um Kit básico de subsistência, ele abençoará, e esta comida se haverá de multiplicar "ad infinitum" até que as feras hediondas tenham desaparecido do planeta.

Inclusive o trabalho, também isso deverá ser usado pela besta em troca de sua marca, mas veja que ela própria não terá como pagar, e os créditos colocados no chip serão inócuos porque não haverá alimentos para eles comprarem. Não precisará de dinheiro!
 
Então mesmo aqueles “marcados para comprar e para vender” como está em Apocalipse 13, não terão nem o que vender, nem o que comprar. Deus é Senhor de tudo, e somente quem confia Nele haverá de passar incólume pelo gigantesco redemoinho que chega, e haverá de engolir esta civilização do horror que criamos.
 
Claro, todos são livres para agir, fazer o que quiserem com seu patrimônio, e sempre instruo ao que me perguntam, para que todas as medidas que tomarem o façam em família, porque nem todos estão preparados para viver estas verdades que acima coloquei. Até mesmo em minha família encontro esta dificuldade, e eles já sabem minha posição: eles podem fazer o que quiserem com a parte que lhes cabe, mas a minha vai integralmente para a construção celeste! Naquela vou viver trilhões de milênios, nesta terrena mais alguns dias. Não acham que vale a pena?
 
De uma homilia do Padre Jonas eu aprendi sobre esta boa idéia de enviar bom e farto “material de construção” para o céu. De fato, Jesus disse em João 14, 1 Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim. 2 Na casa de meu Pai há muitas moradas. Não fora assim, e eu vos teria dito; pois vou preparar-vos um lugar. 3 Depois de ir e vos preparar um lugar, voltarei e tomar-vos-ei comigo, para que, onde eu estou, também vós estejais!
 
Jesus então só pode construir esta morada com seus anjos, se mandarmos para lá material bom e farto, para que estejamos com Ele em alegria plena e esfuziante. Eis que muitos morarão no Céu nas “COHAB”, porque terão suas casas construídas com as sobras de material dos outros. Terão casas malhadas, com pisos de cores diferentes, com retalhos e pintura malhada, porque em vida trataram de construir apenas aqui, não lembrando de que a eternidade é nosso fim.
 
Do nosso trabalho isso se pode ver, quando temos pessoas que ganham apenas um mísero salário mínimo, mas já divulgaram mais de 2 mil livros e pagam direitinho. Na outra ponta, temos gente com empresas de mais de mil empregados, e reclamam de pagar 10 reais de correio, quando pedem 10 livrinhos. A primeira mora aqui em uma casa malhada, construída quarto a quarto, durante uma vida. A segunda mora numa mansão soberba. Adivinhem se no céu não haverá troca de “propriedades”. Vejam como há diferença gritante no nível de apego ou desprendimento das pessoas! Quanto mais têm, mais querem, mais se agarram naquilo que passa!
 
Eu entendo perfeitamente a sua dificuldade em desprender-se de uma hora para outra daquilo que tanto suor lhe custou. Mas não temos três escolhas: ou caminhamos com o Deus da vida e vivendo, na partilha, ou nos entregamos à usura, ao ser esganado, e vamos à morte com o anjo negro. Porque este maldito nada terá para oferecer aos que o idolatram e seguem, uma vez que não tem poder de fabricar nem um átomo, quanto mais dar comida para os que o seguem e nele confiam.
 
É preciso então um grande exercício mental, uma boa carga de orações invocando ao Divino Espírito Santo, pedindo o dom da fé inabalável, do discernimento, para chegar a este ponto VITAL do desprendimento e desapego completo dos bens que passam. Isso não quer dizer que devamos torrar tudo, jogando fora, menos ainda gastando em farras e festas, nem que devamos deixar a família em necessidade. O primeiro passo é desapegar-se no coração, chegando ao ponto de que, se Deus me pedir TUDO neste momento, eu o faça com um sorriso nos lábios, e um amor intenso no meu coração.
 
Sei que este texto atingirá muitas pessoas, que pouparam durante anos para os dias da dificuldade, mas devemos atentar para aquela parábola de Jesus, do homem que fez uma grande colheita, teve de construir novos armazéns e disse: agora posso descansar sossegado durante muitos anos! Mas uma voz lhe disse: seu louco, ainda nesta noite Deus te pedirá contas de tua vida!
 
É tempo, pois de decisão, e ela não deve tardar. Quanto mais adiamos isso, mais difícil será, porque no meio do redemoinho será tarde, não dará tempo de aplicar bem os recursos que temos, e tudo se perderá. E as pessoas sofrerão muito, vendo sumir pelo vórtice tudo aquilo que acumularam, com tanto esforço, suor e trabalho!
 
E deve ser tal que, mesmo que nossa família não aceite e que em atenção a ela nós deixemos o saldo para a fera, nosso coração deve estar preparado para não sofrer, até porque sabemos que estes créditos são de vento, somem, e nem a fera poderá fazer bom uso dele. Devemos estar preparados para aceitar com naturalidade, e dispostos a perder tudo sem sofrer.
 
Porque sim, adiante virá o Reino do Amor e da eterna partilha, onde haverá fartura de bens para todos, para felicidade geral de todas as nações. Será fantástico este tempo, onde os homens não terão mais que se preocupar com dinheiro, porque este terá desaparecido para sempre. De fato, a marca da besta selará para sempre o fim das moedas, que sumirão no ralo do tempo, sem deixar rastro nem memória. Porque o dinheiro é uma ferramenta poderosa do diabo, basta ver a ganância com que muitos se apegam a ele. Pode-se dizer que hoje ele é o maior ídolo do mundo moderno!
 
Se nós queremos, então, abater este monstro, não temos outro caminho que não seja buscar amparo Naquele que diz assim em Isaías 55, 1 Todos vós, que estais sedentos, vinde à nascente das águas; vinde comer, vós que não tendes alimento. Vinde comprar trigo sem dinheiro, vinho e leite sem pagar! 2 Por que despender vosso dinheiro naquilo que não alimenta, e o produto de vosso trabalho naquilo que não sacia? Se me ouvis, comereis excelentes manjares, uma suculenta comida fará vossas delícias.
 
A palavra diz bem claro: se Me ouvis! Ou seja: é preciso confiar plenamente em Deus, que fará tudo e será tudo para aqueles que se colocam amorosa e livremente em Suas mãos. Aí sim, a humanidade restante – aquela parte humilde, que confia plenamente – haverá de viver aquilo que perdemos desde Adão: os excelentes manjares, a comida suculenta e farta para delícia de todos! E teremos esquecido este tempo de horror, de apego e de idolatria ao dinheiro, causa de dilúvios infindáveis de dores e males, desde que a moeda foi inventada.
 
Que cada um medite em seu coração naquilo que vai fazer com suas economias, para que elas não se tornem um fardo pesado na grande travessia. Como Jesus pediu aos discípulos que Ele enviava e está em Mateus 10, 9 Não leveis nem ouro, nem prata, nem dinheiro em vossos cintos, 10 nem mochila para a viagem, nem duas túnicas, nem calçados, nem bastão; pois o operário merece o seu sustento. E o sustento destes operários dos fins dos tempos, será apenas a confiança no Altíssimo.
 
Vejam que os profetas Jeremias e Joel prenunciaram que haveria um tempo de escassez imensa, em todo o planeta, fruto de uma convulsão assombrosa que se abaterá sobre a humanidade. Isso ainda não aconteceu, mas virá em breve e Deus permitirá este tempo de infortúnio, para que o homem finalmente compreenda o quão volátil é a moeda, e o tamanho da tolice em apegar-se a aquilo que passa.
 
Eis porque Jesus nos ensina assim em Mateus 6, 19 Não ajunteis para vós tesouros na terra, onde a ferrugem e as traças corroem, onde os ladrões furtam e roubam. 20 Ajuntai para vós tesouros no céu, onde não os consomem nem as traças nem a ferrugem, e os ladrões não furtam nem roubam. 21 Porque onde está o teu tesouro, lá também está teu coração. E há tristeza, quantos bilhões de corações ainda apegados, aferrados aos tesouros terrenos!...
 
Jesus também disse que quando tivesse aprontado no Céu nossa morada, viria nos buscar. E eu pergunto: se você morresse agora, sua casa já estaria pronta? Não faltaria nada, nem telhado, nem pintura? Ou falta o fundamento da fé, as paredes da misericórdia, o ferro inquebrantável da partilha, o cimento que é a liga do amor, o reboco e a pintura da esperança, o telhado protetor da plena confiança em Deus? Com certeza existem milhões de casas inacabadas no Céu, e muitas delas estão sendo construídas com restos de material dos poucos que se entregam, sofrem e confiam.
 
Chega o tempo então da grande divisão, ou quente ou frio, os mornos serão vomitados. Não haverá mais coluna do meio, quem sentar no muro divisor verá que ali quem manda é o diabo. Porque Deus não força ninguém a nada, mas exige – e com direito – uma decisão plena, inarredável, consciente e confiante; Deus não admite ter metade de um coração: o tem inteiro, ou não quer nada!
 
Acham que á fácil a decisão? Que cada um se examine a si mesmo, e veja como vai agir doravante, o que vai fazer com os recursos que Deus lhe permite obter. Vejo com imensa e emocionante alegria, uma pessoa que poupa 10 reais para comprar um livro e dar de presente. Acreditem esta é uma pedra sólida no fundamento da casa celestial! Não imaginem que é preciso despender quantias vultosas para construir uma bela casa no céu, pequenas pedras, mas muitas produzem o mesmo efeito: o cimento do amor as pode unir, formando um bloco coeso e indestrutível!
 
Já que tocamos neste assunto, penso que é interessante falarmos no lado contrário, e quem sabe, o que atingirá mais gente: falo dos endividados, e dos que pretendem ainda fazer dívidas! Ontem mesmo alguém me perguntava se não estaria sendo desonesto, sabendo que faltam apenas um ano e pouco para o fim do dinheiro, se contraísse um empréstimo a ser pago em 8 anos! Que você faria?
 
Simples, a vida deve continuar plena, porque se você souber que amanhã vai acabar o mundo, e tem o projeto de construir uma casa, deve lançar hoje ainda o fundamento. E se precisar de um empréstimo de longo prazo faça isso sem medo! E sem ter peso na consciência! Sem medo porque quando você não tiver mais condições de pagar seu empréstimo pela falência do mundo, também o banco estará quebrado, e sem condições de vir ao seu encalço.
 
Porque não tenha dúvida de que se existe uma entidade do planeta que será dilapidada serão os bancos – ai dos funcionários de bancos – porque milhares de pessoas irão partir para cima deles, buscando seus ativos, seus depósitos, aplicações e poupanças. E como os malditos usam apenas de 10% de moeda para atender 100% dos depósitos, não terão como devolver. Por isso eu digo: ai dos gerentes e funcionários de bancos!
 
É sobre eles que a ira furibunda dos depositantes se despejará! Mesmo que nada tenham a ver com o fato! Os aferrados ao dinheiro, que durante a vida inteira pouparam com sacrifício tentarão obter o seu nem que seja na marra. Lembro dos tempos do plano da Zélia, onde um senhor ao saber da notícia do seqüestro do dinheiro, veio do interior com um saco vazio nas costas e ficou horas berrando na frente da agência bancária, onde tinha milhões depositado, e ninguém sabia! Foi preciso medicá-lo para que entendesse! E haverá milhares de casos assim!
 
Claro que, se você, sabendo disso, tentar tirar espertamente proveito desta situação e agir de ma fé, poderá ter que acertar contas com Deus adiante, porque estará tendo o mesmo pensamento de Judas: se Jesus vai morrer de qualquer jeito, porque não posso lucrar 30 moedas pela vida Dele? Tudo deve então seguir a ordem natural, buscando sempre equacionar tudo para que as famílias decidam conjuntamente, sobre aquilo que pertence a todos. Ativos financeiros e dívidas!
 
É o que procuro equacionar aqui com as minhas dívidas. Meus filhos participam, e me fazem mil sugestões, mas eu não tenho por onde fugir, e por isso me exercito todos os dias no confiar, e confiar, e confiar cada dia mais cegamente, porque diante do volume é humanamente impossível resolver em tão pouco tempo. Por isso eu lhes digo: Deus sabe de mim! A obra é Dele, a Mãe que pediu, então o Paizinho resolverá! Sempre do jeito Dele, na hora em que assim achar por bem.
 
Como eu já citei em mais textos, nossa palavra chave doravante será: confia no Senhor! Como Isaías diz em 28, 16 quem confiar em Deus jamais será confundido. Ou em 2ª João 2, 28 E agora, filhinhos, permanecei nele, para que, quando aparecer, tenhamos confiança e não sejamos confundidos por ele, na sua vinda. E como esta vinda está próxima, não esperemos para sermos pegos de surpresa. Peço que cada um tente examinar seu coração, para ver como ele se comporta. Comecem no pouco, e chegarão ao muito, e depois ao todo!
 
Porque o vórtice se aproxima, e ele engolirá todas as economias do planeta! Não deixe que seu esforço seja sepultado ali sem produzir frutos. Semeie antes, para que Deus possa colher depois com fartura. Aí sua casa no céu será bela! E será para sempre! Mas aplique onde pode colher frutos de eternidade!
 
Que Deus nos dê forças a todos nós, para que na hora da grande travessia, estejamos leves, desprendidos de pesos inúteis, de moedas falsas e coisas fúteis, somente mãos cheias de obras de sentido eterno.
 
Em síntese: Aplique seus tesouros no Céu, e ali estará também o teu coração! Agora você decide! (Aarão)



www.recadosaarao.com.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 29/10/10 às 19:25:17 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES