Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 5894 - União homossexual é intrinsecamente imoral, explica Cardeal Rivera
Artigo visto 1961




Visto: 1961
Postado em: 09/08/10 às 17:39:33 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=5894
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

MEXICO D.F., 09 Ago. 10 / 01:49 pm (ACI).- O Arcebispo da capital mexicana, o Cardeal Norberto Rivera, emitiu ontem um pronunciamento ante a declaração de constitucionalidade da Suprema Corte de Justiça da Nação com relação às uniões entre pessoas do mesmo sexo, no qual explicou que estas são "intrinsecamente imorais pois contradizem o projeto divino". Disse também que a falha do chamado tribunal é uma aberração e resulta abusivo chamar dematrimônio este tipo de união.


A seguir o pronunciamento completo:

"Então este exclamou: ‘Esta vez sim que é osso de meus ossos e carne de minha carne. Esta será chamada mulher, porque do varão foi tomada’. Por isso deixa o homem o seu pai e a sua mãe e se une à sua mulher, e se fazem uma só carne" (Cf. Gên 2,23-24)". 
Estas palavras, tiradas do livro do Gênesis, colocam-nos diante do intuito de Deus que criou a humanidade na diferença e complementaridade do homem e da mulher. É, pois, o primeiro hino de amor pronunciado para a mulher no qual se reconhece a igualdade e a diversidade, a identidade e a unidade; isto é reconhecer-se como dois e como um ao mesmo tempo, simbolizando um contexto de aliança, de união esponsal.

A comunhão entre o homem e a mulher, efetuada no amor conjugal, leva à realização do tornar-se "uma só carne", que permite, inclusive, fazer-se outra carne. Com efeito, a geração dos filhos revela que é carne da mãe e carne do pai, exaltando com isso que a união matrimonial é unidade fecunda porque se acolhe a diferença e se reconhece a diversidade no amor autêntico e não egoísta.

A doutrina cristã do matrimônio, que aprofunda suas raízes no livro do Gênesis, contribui os elementos fundamentais para a compreensão adequada do homem e da mulher, cujos corpos possuem seu "significado nupcial", que infelizmente à causa do pecado, de perversas ideologias modernas, é escurecido, manipulado e degenerado.

Por isso, ante a aberrante sentença de constitucionalidade que corrobora a imoral reforma de lei que permite as uniões entre pessoas do mesmo sexo –abusivamente chamado de matrimônio– por parte da Suprema Corte de Justiça da Nação, a Igreja não pode deixar de chamar de mal aquilo que é um mal. As uniões de fato ou ‘legalóides’ de pessoas do mesmo sexo são intrinsecamente imorais, pois contradizem o projeto divino, desvirtuam a natureza do matrimônio elevado por Cristo à dignidade de sacramento (cf. Mt 19,3-9).

Tal atividade imoral jamais poderá ser equivalente à expressão sexual do amor conjugal, pois põe em perigo a dignidade e os direitos da família que constituem o bem comum da sociedade. As injustiças cometidas contra as pessoas homossexuais nunca serão uma justificação para conceder falsos direitos que, como se isto fosse pouco, afetarão crianças inocentes, a quem será negado o direito de ter um pai e uma mãe para seu adequado desenvolvimento moral e psico-afetivo.

Em meu dever, como Pastor da Arquidiocese Primaz do México, fazer um chamado ao Povo de Deus, a que dê mostras de bondade e misericórdia para as pessoas homossexuais, tendo claro o exemplo do mesmo Senhor que não veio para condenar mas para salvar: "Ele foi intransigente com o mal, mas misericordioso com as pessoas" (Humanae Vitae, 29). Embora estejamos chamados a ser respeitosos com as leis civis, temos o dever moral de não fazer vãos os mandamentos de Deus e evitar cair em permissivismos que lesam os princípios fundamentais de nossa fé e o valor precioso da família, hoje tão atacada e banalizada como se houvesse a intenção perversa de interesses escuros por destruí-la e com isso arrematar ao nosso país, ferido pela violência e a decomposição social, a sua ruína.

Que a aprovação absurda desta lei, que poderá ser legal mas nunca moral, nos permita ser conscientes do valor inigualável da família, "fundamento davida e do amor"; e ao mesmo tempo, que seja a ocasião para continuar elevando nossas orações a Deus por nossos governantes, para que a exemplo de Santo Tomás Moro, saibam servir não o poder, mas o supremo ideal de justiça, tutelando a família, o direito à vida desde sua gestação até seu fim natural, a dignidade da pessoa, a justiça social e a paz para nosso aflito país.

Que a lei de Cristo, mandamento do amor, seja a lei suprema de nossos corações, que nos liberte do poder do Maligno presente na violência exacerbada que inicia com a eliminação dos mais desprotegidos no ventre de suas próprias mães, e que se multiplica no crime organizado e em legislações imorais que servem como seu instrumento, e que Maria Santíssima de Guadalupe nos proteja com seu maternal amor e salve a nossa nação. 


Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=19735



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

LEIA TAMBÉM
VIVER SEGUNDO A LÓGICA DE DEUS, CONVIDA PAPA
Uma imagem de Nossa Senhora de Fátima está vertendo mel, em Campo Grande (MS) há dois meses
Fátima já começa preparação para as celebrações do Centenário das Aparições em 2017
Juiz homossexual na Califórnia emite sentença a favor do "matrimônio" entre pessoas do mesmo sexo
BENTO XVI: MELHOR RESPOSTA AOS ATAQUES, FIDELIDADE À PALAVRA DE DEUS
BENTO XVI: TER PROFUNDO AMOR E GRANDE VENERAÇÃO PELA EUCARISTIA
Terremoto do Chile: uma pequena amostra de nosso fim.
PRI: Deter multimilionário projeto de Obama para aborto e anticoncepção mundial
Chamar a união homossexual de matrimônio é uma aberração, afirma Cardeal Erráruriz no Chile
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.424.810
Visitas Únicas Hoje: 1.133
Usuários Online: 245