Espacojames


Página Inicial
Listar Artigos




Artigo N.º 15631 - Quando sua família se sentir distante de Deus…
Artigo visto 383




Visto: 383
Postado em: 27/12/19 às 23:29:11 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=15631
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

Nós podemos não ser como a Sagrada Família. Mas Jesus, Maria e José viveram (em grande parte) como nós – e têm muito a nos ensinar

Jesus escolheu, por um tempo em sua vida, tornar-se completamente dependente de seus pais.

Maria e José assumiram todas as responsabilidades de cuidar de uma criança. Há 2.000 anos, a Virgem Maria conheceu todos os aspectos da maternidade. Ela banhou o menino Jesus. Ela o alimentou. Ela aconchegou-o. José também tendia a chorar. Podemos imaginá-lo apoiando a Mãe Santíssima, dedicando todas as suas virtudes aos cuidados da família.

É uma imagem adorável. No entanto, cenas românticas da vida na Sagrada Família são muito mais do que mero sentimento. O encontro com a Sagrada Família é outra maneira de entender uma verdade cristã fundamental: Jesus é como nós em todas as coisas, exceto no pecado.

Jesus tinha tias, tios, primos. Como ele poderia não ter conhecido as celebrações familiares? Festas de casamento? Regozijando-se com novos nascimentos? Luto pela morte? Jesus teria visto sua mãe cuidar pacientemente de sua família. Ele viu o amor forte e fiel que José derramou sobre eles.

A vinda de Deus à terra está intimamente ligada à expressão básica da comunidade humana: a família. A família deve ser a primeira experiência de amor. Pais e mães devem contemplar com amor os filhos, aceitando-os como presentes de Deus, cuidando deles, amando-os. As crianças, por sua vez, devem olhar com amor o que seus pais, embora imperfeitamente, tenham feito: vendo suas virtudes pelo que são e retornando as primeiras expressões de amor com amor. Tomás de Aquino descreve a dívida que os filhos têm com os pais como “quase infinita”.

Dessa maneira, os pais tentam imitar Deus, que livremente cria e se entrega. Deus, que fez o mundo o tempo todo desejando o melhor para os homens, oferece à humanidade um convite para entrar em Seu amor. Ele é um pai. Pai amoroso, ele permite que seus filhos escolham se devem ou não devolver esse amor.

Jesus, nascido de uma virgem, entra neste mistério. Quando criança, ele se submete ao amor e às provações da vida familiar. A família, que é a entrada escolhida por Jesus para o mundo, começa a ter um significado não apenas sociológico, mas também salvador. Jesus não veio em uma nave espacial, em uma pintura ou apenas como uma palavra escrita. De todas as maneiras possíveis de proclamar sua verdade salvadora ao mundo, ele se inseriu nela como um bebê. Ele veio como parte de uma família. Dessa maneira, desde o início, a vida em família faz parte do plano de nossa salvação.

Mas às vezes nossas famílias se sentem muito distantes da Sagrada Família. Em alguns aspectos, isso não é surpresa. Afinal, a Sagrada Família era composta por duas pessoas que não tinham conhecido nenhum pecado, e uma terceira que era “justa”. As famílias comuns não são como essa.

Além disso, sabemos muito pouco sobre a vida real da Sagrada Família. A vida deles é oculta. Como freiras contemplativas ocupadas no claustro, afastadas do mundo, a vida da Família de Nazaré permanece obscura. Há tantos detalhes sobre a Sagrada Família que estão encobertos:  José preferia ovos mexidos ou algo mais fácil no café da manhã? Quais eram os tecidos favoritos de Maria para fazer roupas? Com que tipos de brinquedo Jesus brincava?

Por causa da natureza oculta da vida da Família de Nazaré e da natureza absolutamente única de sua santidade, não basta dizer simplesmente: “devemos ser como a Sagrada Família.” A Sagrada Família tem que ser algo maior do que um modelo; tem que ser algo mais do que personagens dos quais nos lembramos.

Podemos não ser tão parecidos com a Sagrada Família quanto desejamos, mas eles são exatamente como nós. Eles vêem as alegrias e sofrimentos, as esperanças e provações de nossas famílias, e os conhecem bem. Agora numerada como “santos entre os santos nos corredores do céu”, a Sagrada Família pode olhar para nós a qualquer momento e derramar as graças e a misericórdia do céu.

Nascer em uma família cristã significa que nunca, nunca poderemos estar sozinhos. O mistério da nossa salvação está envolvido neste mistério da comunhão. Cultivar a santidade na vida familiar não consiste em enviar os filhos para as melhores escolas. A salvação não se consegue comprando uma casa confortável ou boas férias. Não é necessário ter um plano ordenado para o futuro. Nosso lar será perfeito quando nossos relacionamentos forem perfeitos: quando expulsarmos o pecado e alcançarmos a verdadeira comunhão.

O pecado é a única coisa que não pertence à Sagrada Família. É o que desejamos expulsar de nossas famílias. Desejamos ser um em caridade, estar em total comunhão. Esta é a promessa da Sagrada Família: ser unidade em Jesus, Maria e José.

Sagrada Família de Nazaré, alcançai para nós a graça do perfeito amor na vida familiar!


Fonte: aleteia.org



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

LEIA TAMBÉM
10 passos para rezar contemplativamente um texto bíblico
Você está preso ao passado ou preocupado com o futuro? S. João Paulo II tem o caminho para a liberdade
A santa que foi vítima de abuso sexual
Como São Hilário converteu um bando de ladrões com uma simples resposta
Viúva, viúvo: como continuar a viver sem o outro?
Em caso de crise espiritual, estas 4 palavras são um caminho de cura
Conselhos bíblicos para 18 situações do dia a dia
O significado do nome de São Miguel e a maneira como deveríamos levar nossa vida
4 lições de Sta. Teresinha do Menino Jesus para uma vida espiritual simples e plena
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.261.856
Visitas Únicas Hoje: 1.743
Usuários Online: 305