Espacojames


Página Inicial
Listar Artigos




Artigo N.º 6680 - Meditando sobre a causa da tristeza da Santíssima Virgem
Artigo visto 2740




Visto: 2740
Postado em: 20/11/10 às 13:21:24 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=6680
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

EDITORIA

No dia 16 de dezembro de 1957, três anos antes do Concílio Vaticano II que tantas feridas trouxe e ainda continua trazendo à Igreja, esteve com a Irmã Lúcia de Fátima o padre mexicano Agostinho Fuentes, escolhido vice-postulante para a causa de beatificação dos partorzinhos Francisco e Jacinta. O encontro deu-se no Convento de clausura de Coimbra, onde Irmã Lúcia viveu desde que se tornou carmelita descalça.

O sacerdote relata que a religiosa o recebeu cheia de tristeza, magra e muito aflita, comunicando-lhe suas meditadas preocupações.

Passados quase 100 anos é realmente impressionante constatarmos a atualidade e o cumprimento à risca da Mensagem de Fátima; o meio caminho já andando; o quanto ainda falta e, sobretudo, os meios que a Providência continua nos concedendo para a reversão dos trágicos acontecimentos que, de acordo com nossa resposta aos apelos do Céu, implicam diretamente na salvação ou perda de nossas almas.


A causa da tristeza de Nossa Senhora

Padre, a Senhora está muito triste porque não se deu atenção à sua mensagem de 1917. Nem os bons nem os ruins tomaram conhecimento. Os bons seguem o seu caminho sem preocupar-se com atender às indicações celestes; os ruins, marcham na estrada larga da perdição sem tomar nenhum conhecimento das ameaças de castigo. Creia, padre, o Senhor Deus muito em breve castigará o mundo. O castigo será material e o padre pode imaginar quantas almas cairão no inferno se não se rezar e fizer penitência. Esta é a causa da tristeza de Nossa Senhora".


Nações sem Deus serão o flagelo escolhido por Deus para castigar a humanidade

Padre, diga a todos o que a Senhora tantas vezes me disse: Muitas nações desaparecerão da face da Terra. Nações sem Deus serão o flagelo escolhido por Deus para castigar a humanidade se vós, por meio da oração e dos santos Sacramentos, não obtiverdes a graça da conversão dessas nações."

O demônio está travando a batalha decisiva contra a Senhora

"Diga, padre, que o demônio está travando a batalha decisiva contra a Senhora, e o que aflige o Coração Imaculado de Maria e de Jesus é a queda das almas religiosas e sacerdotais. O demônio sabe que religiosas e sacerdotes, descuidando de sua excelsa vocação, arrastam muitas almas para o inferno. Estamos ainda em tempo de evitar o castigo do Céu. Temos à nossa disposição meios muito eficazes: a oração e o sacrifício. Mas o demônio faz de tudo para distrair-nos e tirar-nos o gosto pela oração. Ou nos salvaremos ou então nos danaremos juntos."


A convocação de Nossa Santíssima Mãe

Porém, padre, é preciso dizer às pessoas que não devem permanecer à espera de uma convocação à oração e penitência, nem de parte do papa, nem dos bispos, nem dos párocos, nem dos superiores gerais. Chegou o tempo de cada um, por sua própria iniciativa, realizar santas obras e reformar a sua vida segundo a convocação de Nossa Santíssima Mãe. O demônio quer se apossar das almas consagradas, trabalha para corrompê-las, para instigar muitos à impenitência final; serve-se de todas as astúcias, sugerindo até mesmo o aggiornamento (o modernismo) da vida religiosa. Resulta disso a esterilização da vida interior, o esfriamento nos leigos do espírito de renúncia aos prazeres e a total imolação a Deus."

Os dois fatos que concorreram para santificar Jacinta e Francisco

Lembre-se, padre, de que foram dois fatos que concorreram para santificar Jacinta e Francisco: a grande tristeza da Senhora, e a visão do inferno. A Senhora encontra-se como que entre duas espadas: de um lado vê a humanidade obstinada e indiferente às ameaças de castigos; de outro, vê a profanação dos santos Sacramentos e o desprezo dos avisos de castigo que se aproximam, permanecendo incrédulos, sensuais, materialistas."

Os últimos remédios dados ao mundo

A Senhora não disse claramente que nos aproximamos dos últimos dias. Mas me deu a entender, repetindo isso três vezes: na primeira, que o demônio está para iniciar a luta decisiva, isto é, final, da qual sairemos vitoriosos ou vencidos, ou estamos com Deus ou estamos com o demônio. Na segunda vez me repetiu que os últimos remédios dados ao mundo são o Santo Rosário e a devoção ao Imaculado Coração de Maria. E últimos significa que não haverá outros."

A Virgem Santíssima deu grande eficácia ao Santo Rosário

“Na terceira vez, disse-me que esgotados os outros recursos desprezados pelos homens, oferece-nos com temor a última âncora de salvação: a Santíssima Virgem em pessoa, com suas numerosas aparições, suas lágrimas, as mensagens dos videntes espalhados por toda parte do mundo. E a Senhora disse ainda que se não a ouvirmos e continuarmos na ofensa, não seremos mais perdoados, será como recusar aberta e conscientemente a salvação que nos é oferecida, e isto no Evangelho é chamado o pecado contra o Espírito Santo. Padre, é urgente que tomemos consciência da terrível realidade. Não se quer encher as almas de medo, mas é uma convocação urgente à realidade, porque desde que a Virgem Santíssima deu grande eficácia ao Santo Rosário, não problema material ou espiritual, nacional ou internacional, que não possa ser resolvido por ele e pelos nossos sacrifícios. Recitá-lo com amor e devoção, consolando Maria, enxugará tantas lágrimas de Maria Santíssima, de seu Imaculado Coração, nos salvaremos e obteremos a salvação de muitas almas."

 
Caminho seguro para o Céu

Na devoção ao Imaculado Coração de Maria, aproximaremos o trono da clemência, da serenidade e do perdão e encontraremos nele o seguro caminho para o Céu”.


Fonte: Da conferência feita no México pelo padre Agostinho Fuentes, em 22 de maio de 1958.

Essa publicação gerou e ainda tem gerado uma série de interpretações fantasiosas.

Muitos acreditam equivocadamente que seja este texto a revelação do Terceiro Segredo. Também elementos da alta hierarquia da Igreja, saturados pelo espírito conciliar que sempre se opôs frontalmente à Mensagem de Fátima, reagiram (e ainda reagem) negativamente à publicação desse testemunho de Pe. Fuentes. [ Cf. 33.- Os insistentes apelos de Irmã Lúcia ao Clero e também 35.- O misterioso encobrimento do terceiro segredo ].

 




Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!



LEIA TAMBÉM
Encontrar-se com Deus e ser encontrado por Ele
Desceu à mansão dos mortos
Eu estava errado. Perdoe-me!
História, atentado e restauração da imagem de Nossa Senhora de Aparecida
Miguel, Miguel do Amanhecer...
Quanto à observância do Domingo, pela Igreja Católica
A Agenda do Controle Populacional
RECOLHIMENTO DO DOMINGO
Pastores ou cães contra as ovelhas?
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.591.072
Visitas Únicas Hoje: 250
Usuários Online: 141