Vida em outros planetas, ciência e fé
Espacojames



Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 15985 - Vida em outros planetas, ciência e fé
Artigo visto 592




Visto: 592
Postado em: 28/09/20 às 20:07:20 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=15985
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque


Haveria também vidas extraterrestres inteligentes? Em caso positivo, que diz a Teologia Católica?

-----
Espacojames: Lei o artigo Artigo N.º 8339 - Satanás e a Ufologia
------

Órgãos de imprensa noticiaram a possibilidade de vida microbiana fora da Terra. Daí a questão: Poderia haver também vidas extraterrestres inteligentes? Em caso positivo, o que diz a Teologia Católica? – Este artigo oferece breve resposta a esta questão.

Em suma, a matéria “Molécula detectada em Vênus pode indicar vida microbiana extraterrestre”, de Sandra Rabine, na Folha de São Paulo, online, de 14/09/2020, afirma que o encontro de fosfina (gás que na Terra só existe por atividade industrial ou produzido por micróbios de ambientes anaeróbicos, ou seja, sem oxigênio), em Vênus, seria o mais forte indício de que há vida – de micróbios, no caso –, fora da Terra.

Clara Souza-Silva, astroquímica portuguesa do Mit (EUA), parece confiante ao afirmar: “Com o conhecimento atual que temos sobre química e sobre Vênus não existe uma explicação possível para a presença de fosfina nas nuvens do planeta que não seja vida”. Já o astrofísico Marcelo Borges, do Observatório Nacional (ON), se mostra mais cauteloso quando assegura poder “ser um processo não biológico que produz fosfina e que desconhecemos porque não existe na terra”. O assunto é estritamente científico e só o tempo nos oferecerá, talvez, respostas. A nós, por ora, interessa a questão: Haveria também vidas extraterrestres inteligentes? Em caso positivo, que diz a Teologia Católica?

Respondemos – a título de hipótese – que pode existir vida inteligente fora da Terra. O assunto é debatido há séculos. Xenófanes, filósofo grego do século VI a.C., teria dito que a Lua possuía habitantes inteligentes. Outros filósofos, incluindo Platão e Epicuro, anos mais tarde, defenderam teoria semelhante com relação a outros planetas. Já Aristóteles e os estoicos eram contra essa hipótese. Como quer que seja, quem reacendeu o debate foi o Cardeal Nicolau de Cue († 1464) ao afirmar que não existiria uma estrela sequer cuja presença de vida inteligente não fosse possível. Em 1868, Bernard le Bovier de Fontenelle publicou a famosa obra Pluralité des Mondes. Nela, defendia outros muitos mundos habitados por seres inteligentes. Seu livro foi, na época, defendido por bons teólogos jesuítas e dominicanos.

Chegamos, por fim, aos séculos XIX e XX que muito contribuíram com o debate no âmbito teológico. Sim, em 1884, o Padre Joseph Pohle, SJ, defendeu, em sua obra Die Sternenwelt und ihre Bewohner (Colônia, Alemanha), a existência de seres inteligentes em outros planetas. Fundamentava-se o estudioso jesuíta nos seguintes pontos: 1) Deus tudo criou para a sua glória. Pois bem, só os seres inteligentes são capazes de louvá-Lo como Ele deve ser louvado, com o coração (sentimentos) e a mente (inteligência). Ora, apenas os homens e mulheres na Terra somos poucos para render culto a Deus em meio a tanta matéria infra-humana. Portanto, outros planetas também devem ter seres inteligentes; 2) De acordo com São Tomás de Aquino (cf. Suma Teológica I 50, 3c e Contra os gentios 2,92), a ordem e a harmonia do Universo exigem que os seres mais nobres (racionais) ultrapassem os menos nobres (irracionais). Logo, é possível que haja vida inteligente fora da terra; 3) A sabedoria e a onipotência de Deus se manifesta no número e na variedade de seres criados. Ora, a Terra estaria longe de abranger esse número e variedade. Portanto, existem outros planetas habitados; 4) A maldade do ser humano é grande. Ora, Deus ama o bem. Por conseguinte, é preciso que existam outros lugares habitados por seres inteligentes e bons. Eis as hipóteses do Padre Joseph Pohle.

Que dizer? – O Padre Domênico Grasso, SJ, afirma que a tese do Padre Pohle tem certo peso, mas também pontos discutíveis. Como quer que seja, não se opõe à fé católica. Aliás, não há até o momento pronunciamento oficial da Igreja sobre o assunto. Deus, em seus santos desígnios, tem – caso existam tais extraterrestres – meios próprios de levá-los à vida eterna (cf. Dom Estêvão Bettencourt, OSB. Curso de Novíssimos ou Escatologia. Rio de Janeiro: Mater Ecclesiae, 1993, p. 173-177).


Eis o que, de momento, poderíamos dizer sobre um tema complexo que, por ora, interessa muito mais à ciência empírica do que à fé. Sejamos cautelosos!


Fonte: www.aleteia.org



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Lenço Branco de N. Senhora
Saiba o que é, como fazer e as orações necessárias.
Óleo de São Rafael e Santa Filomena
Saiba mais sobre este santo remédio em tempos difícies
As 15 Orações de Santa Brígida
As promessas de Jesus para a alma que rezar estas orações.
Jesus eu Confio em vós
Nada negarei a alma que às 3 hs da tarde recitar minhas orações
Devoção às Gotas de Sangue de Cristo
Será livrado das penas do Purgatório.
Para os irmãos protestantes
Foi no colo de uma mulher que Deus colocou toda esperança do mundo



Total Visitas Únicas: 8.945.626
Visitas Únicas Hoje: 503
Usuários Online: 230