Espacojames


Página Inicial
Listar Artigos Site Aarão




Artigo N.º 3383 - NUMA PESSOA ( Parte 1 )
Artigo visto 2451




Visto: 2451
Postado em: 18/10/09 às 19:14:10 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=3383
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão

19 Maio 2005


Volto a acrescentar mais um capítulo da série de visões sobre o maligno, estas de hoje contendo uma série de belíssimas instruções de vida, vindas da parte de Deus é óbvio. Desta vez vamos tratar de uma senhora – como tantos outros existentes – que também têm estas visões do maligno, mas muitas vezes não sabem lidar com elas. Na verdade a maioria das pessoas a quem Deus dá esta missão – soaria estranho se disséssemos a graça – de ver estas tenebrosas realidades, ou de ouvir claramente a instruções pérfidas e as seduções do demônio, na maioria dos casos não têm coragem de revelar a ninguém tal fato, e acontece de morrem sem que ninguém o saiba.

     Na realidade, se Deus Se manifesta a tantas pessoas, por Jesus, Maria, pelos anjos, santos e até pelas almas, por qual motivo não deveria permitir – diria até forçar – que também a face negra, as tramas do inferno, fossem postas a nu diante dos homens, uma vez que nada como ver, ouvir e sentir o lado oposto, o inimigo, para se dar uma explicação melhor daquilo que realmente acontece? De fato, os demônios odeiam que suas tramas sejam reveladas, sem modo de agir e enganar, e se o fazem é porque o poder de Deus é esmagador, e isso eles reconhecem – não diante dos homens – mas intimamente sabem. Se eles pudessem se escapar, se tivessem poder de livrar-se de terem de mostrar seus ardis, certamente o fariam, e então nunca saberíamos dos movimentos das trevas.  

     Outra coisa que volto a afirmar, antes de entrar nas novas revelações: Na verdade, sempre, e forte, e atuante, e viva, e ativa, e eficaz, onde houver uma força infernal, onde houver um só demônio em luta pela posse das almas, sempre haverá também a presença de Deus, agindo com seus anjos e santos, protegendo, aliviando as tensões e permitindo uma “qualidade de vida” razoável a seus filhos. Porque, se assim não fosse, se Deus não estivesse presente, acreditem, ninguém suportaria um só minuto diante da pressão que o inferno exerce neste mundo, da pestilência que trás – especialmente agora nestes tempos finais – porque este poder lhe foi dado pelo Altíssimo. Nem precisaria que os demônios nos esganassem fisicamente: todos morreríamos apenas de náusea e devido aos influxos maléficos que deles emanam, tão podres são estes seres. Estas são as forças das trevas  e que nos rodeiam. É delas que o Bom Deus nos defende.  

     Vamos agora a esta nova realidade:  

     Diz a vidente: Noutro dia uma senhora, que mora na mesma região onde resido, telefonou-me e disse que precisava de ajuda, por problemas com os espíritos das trevas. Ela havia pedido a seu tio que a ajudasse, mas não encontrando apoio em qualquer familiar vinha me pedir auxílio, porque lhe haviam dito que eu poderia ajudar. Estranhei um pouco aquele pedido, porque, quem eu sou para ser diretor espiritual de outros? Melhor que fosse procurar um sacerdote, não é mesmo?  

     Mas devido à insistência dela, disse que procuraria arrumar um horário onde ela pudesse vir pessoalmente para então conversarmos, e ver do que se tratava. Já se haviam passado uns dias e foi quando, Nosso Senhor me pediu que não abandonasse aquela filha, que Ele próprio me mandava, porque seu caso era especial. Pediu que eu telefonasse a ela marcando o encontro e foi o que fiz.  

     Não imaginam vocês: na mesma hora começou uma pressão tão grande sobre minha casa, que somente pela graça do Bom Deus de suportar. Quase não consegui terminar a conversa com ela. Eu estava então na capelinha e vi satanás querendo entrar, mas Nosso Senhor estava a li e não permitia. Mesmo assim, ele intervinha o tempo todo na nossa conversa, tentando atrapalhar e somente pela graça de Deus entendi o que se passava. Era sem duvida alguma armação dele e de sua malta, sobre aquela pessoa que viria me procurar.  

     Na verdade soube que a família do esposo dela mexia com espiritismo pesado e falei para ela que, o pouco que já sabia sobre este assunto, pois já tinha visto, eu lhe poderia passar. E foi o que fiz quando ela chegou. Antes disso, Nosso Senhor – para este encontro com ela – me pediu que lhe dissesse o seguinte: “X, é preciso que você reze o Rosário todos os dias – tens tempo para isto – e também precisas procurar um sacerdote para a confissão. Deves participar da Santa Missa cada Domingo, uma vez que possuem carro, e dá para se deslocarem”. Depois de nossa conversa, ela foi embora, porque já era noite.  

     No dia seguinte, ao amanhecer, quando saí de casa, Deus meu, lá fora estava tudo pesteado, com um número sem conta daqueles demônios escuros. À frente deles estava satanás, e me olhava cheio de fúria. Então pude perceber que uma grande batalha ia começar a ser travada, entretanto continuei caminhando. Fui até um cômodo separado da casa e quando saí de lá, já próxima à varanda, aquela multidão de demônios começou a dar gargalhadas – nham, nham, nham (quando riem é assim) – um riso irônico e escarnecedor. Virei-me para eles, passei a mão no rosto e lhes disse apenas isso: Bom, eu não estou com a cara pintada para vocês estarem rindo! Mas logo vou saber o que vocês pretendem, com certeza! E fui para dentro.  

     Mesmo rezando diariamente, e constantemente, eles ali permaneceram por vários dias. Então Nosso Senhor me disse que “aqueles eram os tais que aquela senhora escutava berrar, e eram, principalmente, os que atormentavam a região onde moramos”. E assim tive que suporta-los junto a mim e minha família, por mais de uma semana, até quando Nosso Senhor percebeu que eu não suportava mais. E tal foi que, numa noite, satanás com seu exército começou a marchar em direção à minha casa. Rezávamos sem parar, Rosário, leitura da Bíblia, outras orações, cantos, água benta e exorcizada... Nada parecia adiantar. Satanás proferia ameaças terríveis contra mim e meu filho, até o ponto de perturba-lo, ao dizer que era mentira tudo aquilo que lhe falávamos sobre Jesus e Maria, e que Eles o amavam, e que todos os seus sofrimentos serviam para o resgate das almas.  

     E realmente oferecíamos toda aquela pressão do inferno, todo aquele sofrimento em família, para a libertação de tantos filhos, que se encontram nas garras de satanás, muitos sem se darem conta disso, ou não sabendo como fazer, como era o caso daquela senhora. Pior é que, muitos pensam que estão fazendo uma coisa boa, mas não percebem que na verdade estão a causar grande mal, e até cometendo graves pecados, terríveis para suas pobres almas.  

      E assim foi, por infindáveis horas. Foi quando Nosso Senhor, mais uma vez nos socorreu, chegou-se ao meu lado e disse: Filhos, tudo isso é para vos fortalecer! Vês o que Ele faz Comigo? Chega até a Mim e diz: Vê, mais este eu Te tomei! Por isso vos peço: Rezai por aqueles que já estão em suas garras, para que tenham forças para sair e retornar a Mim. Rezai agora o Salmo 37, em vossa Bíblia. E foi o que fizemos, rezando em voz alta, estando ainda Nosso Senhor ao meu lado. Já na porta, vi satanás olhar furioso para Nosso Senhor e depois para minha família. Então ergueu o braço para cima, e ele, e todo seu bando foram embora. Nosso Senhor me disse que eles iam para outro lugar e então Lhe pedi que não permitisse que provocassem nenhum tormento onde fossem.  

     Alguns dias depois, Nosso Senhor me pediu que fosse escrevendo tudo o que relatarei a seguir e que deveria falar exatamente aquilo quando a jovem viesse novamente. Pediu-me que avisasse a ela para não vir sozinha, e sim acompanhada, porque ela não entenderia tudo, e precisaria de ajuda para não fazer confusão. Pediu que avisasse a ela para trazer junto seu tio, que entenderia melhor, porque em toda a sua família, somente ele a poderia ajudar depois, até porque, somente ele se preocupava um pouco com ela e seu sofrimento. Infelizmente ele não veio, nem procurou saber do que se tratava, embora fosse convidado por ela. Certamente ação poderosa do inimigo!  

     Em vista disso, na segunda vez que esta jovem me procurou, pedi a Nosso Senhor que não a deixasse ir embora sem uma instrução segura, nem sem resposta. Quando ela chegou, nós começamos a rezar, primeiro a Via Sacra, a pedido Dele. Mas assim que começamos, um forte cheio de cachaça nos encheu as narinas – de ambas – entretanto continuamos a rezar. E no mesmo instante, um pássaro começou a cantar tão alto, mas tão alto, bem na entrada da nossa capelinha, que chegamos a nos distrair da oração. Era satanás tentando atrapalhar nossas orações, e para isso usava de todos os meios.  

     Em verdade, assim acontece, sempre, quando os filhos de Deus se reúnem para rezar. Nunca vocês estarão sós quando rezam. Sempre os demônios estarão por perto, tentando atrapalhar as vossas orações, e também desviar vossos pensamentos do Bom Deus. Principalmente em nosso caso, quando se tratava de desmascarar seus embustes e enganos. E logo vi satanás, na porta de nossa capelinha, querendo entrar. Demonstrava grande ódio de mim e dela também. E logo ela me disse que continuava a ouvir os gritos infernais que reboavam lá fora na capelinha. A pressão era grande, todo o exército negro voltara. Então eu disse à jovem que não se preocupasse, porque se tudo começou com o cantar de um pássaro, terminaria com um fragrante perfume de rosas. E continuamos rezando a Via Sacra!  

     Assim que terminamos, Nosso Senhor deixou-me falar não somente parte, mas tudo aquilo que lhe deveria dizer na presença de seu tio, que mais uma vez não viera. Deveria dizer a ela, tudo aquilo que Ele me ditara no coração nos últimos dias, inclusive as que se destinavam ao tio dela. O Bom Deus sabe de tudo! Quiçá estas palavras sirvam para que este tio insensível venha a ter interesse pela sua sobrinha que sofre. Porém, com certeza, as palavras que seguem podem servir para muitos e para cada um de nos.  

     Eis as palavras de Jesus: Deus nos criou à Sua Imagem e semelhança. Deu-nos um corpo e um espírito, também uma alma imortal! E Deus dotou a alma de cada um de nós, com potências perfeitas, à Sua Imagem: memória, entendimento e vontade, para que os homens as usassem bem, e para o Bem, não para o mal, como infelizmente muitos fazem.  

     Deus nos ama com Amor Eterno, mesmo ao maior pecador; Deus só não ama o pecado. Deus nos presenteou com Seus Dons esperando que também nós O amemos, em retribuição pelos dons que Ele nos deu. E nós devemos orientar estes dons: temor de Deus, fortaleza, piedade, conselho, ciência, inteligência e sabedoria, para o Bem, para Deus. Lembremos, pois que, o que nós somos ou temos, não é jamais por méritos pessoais, e sim e somente pela Graça de Deus.  

     Assim, Deus nos deu os dons por pura gratuidade, e deu-nos a liberdade. Ele não obriga ninguém á nada. E nós podemos escolher o caminho. Sim, caminho estreito e solitário, mas com Deus! Não caminho largo, repleto de esplendores deste mundo... e sem Deus! E assim, a nós cabe-nos fazer jus aos dons que Ele nos deu, usando-os bem, para o bem, não somente nosso, mas de muitos e muitos dos filhos e filhas de Deus.  

     Nosso Senhor nos pede almas: Tenho sede! Sede de almas! Não podemos deixa-lO então, com o fel amargo das almas quase perdidas, mas sim resgata-las e devolvê-las a Deus, saciando assim Sua sede de almas. Mas, para isso é preciso ter nossa vontade presa firmemente ao Amor de Deus, e agir somente na Santíssima Vontade Dele. Só assim Lhe saciaremos esta sede amorosa de almas.  

     Nosso Senhor está à porta e bate, em cada um de nós pecadores. E Ele espera que a porta Lhe seja aberta, para permanecer sempre conosco, e assim habitar dentro de nós, transformando nossa alma num Céu. Sim, para que a Santíssima Trindade habite em nós. Mas para que isto aconteça, Nosso Senhor me pediu para contar a ela a estória da Casinha do Amor, que a Mãe do Céu me contou um dia. Ele costuma pedir que eu conte esta estória, nas festinhas que fazemos em homenagem a Ela ou a seu Filho Jesus.  

     A Casinha do Amor: Imaginem quantas casas existem nesta região. E nos campos, pelo mundo inteiro? À beira mar? Nas pequenas e grandes cidades? São milhares de casas, não só de casas, mas grandes prédios, com muitos apartamentos! Não se pode esquecer também, que existem “casas” debaixo de pontes, dos viadutos, nas ruas e calçadas. Existem casas onde mora uma só pessoa, outras onde moram pequenas famílias e em algumas não mora ninguém: são casas abandonadas! Mas existem casas que estão cheiinhas, repletas de pessoas. E em minha casa? Quantos moram nela? Em nossa casa sabemos que moram pessoas, e assim dentro das casas espalhadas pelo mundo inteiro. Mas também dentro de mim existe uma casinha, uma morada.  

     Já sabem que casinha é esta? O nosso coração! Muitas vezes esta casinha está mal, encontra-se sonolenta, doente, suja, e, impressionante, aparentemente está feliz! Outras vezes esta casinha encontra-se cheia de mágoas, raiva, ressentimentos, até ódio, insatisfação, angustia, enfim está completamente chagada. E, tristemente, esta chaga se expande e contamina – envolve – outras pessoas que estão perto da gente, o esposo, a esposa, os filhos, os parentes, os amigos, e tudo vai se estendendo até chegar no vizinho. E quando menos se pensa já contaminou a cidade, o país, o mundo inteiro...  

     Mas, nem tudo está perdido. Estas chagas da nossa casinha têm cura! Só que é preciso muito se exercitar! É preciso ter força de vontade, ou seja, quer realmente curar as chagas desta morada. Sabem porque só depende de nós? Porque Alguém, Maravilhoso, que se chama Jesus, um dia tomou sobre Si os nossos pecados, as nossas chagas. Ele tomou paciente e amorosamente a Cruz dos nossos pecados, das nossas inúmeras faltas. Na obediência sangrenta, heróica, dolorosa e solitária de Jesus, na obediência da Cruz, Ele cancelou e aniquilou as nossas desobediências, nossos pecados e também nossas aversões a Deus.  

     Nas Suas chagas fomos curados. De tal maneira que podemos voltar a Deus, Nele, e por causa Dele, e de Sua Cruz. Através da conversão diária, através da obediência às Suas Leis e Seus ensinamentos. Através da aceitação das pequenas cruzinhas diárias, e paciente e amorosamente como Ele aceitou a pesada Cruz, dos MEUS pecados. Sim, não só pecados do mundo, mas os meus pecados também, e de cada um. Jesus deixou Seu exemplo, Sua vida, Seus ensinamentos, para que O pudéssemos seguir mais fácilmente. Deixou os Sacramentos, e através do arrependimento – contrito e sincero – através da Confissão dos meus pecados a um sacerdote da Igreja Católica – a quem Jesus deu o poder e autoridade para absolver os pecados em nome dEle quando diz: eu te absolvo... – em nome de Jesus, no lugar de Jesus, só assim, estarei me esforçando para curar todas as chagas da minha morada, do meu coração! Sem confissão não há conversão!  

     E mais, com isso, estou contribuindo para que sejam também curadas as chagas do mundo, especialmente as daqueles que estão próximos de mim. E Deus espera isto de cada um de nós. Assim, nosso coração ficará forte, sadio, alegre, limpinho e saudável, pronto para o Céu morar nele, contagiando outros corações a redor, com seu brilho, seu amor, sua luz. Jamais poderemos nos esquecer também, que estando Jesus na Cruz, Ele nos entregou Maria como nossa Mãe. E a maternidade de Maria, não conhece limite de raças, nem de tempo e nem lugar, pois se expande até horizontes universais. E neste universalismo amoroso de Maria Santíssima, descobrimos outro fator básico e especial, para nossa conduta em relação às pessoas: Todos somos irmãos! Devemos então ajudar-nos, uns aos outros, a levar para Deus. Esta a grande, a maior de todas a caridades! Dar almas para Deus! Conduzir para o Céu! Esta caridade é a única que nunca termina!  

     Além disso, aceitando Maria como Mãe, e nos entregando a ela, Maria cuidará de cada um de nós, como cuidou de seu pequeno Jesus: carinhosa e amorosamente, ornando nossos corações com as suas virtudes! Oração, obediência, humildade, pureza, silêncio, pequenez, perfeito abandono e confiança... as flores de sua graça. Ao entregarmos nosso coração à Mãe Celeste, ela o preparará, transformando-o numa morada tão bela, que o Pequeno Jesus, escondido na pequenina Hóstia Branca, Se regozijará em habitar nele. Ao entregarmos nosso coração à Mãe Celeste, Maria triunfará em nosso coração.  

     E Jesus, ao estabelecer Sua morada nos corações, já triunfará eucaristicamente. E assim, o Reino Eucarístico de Jesus, já começa a acontecer, em cada coração, até que chegue o dia enfim, onde não mais existirão corações chagados, apenas corações cheios de muito amor, onde reinarão para sempre, Jesus e Maria. O mundo estará então, ornamentado apenas com as flores do Amor, da Paz, da Justiça e terá então se instaurado o Reino Glorioso de Jesus e Maria no mundo. E todos estarão reunidos em uma única Comunidade de Amor – pessoas de todas as raças – ao redor do Único Pastor, porque o “centro” desta Comunidade será Jesus Eucarístico. Será assim um dia!  

     Agora continuo com as palavras que eu deveria dizer à jovem:

       É preciso confessar então! Transformar nosso interior! Jesus nos falou que o pecado é levado até a alma por meio do corpo, e o nosso corpo é movido pela vontade (Mt 5, 29-30). O pecado sai do fundo do nosso ser, do nosso coração (Mc 1, 14-15). Satanás enganou os primeiros homens e ainda hoje engana a muitos, com sua perniciosa e asquerosa astúcia, com suas manhas, e leva os homens a acreditarem que alcançarão a felicidade pelas suas próprias forças. Nada mais enganoso! A felicidade verdadeira, só se encontra em Deus!  

     Assim, Eva caiu! Adão caiu! Hoje, ainda, os homens caem! A primeira coisa na qual satanás trabalha é no sentido de romper a união da alma com Deus. Romper os laços do Amor e da graça, com o pecado e através do pecado. Adão e Eva caíram e trouxeram o pecado ao mundo. Através deles chegou a ruptura entre Deus e os homens, e começou a destruição do mundo, pelos homens, e desfiguração neles, da sua “imagem e semelhança” com Deus. O homem já não dominava sua vontade, aquela que dirige as potências da alma, de modos diversos.  

     Hoje e sempre, satanás, através de um só pecado grave, ou de muitos pecados veniais acumulados, rompe a união da alma com Deus, porque os pecados, embora veniais como que ofuscam a alma, até fazer o homem cair numa falta grave, e isso até sem que ele o perceba. E não estando mais em estado de graça, satanás faz da pessoa uma presa fácil, e meio fácil para levar adiante seus planos de a fazer perder para sempre. Como fez um dia com Adão e Eva, ele domina a vontade de sua presa, e a cega. É como uma serpente! Ele veda o entendimento, cega e seduz, como o fez com Adão e Eva: sereis como Deus!  

     Com os homens de hoje, ele ainda faz o mesmo: incute idéias até boas, dá mostras de que Deus quer isto mesmo, que é para o bem de muitos, que agindo assim estás de fato praticando a caridade, o amor... Mas ai, por trás disso está o veneno! Na verdade, ele oferta o mel e depois dá o amargo sabor de fel. E como Adão e Eva ele disse: vejam, vejam... E eles caíram! Fizeram a vontade de satanás e o que lhes restou? Fel! O amargo sabor do pecado, isto por haverem desobedecido a Deus! Eles aceitaram comer do fruto proibido que era delicioso no sabor, mas depois de comido tornou-se amargo e ruim.  

     Assim, também, e ainda é com os homens de hoje, muitas vezes: fazem a vontade da serpente, de Lúcifer, até pensando que serviram a Deus! E depois? Se os homens não se acordarem, lhes restará o sabor de fel! Sim, mas alegremo-nos: Deus é tão Bom, que mesmo que os homens tantas vezes não sigam Seus caminhos, mesmo que nem sempre façam a Sua Vontade, ainda assim Ele vem em seu socorro. Alegremo-nos, pois, quando o Bom Deus, em sua infinita Misericórdia e Amor, vem em auxílio e socorro de Seu filho. Feliz é este filho, ao qual o Senhor ainda alerta para que se converta e volte a Ele.  

     Vejam, o próprio Jesus nos falou: se tua mão te faz pecar, corte-a fora, para não perder o corpo inteiro. Na verdade ele não quer este radicalismo de mutilar-se fisicamente e sim nos diz, que é preciso apenas circuncidar nossos corações! Isso significa, controlar duramente a própria vontade, matar nosso Eu arrogante, nosso orgulho, para que não sejamos jamais separados do amor de Deus, que está nele, Jesus Cristo. E onde se pode ainda realizar esta circuncisão do coração? Onde podemos curar nossas chagas? Somente nos Sacramentos que o Bom Deus nos deixou, especialmente a confissão, a penitência!  

     Porque, no Sacramento da Confissão, somos mergulhados na Piscina Sagrada que brotou da Água do lado de Jesus, ferido pela lança! Nos preciosíssimos Sangue e Água, na Piscina Santa e Sagrada, onde podemos lavar nosso coração, nossas vestes para serem brancas como a neve, nossa alma para que volte a ser pura, e assim, ela pode voltar a ser – no que ela nunca deveria ter deixado de ser – a imagem e a Semelhança do Bom Deus.  

     Agora, Jesus fala estas palavras para mim, mas são para a jovem:  

     É preciso curar-se interiormente! Ter a disposição de cumprir unicamente a Vontade de Deus Pai. Depois Ele dará, em Sua Santíssima Vontade, os dons a serem usados por vós, para o Seu serviço, a serviço do Bem! Estas coisas que você ouve e vê, não provêm de Deus, mas de você mesma, X. Nenhum dom cresce e floresce, sem que ele lhe tenha sido dado pelo Alto. Não se deixe conduzir pelos sentimentos: deves cumprir somente o que, na realidade sabes, ser o Querer de Deus. O que te peço, já falei: curar-se interiormente!  

     Ninguém pode desejar ver, ou fazer algo, sem que tenha a fortaleza no espírito, que só pode ser infusa por Deus. Se alguém assim deseja corre riscos de morrer (de perder-se). Nenhum filho, em si mesmo consegue resolver o problema do outro. Tudo se resolve através do Espírito Santo, e estes filhos – escolhidos para tal – agem com amor, com docilidade e com a verdade. Sem julgar, sem coletar ciscos nos olhos dos outros, antes a enxergarem os próprios ciscos, que estão a lhes ofuscar a alma. Não julgueis, para que não sejais julgados réus de culpa.  

     Deves endireitar teu caminho, X, pois o filho que se põe em dois caminhos distintos, corre perigos. No caminho largo tu tens dado largos passos quando não vais à Missa, por respeito humano, e assim não olhas o que Deus espera de ti. Quando não te confessas, permanecendo em pecado mortal! Quando não rezas o Rosário que Eu te pedi! Assim, não tens trilhado o caminho estreito!  

     Satanás vê a disposição nos Meus filhos e os conhece bem, mais até que a si mesmo, e corre à cata destes filhos, incutindo-lhes certas idéias, e fazendo até “bons propósitos” como tem feito contigo X. Mas estes “bons propósitos”, que ele incute nos filhos, só trazem a desordem, a angustia, o desespero, o não suportar o riso irônico de alguns – que gozam dos que rezam, por exemplo – também o desprezo dos outros, e, por fim, resta a “alegria”. A alegria de satanás! (Jesus)  

     Observação: Como este texto ficará muito longo, uma vez que estamos apenas na metade das folhas enviadas, peço desculpas ao leitor por ter que dividir em dois. Sabemos que apenas estas instruções preciosas de Jesus seriam suficientes para nós, entretanto no texto que segue temos novas, além de saber o que de fato acontecia com esta pessoa.  

     Que Deus vos abençoe a todos! (Não deixem de ler a parte 2. É muito importante)

       Arnaldo
 


 


Fonte: Recados do Aarão



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

LEIA TAMBÉM
As chaves da Igreja
Carta do Movimento Salvai Almas a um Bispo
NÃO AOS ELOGIOS
CURANDEIROS E CHARLATÕES
PADRE AMORTH: COMO SE COMPORTA O DEMÔNIO?
PADRE AMORTH: O Diabo é o causador de todas estas confusões na economia mundial
OS PECADOS MORTAIS MAIS COMUNS
EDUCAR PARA SATÃ
Felicidade intensa
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.264.094
Visitas Únicas Hoje: 474
Usuários Online: 193