Espacojames


Página Inicial
Listar Artigos Site Aarão




Artigo N.º 5757 - COMO VAI O MUNDO?
Artigo visto 2181




Visto: 2181
Postado em: 23/07/10 às 17:32:01 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=5757
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão

Faz já um tempinho que não escrevo mais nenhum artigo e não é por falta de assunto. Quem sabe falta de tempo, porque foi grande a maratona de escrever dois livros novos. Mas o providencial descanso de alguns dias serviu para aliviar um pouco a tensão e mais que tudo minhas vistas, porque não há quem resista 16 horas por dia diante de um PC, escrevendo sem parar.

Mas falando em parar, o mundo não para, e realmente todas as coisas se encaixam aos poucos para cumprir as profecias. Num dos dois livros novos – A Saga das Almas, título dado por Nossa Mãezinha – aponto novamente para a iminente destruição do império do mal, que ainda agora se agiganta a passos furiosos. Nota-se certa pressa dos comandantes da destruição em montar todos os esquemas a fim de preparar o advento da grande fera, para seu curto e terrificante reinado sobre o planeta.
 
O projeto de condução do mundo para as mãos de um único soberano, na verdade tem tido curso desde séculos, e por agirem devagar, com argúcia e paciência, a grande maioria das pessoas não percebe que caminha direto para o caldeirão universal, já nem mais uma simples frigideira nacional. O projeto prevê exatamente agir através de pequenos artifícios, o que no fim, acabará por colocar o comando da terra nas mãos de um só homem, aquele que quer se elevar acima de Deus. E ser adorado pelos homens!
 
Muitos cientistas políticos e estudiosos, que até uma década atrás duvidavam de que um projeto destes estivesse em curso – quando nós já alertávamos pelos profetas – agora passam a olharem arregalados para os fatos, que mostram a mais crua realidade. E assustadora! E terrível! De fato, os condutores desta destruição, cada vez mais amiúde se reúnem para discutir os rumos do mundo, e já nem mais escondem sua identidade nem os locais de reunião. E embora o que eles discutem nem sempre venha ao público, verdade é que tramam o mal, e a prova está nos passos de morte em que conduzem o mundo. São mestres do horror, seu ódio causa espanto!
 
É arrepiante pensar que existam pessoas de uma índole tão tremendamente diabólica, que sejam capazes de conspirar, por séculos seguidos, de geração em geração por esta causa, mesmo tendo a certeza de que nada disso lhes aproveita, nem vantagem alguma eles obtém, para si mesmos ou suas famílias. Que estado de narcose mental é este, cujo verme se alimenta de ódio puro e que não se importa de levar a humanidade a afogar-se em rios de sangue? Tudo isso me é incompreensível. Se ao menos isso lhes trouxesse uma alegria esfuziante e verdadeira, mas não! Eles se alimentam de ódio!
 
Na realidade, algumas poucas pessoas já detêm praticamente o domínio sobre toda a grande riqueza do planeta. O ouro, a prata, os diamantes, o petróleo tudo isso obedece a regras dominadas por uma pequena claque hedionda e insaciável, cujo proveito pessoal é quase nulo. Que instinto bestial é este que faz um homem, já posto em cima de fortunas de trilhões de dólares, ainda buscar mais dinheiro, e mais e mais? Mais do que isso, que verme maligno é este capaz de fazer tais pessoas continuarem na busca de mais, se vivem escondidos em tocas, não têm sossego um minuto, são infelizes o tempo inteiro, e sabem com toda certeza que irão parar no inferno?
 
Como todos já sabem praticamente toda a Europa já se encontra agrupada em um só bloco, com moeda única – o euro – e planeja agora sua constituição supranacional, que deverá ser seguida por todos os países. Eis quase montado um dos blocos da besta, já vivo e ativo, esta uma das cabeças do dragão do Apocalipse. Tudo segue agora em passos rápidos na formalização deste governo único mundial. Outros blocos também se programam e tudo segue como as Escrituras previram, os profetas anunciaram, e agora ainda os profetas atuais explicam.
 
Entretanto, vemos que nem tudo são flores e amores para a fera. Na mesma Europa acontece agora um descontentamento crescente, em especial nalgumas nações, e vimos nos últimos dias novos atritos na Irlanda, carros sendo queimados na França, e também sinais de azedume na Itália. O fato é que não é tão simples eliminar de uma hora para outra, arraigados e milenares costumes de certos povos, e tentar levar a todos a um comportamento único é praticamente impossível. E isso a besta já está observando. As coisas não estão dando bem certo!
 
Não se pode tirar do povo espanhol o gosto pelas touradas, tampouco eliminar da Itália os sentimentos e costumes cristãos. Não se pode obrigar o alemão a deixar de beber cerveja, nem um escocês de tocar gaita de fole. Não se pode obrigar o povo de Portugal a gostar de Alá, se a tradição católica é milenar entre eles. Não se pode obrigar a Polônia a ser comunista, se o sofrimento que aquele povo teve com tal regime de ódio, lhes provocou nas almas, feridas profundas. 
 
Por outro lado, o estado de endividamento de algumas nações européias é de tal monta que se podem considerar falidos. Sua dívida nacional é impagável, e isso se pode ver pela Grécia, já com a espinha dorsal da economia fraturada. Países como Portugal e Espanha, para conseguirem entrar na zona do euro se endividaram até a raiz dos cabelos, construindo estradas e infra-estrutura, para se aproximarem da economia de nações mais prósperas e fortes como a Alemanha. As dívidas destes países são impagáveis, e só os tornam, a cada dia, mais dependentes da grande fera. E se sentem obrigados a promulgar as leis que preparam o governo do demônio!
 
Claro que este endividamento foi promovido de propósito pelos condutores da ruína mundial, porque desta forma transformam tais governos em reféns de pagamentos e de juros altíssimos e mesmo impagáveis. Além disso, na última grande crise dos mercados de ações, especialmente dos bancos, muitas nações acabaram de dar seu último sangue para evitar a quebradeira do mercado financeiro. Podem ter plena certeza de que se houver mais um pulso negativo destes, o terremoto financeiro que virá a seguir, acabará por arruinar todas as economias do planeta.
 
Insanamente, loucamente, tais governos não percebem o alcance de seus atos, e se entregam nos braços de satanás como se buscassem nele um salvador. O fato é que uma casa bancária bem administrada jamais poderá quebrar. E se uma quebra, não compete ao governo salvá-la com bom dinheiro dos contribuintes, porque isso fará falta para áreas essenciais, como saúde, aposentadorias e pensões, que são cláusulas pétreas. Mas ao salvarem bancos e banqueiros corruptos, acabam pondo em risco toda uma nação.
 
Mal sabem eles – ou bem sabem, pois são coniventes – que com isso a besta ri às gargalhadas, porque a cada pulso do mercado em crise, eles que manipulam todos os cordéis da economia, sacam novos trilhões para seus gordos bolsos. O fato é que a imensa maioria das nações já está falida, tem conta impagável, e todas aquelas que ainda demonstram certa pujança mentem nas contas e ludibriam os contribuintes. Não existe mais uma só nação verdadeiramente soberana. Todas devem tributo à besta! E dizem: quem é semelhante à fera! E já adoram! Como está no Apocalipse 13.
 
Hoje a nação mais falida do planeta são os Estados Unidos sem dúvida. Eles vivem ainda certa ilusão de prosperidade, mas o fato é que pouco a pouco escapam de seus domínios todos os possíveis caminhos de salvação. Ainda nesta semana, um famoso articulista dizia que somente uma guerra salva o governo Obama, cuja popularidade despencou para abaixo da linha dos 50%. Este é um fato gravíssimo, que poderá conduzir aquele povo, para o negro caminho das incertezas. Eles precisam criar um fato novo para que a forte ação do governo anime os brios de um povo ora desconfiado.
 
Os americanos são pródigos nisso, e por diversas vezes já recorreram a este tipo de expediente, diabólico, diga-se a bem da verdade. Foi assim que Bush pai se safou com a Guerra do Golfo, e Bush filho com a invasão do Iraque. Foi assim com o apoio dos EUA dado a Inglaterra na Guerra das Malvinas, e foi assim promovendo – eles mesmos – a derrubada das torres gêmeas do WTC. E não importa que tenham morrido nestes incidentes milhares de pessoas inocentes, um coração sanguinário e de pedra em seus peitos, lhes tira qualquer possibilidade de consideração e consternação. Não importa sequer que seus filhos – os soldados – morram, nem importa que a causa seja ignóbil.
 
Segue assim o mundo em passos rápidos rumo a ruína, e segue embalado pela surda cantilena dos povos em cega corrida para o abismo. Jamais se viu algo assim! Em todos os sentidos a degradação do tecido social se torna evidente, e a destruição das famílias é um dos sinais mais claros de que tudo vai mal. Na medida em que avançam os tempos é cada vez maior o número dos casais que se separam, trazendo dores sem conta para todas as partes, especialmente as crianças. O incrível nestes casos é que a maioria das vezes o motivo é mínimo, ou até nenhum.
 
De fato, nunca recebemos aqui tantas cartas de pessoas reclamando da situação de seus casamentos, nem tantas pessoas se declarando a ponto de desistirem de lutar pela unidade de suas famílias. O inimigo persegue a todos de uma forma brutal e embora seja profecia de que ele jamais destruirá a família, ele sabe que quanto mais desagregada ela estiver no auge da tribulação, maiores as chances que ele tem de aumentar o estrago entre os filhos e filhas de Deus. Afinal, a família é a base da salvação, sem ela nem a Igreja subsistiria.
 
A todos, homens e mulheres, maridos e esposas, que vivem esta situação, eu tenho apenas a dizer uma coisa: somente a oração conjunta poderá manter unida a família. Nosso desejo é, nos próximos dias, tão logo tenhamos resolvido esta terrível situação financeira que nos assolou devido a tão tremenda perseguição do inimigo, de dar início a um grande campanha do terço em Família, esta a única arma de que dispomos e que não nos será tirada tão facilmente, uma vez que a Eucaristia, nosso escudo, já aos poucos vai sendo eliminada.
 
A parte disso, como todos podem perceber, os meios de comunicação não param de trazer ao público mais e mais escabrosos casos de assassinato, até porque as notícias da copa não foram favoráveis a eles. De fato a melhor coisa que aconteceu ao nosso Brasil foi ter perdido a copa, senão os maus que nos governam não teriam mais o que fazer, a não ser deitar em berço esplêndido, pois nada lhes tiraria o queijo da boca. A mídia então, precisa desenterrar e fazer explodir casos de ódio, bárbaros crimes, fatos escabrosos para manter o povo cego e surdo aos rumores do mundo, e para que não ouça o sibilar da serpente, que a cada dia mais se assanha.
 
Falando em Copa, a pobre nação sul africana, que se ofereceu de cobaia para a besta lhes meter novos ferros e garras em dívidas impagáveis, nunca mais se levantará dos gastos que fez para levar delírio às massas, cegueira aos povos e ruína para as nações. O mesmo caminho delirante que começa nosso país, agora um gigantesco esforço de construção de estádios, melhoramentos de infra-estrutura e comunicação, para o próximo embate da insanidade, a copa da 2014. Felizmente o tempo se esvai e ontem mesmo alguém me perguntou: vai haver a copa 2014? Eu respondi: não vai!
 
E podem nos chamar de loucos se assim o desejarem, mas peço que não deixem de acompanhar passo a passo o desenrolar dos acontecimentos mundiais e nacionais. Gostaria que as pessoas se mantivessem atentos aos anúncios de aprovação das leis do aborto e do casamento homossexual. Podem ter certeza de que, cada nação, cada estado, cada município que ousar promover estas causas, criar leis neste sentido, e as aplicar em seu meio receberá seguramente um primeiro aviso. Nenhuma delas há de ficar sem sentir um primeiro tremor da divina ira. Afinal foi assim na Colômbia, em Portugal e Espanha, e será no Brasil se aqui também ousarem.
 
Na realidade a promulgação de todas estas leis, o esforço de todas as nações livres do planeta em trabalhar no sentido da destruição da vida humana, visa preparar as bases do reinado do anticristo: quanto ele chegar, já tudo estará disposto em lei, ele apenas usufruirá da aplicação sem sofrer as iras dos povos. E podem ter certeza de que, no tempo de “namoro” dele com as massas, nos primeiros 100 dias de reinado, uma turba delirante de mais de quatro bilhões de pessoas o haverá de aclamar como Messias, e erigi-lo no altar como se fosse Deus. Isso está nas Escrituras e se haverá de cumprir, o tempo da chegada de tudo isso se aproxima célere.
 
Porque tudo se cumprirá. E chamo a atenção, especialmente para o que as mesmas escrituras dizem em Ezequiel 38 e 39 – Gog e Magog – e não pensem que isso é uma fissuração minha. Eu falo da Rússia e da China. A Rússia é um reino decadente, que está mergulhando na vodca com sofreguidão nunca vista. Numa semana quente lá, 74 pessoas morreram afogadas, porque bêbadas. Para levantar este reino já bêbado, seus governantes não exitarão em promover uma guerra, tanto porque precisam eliminar seus excedentes de armas, como para diminuir a bocas que comem. E ninguém deve subestimar a ferocidade e o poder do exército russo.
 
Mas deve-se temer mais do que a qualquer um ao dragão chinês, porque nenhuma nação do planeta desenvolve hoje tamanho esforço de guerra, na montagem do mais pavoroso e terrível exército já levantado neste planeta. Ontem uma reportagem dava conta da preocupação de alguns países, vendo os porta-aviões chineses aos poucos tomarem posição de guerra em pontos estratégicos dos mares. Isso não é bom sinal, e poderá trazer graves conseqüências.
 
A situação da China é terrível. Acicatada pela pressão de sua imensa massa de gente, de mais de 1,2 bilhões de habitantes, num país que não tem nem 1/3 da área boa para a agricultura como o Brasil, com montanhas geladas ao sul e deserto ao Norte, o desespero deles é grande. Sem condições de promover o sustento de toda aquela gente, com certa dignidade, é óbvio que eles tramam a busca de espaço, como um dia fez Hitler, e já antes fizeram os mongóis de Gêngis Khan. E nada mais próximo deles do que a Rússia.
 
De fato, noutro artigo que li, pode-se notar uma já silenciosa invasão da Rússia pelos chineses, que aos poucos ocupam as cidades de fronteira, algumas delas praticamente abandonadas pelo decadente povo russo. Aos poucos a China toma espaços nas estepes russas, e isso facilitará o avanço e a mobilidade dos exércitos no momento em que explodir a grande guerra final. Desde há muitos anos, mesmo antes de me dedicar a apenas este serviço, sempre meu instinto me mandava olhar para a China, não para o seu regime, nem para a dimensão de seu espaço, sequer para seu exército, mas para aquele dilúvio de bocas famintas. Nada como a fome para ensandecer as massas e embrutecer os corações.
 
Ademais, para olhos não cegos e ouvidos não surdos é possível atinar para um fato que representa ser loucura, mas é a mais pavorosa realidade: o mundo se encanta em armar a China, mal sabendo que com isso coloca um pé no cadafalso. E os chineses comunistas não terão nenhum pejo em desarmar o alçapão! Segredos militares e artefatos de guerra foram transferidos a eles pelo governo americano, que parece feliz em armar seu algoz. Porque existem profecias alertando para o fato de que, nesta guerra futura, os americanos sofrerão a mais fragorosa derrota frente aos chineses.
 
E ainda, hoje, grande parte dos títulos, da impagável dívida do tesouro americano, está nas mãos dos chineses. E este é um terrível instrumento de pressão. E se existem empresários vendendo os títulos deste “tesouro” com deságio de 97% imaginem o tamanho do desastre. Em verdade estas todas são cartas de um jogo de morte, jogo este que quando tiver terminado deixará neste planeta um rastro de destruição de tal monta, que apenas um punhado de gente estará vivo para testemunhar o fim. De fato, estes homens maus pensam que têm o controle de tudo nas mãos, mas sua loucura os levará ainda a auto-extinção.
 
E assim em todas as nações do planeta ferve um burburinho estranho, que embora a maioria não perceba, encaminha o homem para a última deflagração. O homem se acha dono de si, pensa que não precisa mais de Deus e que é capaz sozinho de reger seus atos, acha que pode criar leis que afrontem as leis do Criador, então Deus irá permitir, por alguns meses, que o homem experimente o que significa um mundo sem a regência suprema do Criador. Quando tudo se desagregar, a sociedade, as nações, as leis, e até mesmo a própria matéria e os elementos, o homem perceberá a sua imensa fragilidade, seu nada, diante da obra criada por Deus. Então será tarde!
 
A parte disso tudo, também no terreno do diminuto, do escondido, as coisas se tramam e para um fim desastroso. Agora mesmo me telefonou uma pessoa que lida na área do chip – a marca da besta – dizendo que empresas indianas radicadas no Brasil planejam em breve a marcação de seus funcionários com o chip de controle. Isso é visto que aconteceria, mais cedo ou mais tarde, porque é profético. Também a área dos bancos e dos cartões de crédito já se assanha, e em breve os funcionários destas áreas serão colocados diante de um pavoroso dilema: sem marca para viver, ou marcados para morrer!
 
Na área das empresas, também ontem outra pessoa que trabalha com Certificados Digitais, nos disse que subitamente e sem explicação surgiu uma Portaria do Governo cancelando todos os certificados emitidos para a mesma data de abril do próximo ano, mesmo que seu prazo de validade seja de três anos. Então, segundo esta fonte de informação, os certificados serão trocados pelo chip de controle, que monitora tudo com o que entra em contato. Tudo caminha para a escravização do homem, que não terá mais nenhum tipo de liberdade. Isso tudo é posto para facilitar o governo do anticristo, pois quem tem a marca se torna escravo do dono.
 
De fato, já é também profecia que milhares de pessoas, cansadas de guerras e lutas, de busca por sustento e emprego, trocarão de bom grado a sua “liberdade”, por uma marca escravizante, desde que isso, pretensamente, lhes garanta o sustento da família, lhes de emprego, paz e segurança. Mal sabem eles que, conforme as mesmas Escrituras é exatamente quando todos falarem em “paz e segurança”, que subitamente a ruína desabará sobre o mundo. É, pois, em nosso tempo que estas coisas estão se cumprindo, e se cumprirão na íntegra.
 
E como não poderíamos deixar de mencionar, já que tratamos de um mundo indo a caminho da ruína, para os passos da nossa Igreja, especialmente em nosso país. Noutro dia li um artigo onde se dizia que na última reunião da CNBB em Brasília, os bispos reunidos decidiram continuar o mesmo modo de evangelização, o que rima com o mesmo modo de destruição da Igreja. Significa que, infelizmente ainda, a minoria gritadora dos enfronhados em “pobres, marginalizados e excluídos”, venceu a parada, decidindo empobrecer a Igreja de fiéis marginalizar os que buscam a salvação das suas almas, e excluir do céu os pretendentes à salvação eterna.
 
No artigo que hoje coloquei no site, do Bispo de Jequié, Dom Cristiano, se pode ver o embate destas forças dentro da CNBB, entre aqueles que querem uma Igreja buscando o Céu, e os que querem uma falsa igreja fuçando na terra. Entre aqueles que querem a paz na terra, e os que desejam o fogo no campo. Imagina se será fácil limitar o tamanho das propriedades ao máximo de 350 hectares, sem causar uma guerra. Não há plebiscito que resista ao sangue que rolará nesta nação se isso acontecer. Como bem disse Dom Cristiano, terra é para quem sabe produzir nela, não para quem quer sua posse apenas para poder vender, e lucrar uns trocados e ir tomar cachaça até explodir nos bares. É isso o que acontece com a maioria dos assentamentos do governo.
 
Nesta viagem para o Mato Grosso, pude perceber o quanto isso é verdade, pois em toda aquela região, não existe um só assentamento que tenha dado certo. Existem áreas imensas de nosso país, onde nem que sejam dados mil hectares de terra a uma família eles conseguirão subsistir, até porque nem uma só fonte de água pode ali ser encontrada. Tais terras, imensas, lindíssimas, servem apenas ao grande produtor, que tem condições de investir largamente, jamais para os pequenos desestruturados, menos ainda para quem sequer sabe usar uma enxada. E se sabe é para usá-la como arma de invasão de terras. Ai da parte insana da Igreja que incentiva isso!
 
O fato é que já existem excedentes de alimentos, e botar mais gente a produzir é o mesmo que aviltar ainda mais o mercado. Se tivéssemos ao menos um governo, de fato preocupado com o povo pequeno, que incentivasse esta produção e colocasse no exterior os excedentes de alimentos produzidos, não seria tão grande mal. Assim é que se os pobres produzirem não conseguem competir com os grandes e se ninguém lhes compra a produção, acabam desestimulados e tendo que desistir da lavoura. E desta forma, entregar os destinos da nação aos pequenos, em termos de alimentos, é plena loucura nestes tempos de globalização. De qualquer forma isso não compete à Igreja Católica. E é isso que colocaremos no novo livro: “E Jesus Ficou de Fora”.
 
E é preciso mencionar estes fatos sobre nossa Igreja, porque ela é a menina dos olhos de Deus. Todas as coisas que acontecem hoje no mundo, ocorrem por causa da Igreja Católica. Ela é o fiel da balança do mundo! Quanto mais mal for a Igreja de Cristo, mais mal irá o mundo! Quanto mais padres, bispos e leigos estiverem enfronhados em questões de terra, de pobreza e marginalização física, mais célere caminharemos para a ruína do mundo. O que precisamos é de Confissão, de pessoas comungando em estado de graça! O que precisamos é de Famílias reunidas rezando o Rosário, pelo menos o Terço todos os dias. Somente isso é capaz de evitar a destruição!
 
No mais, estamos numa situação dificílima quanto às próximas eleições. A própria Igreja está dividida, e embora tenhamos Bispos santos pedindo para não votar em candidatos que aprovem o aborto, a imensa maioria deles se cala, no que consente. Ou mesmo apóia! A Igreja Católica deveria se uníssona em defesa da vida. Quem vota em candidato abortista está em pecado grave e não pode participar da Eucaristia sob pena de sacrilégio. Menos ainda celebrar neste estado!
 
E não adianta o candidato se defender sob a alegação pífia de que aborto é uma questão de saúde pública, porque o esgoto e a fossa também são questões de saúde publica. Quando um candidato mistura a vida humana, inocente, desprotegida, com o esgoto – que por sinal está cheio de micro e macro abortos – mostra que dá para sua alma o mesmo valor que se dá para uma fossa. E seu estado real não é diferente disso!
 
O dilema é votar então no menos pior! De qualquer forma fiquemos atentos para algum tipo de golpe. Algo está no ar, e se os dois candidatos majoritários chegarem ao final quase empatados, um segundo turno pode decidir contra o partido da situação. Para evitar que caiam do poder, algum golpe poderá ser dado, e não tenho dúvida alguma de que eles o farão se necessário! Eu ainda não consigo atinar com o que eles tramam, sei apenas, com segurança: há algo de podre no reino de lalu.
 
Quanto a nós cabe também alertar ao povo e também aos candidatos. Mais do que isso é preciso que empunhemos nossos rosários, porque o que está em risco é nossa pátria, e a defesa dela vem antes da própria família. E somente a oração pode mudar nossos destinos! A nova campanha que iniciaremos é pelo Rosário em Família! De nada adianta panfletarmos em campanha por um candidato, se relaxamos na oração, somente ela capaz de mover o Coração Daquele que tudo pode! E Ele o fará!
 
De qualquer forma, se olharmos para as profecias, para as sagradas Escrituras, nós temos de nos preparar para o pior. Os homens estão cegos e farão cumprir tudo o que está escrito, até que desapareçam os cegos, e junto com eles os desafiadores de Deus.
 
Só então haverá paz na terra aos homens de boa vontade. Mas somente uma diminuta parcela dos vivos presenciará, com os próprios olhos e até o fim, a ruína dos maus. Deus não moverá uma só palha contra eles, e todos os ventos e tempestades que de hoje em diante nos atingirem, virão por desejo do homem mau.
 
Há muito que fazer, que alertar, que semear. Quem ninguém fique parado, pois o tempo urge. Bilhões de almas estão em risco de perda e somos responsáveis por elas.
 
Aarão 
 


www.recadosaarao.com.br



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

LEIA TAMBÉM
A TERRA MORRE
A ANTI-LEI
DONS ENTERRADOS
IGREJA, NOSSO SOL (Nossa Igreja Católica Apostólica Romana)
Em quem NÃO VOTAR
MINHA MISÉRIA
ORAÇÕES PARA OS CEMITÉRIOS:
VOCÊ CALCULA > (ou especula?) (Sobre a data da volta de Jesus)
O Recomeço - Parte II
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.325.165
Visitas Únicas Hoje: 1.361
Usuários Online: 302