Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 9023 - Bento XVI voltou a assumir a culpa por atos de violência feitos por cristãos
Artigo visto 1851




Visto: 1851
Postado em: 28/10/11 às 07:45:02 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=9023
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

O papa Bento XVI denunciou o terrorismo religioso e sua “crueldade implacável”, nesta quinta-feira (27) em Assis, na região central da Itália, diante de 300 dignitários religiosos do mundo inteiro.

“Sabemos que às vezes o terrorismo tem motivação religiosa e precisamente o caráter religioso dos ataques serve de justificativa para a crueldade implacável, que acredita poder relegar as regras do direito a favor do bem buscado”, disse o papa.

Ele acrescentou que neste caso “a religião não está a serviço da paz, mas sim da justificativa da violência”, denunciou o Papa, que falava na Basílica Santa Maria de los Angeles, no início deste encontro interreligioso.

Os representantes das religiões participantes em 1986 do primeiro encontro organizado por João Paulo II “esperavam dizer e nós repetimos com força e rigor: não é a verdadeira natureza da religião”, ressaltou.

O Papa Bento XVI acena da janela do trem ao chegar a Assis nesta quinta-feira (27) (Foto: AP)

O Papa se referia à violência realizada em nome da religião por cristãos, muçulmanos, judeus, hindus fundamentalistas que rejeitam a construção de locais de culto, as conversões ou a expressão pública de outras religiões.

O Papa renovou o mea culpa de João Paulo II pelos atos de violência realizados por cristãos.

“Como cristão lhes direi: sim, na história recorremos à violência em nome da fé cristã. Reconhecemos isso com vergonha, cheios de vergonha. Isto foi uma utilização abusiva da fé cristã, em oposição evidente à verdadeira natureza” da religião, concluiu.


Fonte: G1



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!



LEIA TAMBÉM
Steve Jobs. Biografia revela que fundador da Apple oscilava entre o budismo e o cristianismo
A Europa entrou em uma era de descristianização. Irreversível?
O cristianismo é superior ao islã, afirma ex Muçulmana.
Atriz Susan Saradon chamou de “nazi” (Nazista) o Papa Bento XV.
Pesquisa afirma: 23.7% dos cristãos o são “apenas no nome”.
Igrejas Cristãs são oficialmente extintas no Afeganistão.
Pesquisa sugere que Silvio Santos é mais admirado no Brasil que Jesus Cristo.
Cura de jovem permitirá canonização do Beato Luigi Guanella
Islâmicos pedem tirar a Cruz da bandeira da Suíça
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.622.489
Visitas Únicas Hoje: 1.069
Usuários Online: 253