Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 16019 - 32 países assinam declaração rejeitando aborto como direito humano
Artigo visto 97




Visto: 97
Postado em: 24/10/20 às 20:35:23 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=16019
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Algumas nações ricas e agências da ONU em dívida com elas afirmam erroneamente que o aborto é um direito humano, denuncia representante dos EUA

Aborto como direito humano? Nesta quinta-feira, 22 de outubro, 32 países firmaram a Declaração de Consenso de Genebra (Geneva Consensus Declaration). Trata-se de um documento histórico, porque rejeita justamente a narrativa ideológica de que o aborto seria um “direito humano”.

Os Estados Unidos foram o anfitrião do evento de assinatura. Seu secretário de Serviços Humanos e de Saúde (HHS), Alex Azar, afirmou:

“Hoje estabelecemos um marco claro. As agências da ONU, de fato, não podem mais reinterpretar e interpretar erroneamente e sem prestar contas a linguagem que foi acordada. Assim, os governos têm o direito soberano de criar as suas próprias leis para proteger a vida inocente e de redigir os seus regulamentos sobre o aborto. Ao assinar hoje esta declaração, os Estados Unidos têm a honra de estar ao lado do Brasil, do Egito, da Hungria, da Indonésia e da Uganda, os co-patrocinadores inter-regionais da declaração”.

Além dos 6 países mencionados, outros 26 assinaram a declaração, totalizando 32 nações que somam mais de 1,6 bilhão de habitantes. Os países que não assinaram a declaração, aliás, mantêm a possibilidade de unir-se aos atuais firmantes.

Documento histórico

Alex Azar comenta:

A Declaração de Consenso de Genebra é um documento histórico, porque estabelece claramente a nossa posição como nações no tocante à saúde das mulheres, à família, ao respeito pela vida e à defesa da soberania nacional. Portanto, é muito mais do que uma declaração de crenças. É uma ferramenta crítica e útil para defender esses princípios em todos os organismos das Nações Unidas e em todos os contextos multilaterais, utilizando uma linguagem previamente acordada pelos países-membros desses organismos”.
Além disso, o representante dos EUA acrescentou que a declaração dá resposta a uma “tendência inquietante
” da ONU:

Cada vez mais, afinal, algumas nações ricas e agências da ONU em dívida com elas afirmam erroneamente que o aborto é um direito humano universal”.

Aborto como direito humano?

De fato, políticas impostas unilateralmente vêm forçando países a aprovarem leis pró-aborto. Alex Azar declarou, ademais, que alguns países mantêm um foco “míope” numa “agenda radical ofensiva para muitas culturas, que inviabiliza o consenso quanto às prioridades para a saúde das mulheres”.

Por isso, o novo documento tem relevância histórica:

Declararemos inequivocamente que não existe um direito internacional ao aborto. Com orgulho, colocaremos a saúde da mulher em primeiro lugar em cada etapa da vida”.

Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano, também participou do evento de assinatura:

É a primeira vez que se cria uma coalizão multilateral em torno da defesa da vida. É um compromisso de trabalharmos juntos na ONU e em outros cenários internacionais para atingir resultados tangíveis”.


Fonte: www.aleteia.org



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

LEIA TAMBÉM
Papa Francisco e casais homossexuais: o que ele disse, afinal?
Bento XVI diz que casamento de pessoas do mesmo sexo é obra do anticristo
Chile: Igrejas são incendiadas em protestos em Santiago
Quando a Virgem Maria aparece para os seus filhos
Como Nossa Senhora Aparecida nos ajuda a construir uma sociedade mais justa
Mãe de Carlo Acutis conta por que o filho quis ser enterrado em Assis
O terço funciona, garante a Irmã Lúcia, de Fátima: e ela explica por quê
Padre Robson é inocentado de acusações de lavagem de dinheiro em Trindade
EUA e cristofobia: ataques a igrejas prosseguem, preocupando maioria dos católicos
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.333.555
Visitas Únicas Hoje: 1.035
Usuários Online: 248