TESTEMUNHO DE CONVERSÃO DE UM EX-ADVENTISTA
Espacojames



Página Inicial
Listar Testemunhos




Artigo N.º 3915 - TESTEMUNHO DE CONVERSÃO DE UM EX-ADVENTISTA
Artigo visto 5402




Visto: 5402
Postado em: 26/12/09 às 22:19:21 por: James
Categoria: Testemunhos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=24&id=3915
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Testemunhos


Por Jaime Francisco de Moura


Bruno Cornacchiola, nasceu em 1913. Com 23 anos foi a Espanha como voluntário para lutar a favor dos comunistas na guerra civil. Lá fez amizade com um fanático protestante alemão e com ele decidiu lutar contra o Catolicismo.

Em 1939, retornou à Itália odiando a Igreja Católica e nutrindo o propósito de matar o Papa. Fez de tudo para afastar a esposa do Catolicismo; queimou as imagens dos santos e um crucifixo que a esposa tinha em casa. Depois, a esposa, para evitar brigas, deixou de frequentar a Igreja Católica.

Bruno começou a preparar um sermão para um culto de domingo à noite, quando presenciou uma surpreendente aparição de Nossa Senhora. Era sábado à tarde e Bruno estava sentado à sombra de eucaliptos numa área próxima à Abadia das Três Fontes, onde o apóstolo Paulo teria sido decapitado em Roma. Segundo a tradição católica, a cabeça do apóstolo dos gentios teria rolado e tocado o solo por três vezes após a decapitação e, exatamente nesses locais, teriam surgido as Três Fontes.

 

Os três filhos de Bruno, Gianfranco, Carlo e Isola, de quatro, sete e dez anos, corriam pelo bosque e brincavam com uma bola, enquanto ele procurava passagens bíblicas para fundamentar seu sermão contra a adoração de Maria. Algum tempo depois, a bola desaparece e as crianças pedem a ajuda do pai para encontrá-la. 

 

Bruno logo encontrou a bola e passou a brincar com seus filhos até que em um dos chutes que deu a bola subiu de forma tão espantosa que desapareceu e não deu para ver onde caíra. Novamente ele saiu para procurá-la e recomendou aos filhos que permanecessem onde estavam. 

 

Enquanto procurava a bola, Bruno gritava o nome dos filhos para certificar-se de que continuavam onde os havia deixado. Lá pela quarta vez, Gianfranco, o garoto menorzinho não respondeu e Bruno voltou para procurá-lo. Quando o encontrou, estava próximo à gruta das três fontes, com as mãozinhas juntas, olhos fixos e dizendo: "Bela senhora, bela senhora!"

 

Bruno falou com ele, mas o garoto não reagiu. Aí o pai gritou pela filha Isola que veio correndo e também caiu de joelhos, dizendo as mesmas palavras. Com Carlos, o filho mais velho, aconteceu a mesma coisa. Bruno pensou até que estivessem brincando com ele.

 

Tentou levantá-los, mas não conseguiu porque estavam muito pesados. "Meu Deus, salva-nos!" foram as últimas palavras de Bruno antes que tudo se escurecesse e ele sentisse uma dor aguda nos olhos. Em seguida, mãos misteriosas lhe devolveram a visão e ele também caiu de joelhos.

 

Uma luz sobrenatural iluminou a gruta e logo se formou diante dele a figura de uma mulher de aparência humana, de cabelos negros, vestida com uma túnica branca, uma faixa cor-de-rosa à cintura e um grande lenço verde esmeralda sobre a cabeça. Uma intensa fragrância de rosas e lírios tomou conta do lugar. A forma feminina estava descalça e trazia um livro de capa escura sobre o peito: A Bíblia!

 

Era Nossa Senhora que dirigiu então estas palavras a seu perseguidor: "Sou aquela que está na Trindade Divina. Sou a Virgem da Revelação. Tu me persegues. Mas agora, basta! Entra para o santo redil, a corte celeste na Terra. Obedece à autoridade do Papa".

 

A virgem falou-lhe ainda sobre sua assunção ao Céu (dogma que naquele momento ainda não havia sido declarado por Roma) e explicou-lhe como poderia reconhecer um sacerdote que o ajudaria a reconciliar-se com Deus e com o Papa. Bruno mudou de vida daquele dia em diante. Encontrou depois de muito tempo, o sacerdote indicado por Nossa Senhora, o qual o instruiu sobre as verdades da fé Católica.

 

Em 9 de dezembro de 1949, Bruno se encontrou com Pio XII e a ele comunicou a mensagem da Virgem. O Papa Pio XII já sabia, através da vidente Luigina Sinapi (1916 ? 1978), que em 1937 houve uma aparição de Nossa Senhora na mesma gruta. Nesta ocasião ela lhe disse: "Eu retornarei a esse lugar para converter um homem que lutará contra a Igreja de Cristo e desejará assassinar o Santo Padre. Vai agora à Basílica de S. Pedro e lá encontrarás uma religiosa que te fará conhecer o seu irmão, que é um cardeal. A ele deves levar a mensagem. Deverás dizer ao cardeal que logo mais ele será o novo Papa?!

 

A vidente foi à Basílica e encontrou a marquesa Pacelli, irmã do cardeal Eugênio Pacelli, a qual a levou ao irmão. Assim se entende porque, em 1947, o Papa logo acreditou nas aparições de Trè Fontane" e, alguns meses depois, em 5 de outubro, benzeu a estátua da Virgem Maria que seria colocada na gruta.

 

Bruno Cornacchiola teve outras aparições naquele lugar. No dia 5 de maio de 1947 ele estava agradecendo a graça da conversão, quando Nossa Senhora lhe apareceu sorridente, sem falar. Era a maneira de mostrar sua alegria pela volta do filho pródigo. Alguns anos depois, ela apareceu e lhe disse. "Neste lugar quero ter um santuário a ser venerada com novos títulos. Virgem da Revelação e Mãe da Igreja". A minha casa deve ser aberta para todos, a fim de que possam entrar nela, a casa do socorro, e se converterem. Os sedentos e confusos virão aqui para rezar e encontrar o sentido da vida.

 

Bruno está agora com 87 anos. Ele ainda se lembra que, ao regressar para casa, contou tudo à sua mulher, depois de buscarem a ajuda indicada pela virgem, voltaram para a Igreja Católica. Em 7 de maio de 1947, abjuraram a fé adventista. 

 

As aparições da Virgem da Revelação desde então nunca cessaram. Milagres de cura e até incríveis fenômenos celestes marcaram o ministério de Bruno Cornacchiola frente ao SACRI (Schiere Arditi di Cristo Re Immortale), uma comunidade Católica de caridade, piedade e apostolado leigo para homens e mulheres, fundada por ele, com ramificações nas cidades italianas de Gênova, Latina, Nápoli, Spoleto, Torino, Anzio, Narni, e até na Austrália. 


 


Fonte: Aparições de Nossa Senhora " Ernesto N. Roman " Editora Paul



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Lenço Branco de N. Senhora
Saiba o que é, como fazer e as orações necessárias.
Óleo de São Rafael e Santa Filomena
Saiba mais sobre este santo remédio em tempos difícies
As 15 Orações de Santa Brígida
As promessas de Jesus para a alma que rezar estas orações.
Jesus eu Confio em vós
Nada negarei a alma que às 3 hs da tarde recitar minhas orações
Devoção às Gotas de Sangue de Cristo
Será livrado das penas do Purgatório.
Para os irmãos protestantes
Foi no colo de uma mulher que Deus colocou toda esperança do mundo



Total Visitas Únicas: 8.837.019
Visitas Únicas Hoje: 444
Usuários Online: 189