Espacojames



Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 4654 - Misericórdia de Deus não condena mas exige retomar o caminho da conversão, diz o Papa Bento
Artigo visto 2012




Visto: 2012
Postado em: 22/03/10 às 13:05:17 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=4654
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque


VATICANO, 21 Mar. 10 / 10:58 am (ACI).- Ao presidir este meio-dia o Ângelus dominical na Praça de São Pedro, o Papa Bento XVI explicou que a Misericórdia de Deus é expressão de seu imenso amor, não condena ao pecador, a nenhum homem ou mulher, mas exige retomar constantemente o caminho da conversão a Ele usando como ferramenta especial o Sacramento da Reconciliação.


No quinto domingo de Quaresma, o Santo Padre reflete sobre a passagem bíblica da mulher que é encontrada em adultério e levada logo perante Jesus por parte dos fariseus, para "pô-lo a prova".

"Os acusadores hipócritas fingem confiar o julgamento a Jesus, quando em realidade é a Ele mesmo a quem querem acusar e julgar. Jesus, por sua parte, está ‘cheio de graça e verdade’. Ele sabe o que há no coração de cada homem, quer condenar o pecado, mas salvar o pecador, desmascarar a hipocrisia", explica o Pontífice.

Santo Agostinho, explica o Papa Bento, refere que o gesto de Jesus escrevendo com o dedo na terra o mostra "como o legislador divino. Deus escreve a lei com seu dedo sobre pranchas de pedra. Jesus é então o Legislador, é a Justiça em pessoa. E qual é sua sentença? ‘Quem de vocês esteja livre de pecado, que atire a primeira pedra’. Estas palavras têm a poderosa força da verdade, que derruba o muro da hipocrisia e abre as consciências a uma justiça maior, a do amor, no qual está o cumprimento de todo preceito. É a justiça que salvou também Saulo de Tarso, transformando-o em São Paulo".

Depois de comentar a absolvição que Jesus oferece à mulher adúltera "ele a introduz em uma nova vida, orientada ao bem", o Santo Padre assinala que "Deus deseja para nós sobre tudo o bem e a vida, Ele dá a saúde a nossa alma por meio de seus ministros, liberando-nos do mal com o Sacramento da Reconciliação, para que nenhum se perca, mas que todos tenham forma de converter-se".

Neste Ano Sacerdotal, continuou, "desejo exortar os pastores a imitarem o Santo Cura d’Ars no ministério do perdão sacramental, para que os fiéis redescubram seu significado e beleza, e sejam novamente sanados pelo amor misericordioso de Deus, que ‘chega inclusive a esquecer voluntariamente o pecado, além de perdoar-nos’ ".

"Queridos amigos, aprendamos do Senhor Jesus a não julgar nem condenar o próximo. Aprendamos a ser intransigentes com o pecado –a partir do nosso!– e indulgentes com as pessoas. Que nos ajude nisto a Santa Mãe de Deus, quem isenta de toda culpa, é mediadora de graça para todo pecador arrependido", concluiu.


Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=18506



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Lenço Branco de N. Senhora
Saiba o que é, como fazer e as orações necessárias.
Óleo de São Rafael e Santa Filomena
Saiba mais sobre este santo remédio em tempos difícies
As 15 Orações de Santa Brígida
As promessas de Jesus para a alma que rezar estas orações.
Jesus eu Confio em vós
Nada negarei a alma que às 3 hs da tarde recitar minhas orações
Devoção às Gotas de Sangue de Cristo
Será livrado das penas do Purgatório.
Para os irmãos protestantes
Foi no colo de uma mulher que Deus colocou toda esperança do mundo



Total Visitas Únicas: 8.687.649
Visitas Únicas Hoje: 1.035
Usuários Online: 268