Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 12717 - Com a autorização do Papa Francisco, Santa Sé publica relatório conclusivo do Sínodo.
Artigo visto 1449




Visto: 1449
Postado em: 21/10/14 às 20:38:42 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=12717
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Com a autorização do Papa Francisco, foi publicada na noite de sábado a Relatio Synodi, o relatório conclusivo do Sínodo.

O documento foi aprovado na Sala Sinodal após a votação, um por um dos 62 parágrafos. Três pontos em particular – a comunhão para os divorciados recasados e a homossexualidade – não atingiram a maioria dos 2/3. “Foi desejo do Papa. O Papa disse: ‘Quero que seja publicada esta Relatio, e por questões de transparência e clareza, que se diga quantos foram os votos favoráveis ou não favoráveis, número por número, de forma que não existam confusões ou equívocos sobre isto”. Assim Padre Lombardi ilustrou aos jornalistas reunidos na Sala de Imprensa da Santa Sé a decisão do Santo Padre em publicar a Relatio Synodi, acompanhada pela tabela das votações.

O documento retoma, em substância, a estrutura e os conteúdos principais do ‘Relatório após a discussão’, apresentado em 13 de outubro na Sala do Sínodo pelo Relator Geral da Sessão, Cardeal Peter Ërdo. Ela recolhe também muitas das 470 emendas apresentadas pelos Padres Sinodais, reunidos nos Círculos menores:

Em particular, vocês observarão a ampliação das primeiras duas partes, o que foi pedido por muitos relatórios dos Círculos menores, para dar maior equilíbrio ao conjunto, não falar prevalentemente ou somente dos desafios ou das dificuldades, mas também falar mais do aspecto positivo sobre a família. Portanto, é um texto mais amplo e que pretende ser mais equilibrado e desenvolvido”.

Os parágrafos que não atingiram a maioria dos dois terços são os número 52, 53 e 55, relativos às diversas posições sobre a Comunhão para divorciados recasados, sobre a proposta da comunhão espiritual – sobre a qual deverão ser feitos ulteriores aprofundamentos – e sobre as uniões homossexuais, que são rejeitadas, não obstante se diga que os homens e mulheres com tais tendências devem ser acolhidos com “respeito e delicadeza”. Todavia – explica Padre Lombardi – o esforço da Relatio Synodi é o de ser inclusivo e portanto se pode falar de um consenso também sobre estes números:

"Temos em cada um destes números uma dimensão do consenso, evidentemente, uma dimensão que pode ser muito ampla ou uma dimensão que pode ser mais limitada, mas isto significa que existe um assunto que deve ainda ser amadurecido ou aprofundado porque, evidentemente, o consenso da Assembleia não era suficientemente maduro para a formulação com que foi apresentado”.

Em relação ao Relatório precedente, a Relatio Synodi não faz mais referência à lei da gradualidade, não fala de crianças que vivem com casais do mesmo sexo e reitera com mais força que as uniões homossexuais não são equiparáveis ao matrimônio entre homem e mulher, sublinhando que não são aceitáveis pressões sobre os bispos relativo a este ponto. Ulteriores temas serão acrescentados em relação ao documento precedente. Por exemplo, o desejo de que os processos de nulidade matrimonial sejam gratuitos, a atenção para as adoções, o alarme para a pornografia, pelo uso distorcido da web e para as mulheres e crianças vítimas de abuso sexual. Por fim é agradecido às tantas famílias fieis a Cristo pelo testemunho. Assim conclui-se o Sínodo Extraordinário sobre a família se conclui, mas o caminho sinodal prossegue para a Assembléia Ordinária de outubro de 2015, dedicada à Família e para a qual a Relatio Synodi atual servirá como documento preparatório. (JE)


Fonte: http://blog.comshalom.org/carmadelio



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

LEIA TAMBÉM
Estado Islâmico decreta que cristãos são seus maiores inimigos.
Coletiva de ministro é invadida por policial anunciando a volta de Jesus
A cultura laica está transformando a ideia de ‘casamento’ em algo completamente diferente do matrimônio cristão.
Enquanto alguns católicos duvidam, os demônios creem e estremecem diante da presença real de Jesus na Eucaristia.
Uma foto que reforça a força das convicções, mesmo contrariando a massa disforme.
Uma pastor reformado, um luterano e uma batista participam do Sínodo da Família no Vaticano.
Os jovens franceses que optam pela "jihad" islâmica. Porque o fazem?
Conheça alguns pontos do relatório de trabalho do Sínodo com temas pastorais mais “delicados”.
Vaticano desmente a mídia: Nem o Sínodo nem o Papa Francisco tomaram decisões doutrinais.
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.335.843
Visitas Únicas Hoje: 1.842
Usuários Online: 341